Menino que sobreviveu ao furacão Dorian é recebido com abraço coletivo de colegas

Makai Simmons, 3 anos, voltou a estudar após as férias de verão em sua escola, na Flórida (EUA), onde foi recebido com um carinhoso abraço coletivo de seus colegas. O pequeno estava nas Bahamas com sua família quando o furacão Dorian devastou a ilha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na última segunda-feira (9), a mãe do menino, Tekara Simmons, publicou um vídeo em seu perfil do Instagram que mostra Makai chorando enquanto um dos colegas diz “nós sentimos sua falta” ao fundo. O post já acumula mais de 15 mil curtidas e milhares de comentários.

Tekara comentou a destruição do furacão Dorian em uma entrevista à CNN. Nascida e criada nas Bahamas, ela visita a ilha algumas vezes ao ano, aproveitando os feriados.

No dia 2 de agosto, feriado do Dia do Trabalho nos Estados Unidos, ela viajou com a família para aproveitar o fim de semana. No entanto, o furacão pegou a todos de surpresa, avançando pelo Caribe em direção ao litoral da Flórida.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Leia também:

A casa em que estavam foi completamente inundada durante a passagem do furacão, mas eles não se machucaram, tendo sido evacuados antes.

Devastação do furacão Dorian

Segundo um levantamento do governo norte-americano publicado na terça-feira (10), a tempestade tropical deixou 50 mortos, centenas de desaparecidos e cerca de 70 mil pessoas desabrigadas nas Bahamas.

Para Makai, o furacão é um ‘monstro’ – ‘porque era assim que ele se assemelhava nas Bahamas’, conta sua mãe.

Ao retornar em segurança após o susto e testemunhar o momento em que as crianças abraçaram seu filho foi um momento especial. “Isso me fez sentir realmente amada e importante”, finalizou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Veja o vídeo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: Diário de Pernambuco/Fotos: Reprodução/Twitter

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,505,556SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Após vencer as drogas, chef de cozinha leva hambúrguer e amor a desabrigados em BH

O chef de cozinha Iuri Jobim Chaves de Medeiros abre o coração e diz: “É uma terapia do espelho, eu ajudo e sou ajudado”....

Mesmo depois de ficar cega, ela superou limites e tornou-se professora

Ela poderia ser mais uma a reclamar da vida, mas não é! Cega aos treze anos, Ethel não se abateu e continuou em busca dos...

Noiva se emociona ao ser conduzida por pai e ter a cerimônia realizada por padrasto

Infelizmente alguns casamentos acabam não dando certo, mas o mais importante é que o respeito e o amor prevaleçam acima de tudo e que...

Primeiro-ministro canadense é visto como um “novo Mujica”

O ex-presidente uruguaio José “Pepe” Mujica e o novo primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, tem trajetórias de vida completamente distintas uma da outra. Mujica fez...

Homem HIV positivo fechou os olhos e pediu às pessoas para tocá-lo

Um finlandês HIV positivo desafiou as pessoas com um simples pedido: estender a mão e tocá-lo. Para fazer essa experiência social, um homem chamado Janne fica em...

Instagram