Gabriel Medina apresenta prancha de surf feita com garrafas Pet recicladas

Sabia que o plástico demora ao menos 400 anos para se decompor no meio ambiente? Com o intuito de combater a poluição do mar e dar novos rumos ao resíduo, o surfista Gabriel Medina apresentou uma prancha feita com garrafas PET recicladas, em parceria com seu patrocinador Guaraná Antártica. A ação simboliza um compromisso da marca em reciclar 100% de suas embalagens plásticas até 2025.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Ouça e entenda mais sobre essa bela atitude do surfista! Clique no play acima!

Em contrapartida, o instituto do campeão mundial, localizado em Maresias, no Litoral Norte de São Paulo, irá atuar na conscientização ambiental. Criada no início de 2017, a fundação serve como centro de apoio, aprendizado e treinamento para novos talentos nas ondas, selecionados no Circuito Medina/ASM. Os atletas mirins têm acesso gratuito a mesma estrutura que o surfista profissional conta na parte técnica, física e médica, além de aulas de idiomas e de informática, visando as trajetórias futuras.

“Fico feliz de fazer parte desse projeto. Viajo o mundo utilizando as praias e é muito bom ver quando estão limpas, sem lixo. Temos que manter isso e a prancha é uma boa desculpa para reciclar esse material. Vai ajudar o mundo em que a gente vive”, declarou Medina durante a coletiva de imprensa, na companhia da surfista Marina Werneck. Para fazer mais pranchas, a ideia é incentivar os alunos do Instituto Gabriel Medina a participarem da ação de reciclagem. Os oito primeiros ou primeiras que recolherem mais garrafas Pet nas praias irão assistir a um jogo do Brasil ao vivo.

instituto gabriel medina pranchas surf garrafas pet

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A mãe do atleta, Simone Medina, contou que os jovens estão empolgados com a ideia e já começaram a recolher o lixo das praias. “Para nós é um prazer ver esse trabalho porque está sendo feito com a nova geração e eles são multiplicadores. Ao ver as crianças engajadas, o próprio turista de Maresias já se engaja. Participar de uma iniciativa que vai voltar pro bem estar humano é muito bom. A gente parte desses pontos para a transformação, de uma geração nova, uma mente nova. Eles vão alegrar muito nossos dias, são a única saída para transformar o nosso país, que eu acredito e amo muito”.

Foi pelas águas do mar que a marca de refrigerante chegou até a idealização da prancha sustentável. O Politereftalato de Etileno, nome técnico do material que compõe as garrafas, é considerado um dos principais vilões do mar. Segundo o PNUMA, o programa das Nações Unidas para o meio ambiente, o elemento é responsável pela morte de mais de um milhão de aves marinhas anualmente ao redor do mundo, além de prejudicar espécies marinhas como tartarugas, peixes e todo o bioma.

Para amenizar esse impacto e criar um ciclo produtivo mais amigo do meio ambiente, o Guaraná Antártica foi a primeira marca de refrigerante a lançar uma embalagem 100% reciclada e agora visa dar novos rumos ao plástico. “Quando começamos a falar sobre a origem do guaraná, lá em Maués (AM), passamos a pensar nesses processos. Estamos muito próximos do surf porque patrocinamos o Gabriel desde seus 17 anos e o mar sempre nos lembra do problema ambiental. Acho que isso nos fez trazer o assunto para a mesa. Marcas grandes tem o papel e responsabilidade de cuidar dessas causas“, apontaram Fernando Soares e Felipe Ghiotto, vice-presidente e diretor de marketing dos refrigerantes da Ambev, respectivamente.

instituto gabriel medina pranchas surf garrafas pet

O projeto começou a ser desenvolvido no final de 2016 e foi ganhando forma, literalmente, nas mãos de Neco Carbone, um dos maiores shapers do surf nacional, que criou a prancha fish 6’0 elaborada com 756 garrafas Pet recicladas, representando 80% de sua composição. A resina de Politereftalato de Etileno micronizado foi usada na laminação e nas quilhas, enquanto fibras de vidro são adicionadas para dar resistência ao material. No momento, há mais oito unidades em produção.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Enquanto isso, Medina irá não só se divertir com a prancha nova, como também levá-la ao campeonato World Surf League (WSL) como uma bandeira em prol da sustentabilidade. Mas, embora a paixão pelo surf seja o que traz as medalhas, ele tem um incentivo a mais para voltar para casa: os futuros surfistas treinados em seu instituto. Estou sempre aqui quando volto de viagem É muito bom ver a molecada treinando. Aqui toda hora é alto astral, você está rindo, compartilhando…estava com eles agora na salinha de tecnologia, onde assistiram vários vídeos meus em competições, me perguntando várias coisas. Acho bem bacana poder falar o que eu sentia ou como foi a minha bateria com o Kelly (Slater) e as experiências que tive até hoje”, finalizou.

instituto gabriel medina pranchas surf garrafas pet crianças

instituto gabriel medina pranchas surf garrafas pet

instituto gabriel medina pranchas surf garrafas pet

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos: Brunella Nunes para o Razões para Acreditar

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,844,630SeguidoresSeguir
24,854SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Estudantes criam tijolo ecológico mais barato e que não polui

A indústria de tijolos da Índia conta com mais de 100 mil fornos e produz até 2 milhões de tijolos por ano, e é também uma...

Conheça o projeto que usa a capoeira para tirar crianças da rua

Tirar das ruas crianças e jovens de várias regiões do Brasil e do mundo é seu principal objetivo, além de apresentá-las a roda de capoeira.

Terapeuta conquista diploma no ensino superior vendendo coxinhas

Após anos de lutas, estudos e dificuldades, Samires Souza, jovem de 23 anos, agora é terapeuta ocupacional. A conquista do título, porém, foi cercada...

Ignorada no Globo de Ouro, Greta Gerwig é indicada ao prêmio de melhor direção no Oscar

Cineasta é apenas a 5ª mulher indicada na categoria de Melhor Diretor na história da premiação.

Aplicativo melhora a comunicação dos pais com as escolas dos filhos

Pense como seria legal se os pais pudessem ser mais presentes na vida escolar dos filhos e interagir mais com a direção do lugar...

Instagram

Gabriel Medina apresenta prancha de surf feita com garrafas Pet recicladas 2