Gari que se formou em Direito entra na Comissão de Direitos Humanos da OAB em MT: ‘Muito feliz’

Cerca de dois meses atrás, o Razões contou a história da gari Ketlly Cristina da Silva, 25 anos, que concluiu o curso de Direito após superar uma série de desafios pelo caminho, como a necessidade de pedalar 10 km por dia para estudar e ser vítima de discriminação por conta de seu trabalho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Agora, temos mais boas notícias sobre Ketlly: na última sexta-feira (24), a jovem ingressou na Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Cuiabá (MT).

A advogada é a primeira da família a conquistar o diploma de curso superior. Ela é filha de uma diarista e tem dois irmãos (que trabalham como manicure e servente de obras).

gari se forma em direito e entra na comissão de direitos humanos

Quando Ketlly tinha apenas 4 anos, seu pai morreu dentro de um presídio. Na adolescência, ainda marcada por essa tragédia, surgiu o desejo de estudar Direito.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para além de conseguir justiça por meio de seu trabalho, a jovem também enxergou no bacharelado a oportunidade de confrontar o Estado onde ele é falho. Como exemplo, ela cita a mãe, que criou os filhos sozinha com a renda de faxinas, sem qualquer respaldo ou auxílio do governo.

Conquistar o diploma foi uma luta. Ketlly não tinha dinheiro para custear o transporte até a faculdade e ia de bicicleta, à noite, para estudar.

gari se forma em direito e entra na comissão de direitos humanos

“Trabalhava e estudava. Não tinha dinheiro para transporte, então ia de bicicleta para faculdade. Não tinha dinheiro para o lanche, nem para material didático, mas ia me virando, não foi fácil”, relatou a mato-grossense que agora se prepara para o Exame da Ordem.

Seu principal objetivo na Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil é ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade, que muitas vezes não têm informação. “A informação mudou minha vida e também pode ajudar a de outras“.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A história de superação de Ketlly repercutiu em todo o país, especialmente em sua terra natal, onde ela recebeu o convite para ocupar um cargo na Procuradoria Municipal de Várzea Grande, além de outras oportunidades.

“Pessoas manifestaram o desejo de me ajudar com livros, como o Vade Mecum. Eu não tinha dinheiro para pagar a prova da OAB, e uma outra pessoa que também está estudando para a prova pagou a taxa de inscrição para mim e me ajudou com livros. Também recebi ajuda para pagar parte do financiamento da faculdade”, contou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Saber que serve de inspiração para outras pessoas enche a jovem de orgulho. Além disso, aos poucos depois da conquista do diploma, sua vida está melhorando.

“Com todo respeito aos garis, essa profissão é muito dura, trabalhar no sol quente, como braçal, na insalubridade. Então, avalio que minha vida está melhorando”, disse.

Kettly é casada e tem um filho, o Isaque, de 10 meses. “Ele é minha grande inspiração“, afirma a mãe. O marido trabalha como repositor em um supermercado e também está animado para fazer faculdade, mas ainda não escolheu o curso.

Para Flávio Ferreira, presidente da Comissão dos Direitos Humanos da OAB, a experiência de vida dela pode colaborar muito com os serviços prestados pela OAB-MT à sociedade.

Veja também:

Fonte: Mato Grosso Mais
Fotos: Arquivo pessoal

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,860,568SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Estranhos se unem para salvar pessoas que caíam de um prédio em chamas na Suécia

Uma multidão de completos desconhecidos se reuniu para salvar pessoas de um prédio em chamas. Isso aconteceu em Gotemburgo, na Suécia, na noite de domingo...

Casal vende doces nos semáforos de SP para realizar casamento

Quanto custa casar? Melhor, o que você seria capaz de fazer para bancar seu casamento? O casal Priscila Miranda (25) e Jefferson Tiago (30)...

Final de briga entre adolescentes comove internautas nas redes sociais

“Apertem as mãos, irmão. É o único jeito que me fará ir. Ele vai apertar a sua mão. Ofereça a mão de novo”, disse o jovem muçulmano que separou a briga.

Empresária com câncer usa blog para arrecadar ‘kit beleza’ para pacientes

O otimismo ao encarar um diagnóstico precoce fez com que a empresária Vânia Castanheira, 32, que mora em São José dos Campos (SP), adotasse...

Marido cria cadeira de rodas off-road para a esposa ir a lugares que nunca imaginou

Cambry e Zack Nelson têm inspirado pessoas pelo mundo inteiro. Ela é cadeirante e, apesar de gostar muito de viagens e aventuras, teve seus...

Instagram