Garota de nove anos faz carta para seu professor que se assumiu gay

Uma garota de nove anos escreveu uma carta fofa para seu professor, após ele se assumir gay em uma aula para combater homofobia e bullying.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Na carta, ela diz:

“Caro Sr. R, mesmo você sendo gay, eu sempre vou tratá-lo da mesma forma que eu faço agora. Eu ainda penso em você da mesma forma como eu costumava fazer. Você é um grande professor e estas são apenas algumas das palavras que eu usaria para te descrever: ótimo, incrível, fantástico, brilhante, impressionante e corajoso.

A razão pela qual eu digo “Bravo!” é porque você compartilhou um segredo pessoal que foi muito corajoso. Você não tem que se sentir com medo, porque eu sei que todos na classe se sentem da mesma maneira que eu.

Assinado: A x x.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

obs. Estamos todos orgulhosos de você “

Em uma entrevista ao “PinkNews”, o Professor disse:

“Sendo um professor de escola primária eu sempre fiquei preocupado em mencionar a minha sexualidade. Como parte da semana anti-bullying, eu perguntei quem tinha ouvido o termo gay sendo usado como um insulto. Quase todos da minha classe colocaram as mãos para cima. Eu fiquei atordoado. Perguntei ainda quem achava que as pessoas que são gays ou lésbicas são ruins ou erradas de alguma forma. E mais uma vez quase todas as mãos se levantaram.

Depois de falar com o meu chefe, nós concordamos que eu poderia dizer a classe que eu sou gay.

A reação foi fantástica, havia um monte de suspiros e olhares chocados e algumas questões básicas como: ‘você tem um namorado?’. Mas, depois de alguns minutos, nós apenas continuamos a aula. A carta veio uns dias mais tarde. A menina que escreveu me entregou no início do dia. Ler isso trouxe lágrimas aos meus olhos e levou um tempo para me recompor. Quando eu agradeci ela apenas deu de ombros e repetiu algo que um dos meninos da turma havia dito durante a aula: ‘É apenas a sua vida’. Em seguida ela voltou para seus exercícios de matemática.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para a turma foi uma surpresa, mas foi algo simples e fácil de arquivar como outra peça de informação. Não houve julgamento, apenas aceitação.

Agora, eu posso falar sobre meu noivo normalmente, como qualquer outro professor, e minha turma me conhece um pouco melhor. Eu já recebi um monte de cartas e cartões ao longo dos anos, mas este eu sei que vou guardar para sempre”.

10371962_932375016790025_5606699608503945467_n

Post originalmente publicado no Nada Errado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,761,430SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ambev seleciona 50 ONGs para programa de mentoria em gestão

O programa VOA está com inscrições abertas até 21/02; inscreva-se.

Em barco, menina de 6 anos salva tripulantes de forma heroica no Litoral

Enquanto um barco virou em alto mar, uma menina de seis anos salvou os tripulantes de forma inacreditável. O acidente aconteceu nas proximidades de...

Ele com 94 anos e ela, 98, casaram-se depois de terem se conhecido na academia

Gertrude Mokotoff, de 98 anos e Alvin Mann, de 94, mostraram que o amor não tem idade. Os dois se conheceram em uma academia,...

Caminhoneiros viram guardiões da vida selvagem nas rodovias

Os caminhoneiros brasileiros têm estimulado uma linda cultura de proteção e preservação dos animais selvagens, demonstrando uma sensibilidade enorme às suas necessidades. Há diversos vídeos...

Quase metade de pacientes com coronavírus já estão recuperados

Uma ótima notícia em meio à atmosfera de dúvidas e incerteza que o mundo todo está vivendo. Mais da metade dos casos de coronavírus...

Instagram