Garota decide usar máscara para ficar igual amiguinha com doença no sangue [VÍDEO]

Empatia é coisa linda de ver, não é mesmo? E que belíssimo exemplo de empatia a Antonella traz pra gente! Ela virou amiguinha da Lia, que tem uma doença no sangue e precisa usar máscara. Lia tinha o sonho de fazer ballet e iniciou as aulas depois que recebeu liberação da equipe médica.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foi quando conheceu Antonella, a Pompom, e ela espontaneamente decidiu também usar máscara para Lia não se sentir diferente e ficar igual à amiguinha!

Ajude uma mãe que cuida sozinha de filhos com paralisia cerebral

“A Lia iniciou o ballet e na segunda-feira foi o primeiro dia da Pompom junto com ela.  Aí deu nesse momento lindo de afeto e compreensão”, relata a mãe de Lia, Juliana Maia.

bailarinas usando máscara
Antonella (esquerda) e Lia (direita). A empatia é própria das crianças, né? ❤

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A doença de Lia é a Talassemia, uma espécie de anemia hereditária. Ela passou por transplante, o primeiro no Brasil com um doador não aparentado, e está se recuperando bem. O procedimento foi realizado para que ela não tenha que passar a vida inteira fazendo transfusões de sangue.

“Pensa só a alegria dela quando viu uma coleguinha querendo dançar, abraçar e brincar e ainda usar máscara igual a ela”

Para os pais de Lia, a atitude de Pompom é o tipo de reação que a menina não está acostumada. Isso porque Lia já sofreu preconceito por causa do uso da máscara.

“Fizemos uma viagem, pois o sonho da Lia era conhecer o Pão de Açúcar. Ela chegou cheia de expectativas, louca para fazer amizades e uma família parecia não querer a aproximação da minha filha com os filhos dela pelo o uso da máscara. Isso deixa o coração da gente aos pedaços porque ali naquela família não existe a empatia, o respeito, a admiração em entender que o próximo é igual”, disse Juliana.

bailarinas usando máscara
AHHHHH 😍

“Para quem já tinha sido impedida de brincar num pula-pula por outra criança porque usava uma máscara, pensa só a alegria dela quando viu uma coleguinha querendo dançar, abraçar e brincar e ainda usar máscara igual a ela. Coisas simples que fazem a diferença na vida de um ser humano”, relatou o médico Vandersson Rocha.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Prof. Dr. Vanderson Rocha (@dr.vandersonrocha) em

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ajude uma mãe que cuida sozinha de filhos com paralisia cerebral

A máscara é para Lia não se expor a outras doenças, e não o contrário

As situações narradas pelo médico e pela mãe de Lia mostram que as pessoas fazem um pré-julgamento sobre o uso da máscara. “Ela usa máscara para se proteger já que ainda faz tratamento imunossupressor e não pode ser vacinada. A máscara não protege as outras crianças de contraírem alguma doença da Lia, ao contrário, protege as crianças transplantadas como a Lia de contraírem doenças de outras crianças”, explica o médico.

O médico relatou que outras crianças pacientes do Setor de Transplante de Medula Óssea do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo (SP), também sofrem bastante preconceito no dia a dia, sobretudo as crianças com câncer, que ficam carecas por causa do tratamento. Mas a atitude de Antonella representa uma esperança de um mundo com mais empatia e compreensão!

“Preciso que Lia se fortaleça para ser inserida em um mundo que de direito é dela. A atitude da Antonella nos traz uma série de esperanças em relação à humanidade que estamos construindo. Uma criança saudável, alegre, ingênua e sem cobranças se colocar no lugar do próximo é algo admirável. Essa empatia, essa sensibilidade demonstra algo que é próprio das crianças, a pureza, o olhar sem rótulos, preconceitos. Por mais POMPONS no mundo”, finalizou Juliana.

Por mais POMPONS no mundo!!

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

razões para acreditar

crédito da fotos: Juliana Maia/Arquivo pessoal 

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,638,607SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Cão ajuda mãe a descobrir que babá maltratava filho de sete meses

Mais uma vez os cães nos mostrando sua lealdade de um jeito inacreditável. Hope Jordan percebeu que havia algo estranho entre a relação do filho e de seu cão de estimação com...

Dove celebra a maternidade e a diversidade recriando foto icônica da marca

Para celebrar o Dia das Mães em grande estilo e homenagear todas as mães do mundo, a Dove lançou uma campanha que busca mostrar...

McDonald’s contrata mãe para que filha com deficiência intelectual trabalhe melhor

A empresa contratou a mãe para acompanhar a filha que tem deficiência intelectual.

Descubra por que a capivara é a melhor amiga do reino animal

Nem mesmo os crocodilos resistem a tanta fofura!

Cientista desvenda as emoções por trás de cada tipo de lágrima

Você já se perguntou se as lágrimas de dor são diferentes das lágrimas de alegria? Rose-Lynn Fischer sim. Foi essa pergunta que a fez analisar as estruturas das lágrimas usando poderosos microscópios.

Instagram