Garoto autista perde boneco favorito e desconhecidos se mobilizam para dar outro

Sem a miniatura do Taz, Arthur entrou em crise. Pedido por boneco feito na internet foi um comovente sucesso!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Por Rio de Boas Notícias

Desde que ganhou uma miniatura do boneco Taz, Arthur, 8 anos, elegeu o personagem da coleção do Looney Tunes, que veio de brinde em um lanche do Bob’s há quase um ano, como seu brinquedo favorito. O garoto, que tem autismo, não passa um só dia sem ter o boneco por perto.

O problema é que Arthur acabou jogando o brinquedo pela varanda do apartamento onde mora e o boneco foi perdido. “Ele nunca teve este costume”, conta a mãe, Fernanda Kely Costa. Foram dias e noites difíceis.

Arthur segura o Taz logo após recuperá-lo
Arthur com o Taz, seu boneco preferido, logo após recuperá-lo – Foto: arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Como ele gosta de brincar com os bonecos da coleção todos os dias, ele passava o tempo inteiro me pedindo o Taz. Foram dois dias bem enlouquecedores porque ele não entendia que havia perdido, ele só queria e acabava entrando em crise”, lembra Fernanda. Arthur chegava a acordar durante a noite e não conseguia dormir porque queria o brinquedo.

Foi então que Fernanda decidiu publicar em sua rede social para ver se algum conhecido havia feito a mesma coleção do Bob’s e poderia vender ou dar o Taz a seu filho. Outras pessoas entraram nesta busca e também postaram em suas páginas.

Postagem pedindo um boneco igual
Postagem feita por Rafaele, que foi mediadora de Arthur na escola

A reação foi imediata: nos comentários, muitos se prontificaram a ajudar. Alguns tinham o boneco e se dispunham a doar, outros se ofereceram para imprimir uma cópia em 3D, houve quem tentasse entrar em contato com o Bob’s, avós disseram que conversariam com seus netos para que cedessem a miniatura que tinham em casa e até uma criança se propôs a entregar pessoalmente seu boneco a Arthur.

Vários comentários de pessoas tentando ajudar a encontrar o boneco

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quem não podia ajudar, se solidarizou de alguma forma. Fiquei muito emocionada. Muitas pessoas não têm ideia do que um objeto pode significar para um autista. Para o Arthur então, tem um sentimento dobrado. Os brinquedos que ele pode carregar, ele leva pra todo lado”, diz Rafaele Calassara da Silveira, que foi mediadora de Arthur na escola e também postou o pedido em suas redes sociais.

Enquanto Fernanda saiu para buscar, na Barra da Tijuca, uma doação de uma moça que havia dado o Taz do filho dela, o próprio Bob’s mandou um motoboy entregar a Arthur a miniatura do Taz e a coleção completa dos novos bonecos da rede.

Eu não estava em casa. Foi minha mãe quem recebeu. Quando ela abriu a porta, o Arthur não entendeu muito bem o que estava acontecendo. O Taz veio dentro de um envelope grande. Mas quando minha mãe tirou o Taz do envelope, ele já pegou da mão dela, ficou todo feliz. Passou o dia inteiro com o boneco, dormiu com o boneco do lado e assim continua. Vida normal, conseguimos voltar ao equilíbrio novamente”, conta a agora feliz mamãe.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,845,820SeguidoresSeguir
24,881SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Estudante arrecada dinheiro para sem-teto que ofereceu suas moedas para ela conseguir pegar um táxi

A estudante inglesa Dominique Harrison-Bentzen resolveu morar um dia nas ruas com o objetivo de arrecadar dinheiro para um morador de rua - que...

Pai solteiro que cresceu em abrigo adota 5 irmãos para evitar que fiquem separados, como ele foi na infância

O americano Robert Carter, de 29 anos, foi adotado quando tinha 12 anos e passou um período longe de seus irmãos, por isto, quando...

Lar de idosos no RS cria “Túnel do Abraço” para que parentes possam abraçar idosos

O abraço é um costume bem típico da gente aqui no Brasil e foi uma das coisas mais difíceis de se adaptar desde o...

Verônica Hipolito é prata nos 100m na Paralimpíada do Rio: vai, Magrela!

Tudo na vida da atleta paralímpica Verônica Hipólito contribuiu para que ela se tornasse uma pessoa triste, mau humorada, amarga. Mas o sorriso e...

Pacientes de câncer esquecem um pouco de sua doença fazendo ensaio com perucas loucas

"Sabe o que eu mais sinto falta? Ser despreocupado." Esta foi a frase que inspirou o projeto “If only for a second”. A organização...

Instagram

Garoto autista perde boneco favorito e desconhecidos se mobilizam para dar outro 3