Garoto de 15 anos inventa sensor que ajuda pessoas com Alzheimer

Clique e ouça:

Kenneth Shinozuka tem apenas 15 anos e seu avô tem Alzheimer. Ao passar do tempo foi percebendo que sua família tinha muita dificuldade de manter a segurança de seu avô durante a noite, sem contar que passavam varias noites em claro, sacrificando a própria saúde para cuidar do avô. Várias pessoas que sofrem dessa doença muitas vezes criam um habito de sair de suas camas a noite e são também incontáveis as histórias que nos dizem que uma pessoa portadora de Alzheimer saiu de casa e se perdeu na rua.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com o intuito de aliviar o fardo de sua família, principalmente sua tia que é a pessoa que mais fica com seu avô, e também manter a segurança do idoso, Kenneth desenvolveu um sistema que consiste em um sensor de pressão que ao momento em que os pacientes fiquem de pé, o sensor automaticamente envia um sinal para o celular de quem está cuidando do paciente.

sensor-alzheimer-3

Ele chegou a desenvolver dois protótipos, um que é uma meia e outro que pode ser colocado dentro de meias sapatos ou até mesmo preso no pé dos pacientes. O sistema foi primeiramente testado em seu avô, num período de 6 meses e segundo ele o sistema captou 100% das vezes em que seu avô saiu da cama, um total de 437 vezes.

sensor-alzheimer-5 sensor-alzheimer-6

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

sensor-alzheimer-7

Este sistema, além de evitar que seu avô saísse durante a noite e além de melhorar a qualidade de vida de quem cuida do paciente, também armazena a frequência das tentativas ajudando as pessoas a tentarem identificar um padrão de comportamento no paciente.

 

A invenção de Kenneth foi reconhecida pelo Google em sua Feira de Ciências, fazendo com que seu projeto ficasse entre os 15 finalistas mundiais, e caso vença, poderá ser premiado com uma viagem de 10 dias para as ilhas Galápagos, uma visita ao porto espacial Virgin Galactic e uma bolsa de estudos no valor de 50 mil dólares.

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Independentemente disso, Kenneth já está se preparando para fabricar centenas desses sensores, que ele pretende doar para asilos e casas de apoio para pacientes com Alzheimer.

 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,026,080FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
11,926SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Brasileira voluntária da 2ª Guerra Mundial é hoje voluntária na luta contra o Coronavírus

A dona Blandina era adolescente quando confeccionou luvas para os soldados brasileiros da FEB (Força Expedicionária Brasileira) que lutaram na 2ª Guerra Mundial. Lá se...

Jovens antecipam casamento após saber que um deles tem apenas 5 meses de vida

Se você, assim como eu, se acabou de chorar vendo "Um amor para recordar" lá em 2002, se prepare: essa história é real, e...

Policiais unem-se a manifestantes em ato contra racismo e violência, nos EUA

É preciso tomar muito cuidado com generalizações, afinal, a profissão e a raça de uma pessoa não podem a definir. E para provar isso, diversos...

Batismo de bebê conta com bençãos de familiares católicos, espíritas, evangélicos e umbandistas

Quando completou três meses de vida, o pequeno Iago recebeu as bençãos de sua família, cada qual à sua maneira: uma avó é católica,...

Surfistas vão todos os dias à praia para salvar vidas e recebem gratidão de banhistas

Só quem já passou pelo susto de perder o controle ao nadar em um mar ou uma piscina sabe o tamanho do alívio quando...

Instagram