Garoto impedido de almoçar em shopping é acolhido por projeto

Clique e ouça:

Depois de ser impedido de comer um almoço no restaurante de um shopping de Salvador, pago por um cliente do estabelecimento, o garoto foi acolhido pelo time de futebol Vitória e convidado a participar do seu programa de ações sociais, chamado Vitória Cidadania.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O episódio gerou indignação em milhões de brasileiros que reprovaram a atitude do segurança do shopping, que tentou de tudo para impedir o jovem Kaique Sofredine de pagar a refeição para o garoto em vulnerabilidade social, e que vende balas e chicletes em frente ao shopping para ajudar a mãe dele com as contas de casa.

Dois dias depois da história ir parar no noticiário, a coordenadora de Esportes Olímpicos do Esporte Clube Vitória, Manny Gleize, foi atrás do menino Matheus e abriu as portas do projeto Vitória Cidadania para ele – o legal é que Matheus é torcedor do Vitória, imagine a alegria!

garoto impedido comer shopping acolhido projeto social

Matheus vai poder praticar vários esportes olímpicos nas dependências do clube, como natação, basquete, vôlei de quadra e praia, mas o que ele quer mesmo, como disse no vídeo em que aparece com Gleize, é “jogar bola”. “Vou pegar no seu pé, viu, Matheus”, diz Gleize no vídeoVocê também pode fazer a diferença na vida de uma criança. Cadastre-se no Visa Causas e veja como é rápido, simples e você não paga nada a mais por isso.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O projeto é uma parceria do time de futebol com a Prefeitura de Salvador, que reduz em até 70% o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para clubes de caráter desportivo e cultural, que incentivam a prática do esporte, informa o site do Vitória.

Em troca, as entidades oferecem oportunidades em diferentes modalidades esportivas para crianças e adolescentes em vulnerabilidade social.

“O esporte é um meio de transformação social. O Vitória é muito mais que um time de futebol. Temos consciência de que podemos contribuir para um futuro melhor e influenciar positivamente as crianças beneficiadas pelo Vitória Cidadania”, afirma Gleize.

O projeto oferece aos meninos e meninas material esportivo, uniforme, transporte e alimentação. Para participar do programa, os garotos devem atender a alguns requisitos, como estar matriculado em uma escola da rede pública e frequentar as aulas durante as atividades do projeto.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Toda a sorte do mundo para o Matheus e parabéns ao Vitória pela iniciativa de acolhê-lo!

Conheça mais sobre o programa Visa Causas e apoie uma instituição sem pagar nada a mais por isso. É só cadastrar o seu cartão Visa e a cada transação no crédito ou débito, a Visa faz uma doação. Saiba mais!

crédito das fotos: divulgação

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,055,297FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
18,117SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Garoto recebe ajuda de gamer profissional e sugere vender latinhas para retribuir

Essa semana muita gente se emocionou com a história do garoto Guilherme, um menino humilde que gosta de jogar um game chamado Free Fire,...

Adolescente recusa oferta de R$ 46 milhões por site sobre Covid-19

O que você faz quando tem 17 anos? Pensa em estudar, curtir a balada, se divertir. Mas, não o Avi Schiffmann. Ele construiu um...

Mãe que anunciou faxina por R$ 20 para alimentar filhos comove internautas e recebe R$ 53 mil em doações

A jovem mãe Liliane está desempregada e as faxinas foi o meio que encontrou pra não faltar comida em casa.

História de amor: marido larga tudo para cuidar de esposa em estado vegetativo

Essa é mais uma história sobre o amor na sua forma mais poderosa! Há dois anos David Cesar, 27 anos, cuida da sua esposa...

Vizinhos compram todos os picolés de idoso e arrecadam R$ 300 mil para ele

Os vizinhos de um senhorzinho compraram todos os seus picolés para que o idoso pudesse ir para casa e descansar. Esse ato de bondade vem...

Instagram

Garoto impedido de almoçar em shopping é acolhido por projeto 13