Garoto refugiado conforta cadela atropelada na Turquia até a ajuda chegar

banner reservaA rejeição e o preconceito não endureceram o coração do pequeno Hüseyin el-Hasan, um menino refugiado sírio de oito anos de idade. Ele é um dos 3 milhões de sírios que deixaram seu país, que vive uma guerra sangrenta, para se refugiar na Turquia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Ouça a emocionante história do garoto e se sua cadela! Clique no play acima!

Apesar da xenofobia que muitos refugiados têm que enfrentar quando chegam a um país novo, inclusive no Brasil, Hüseyin é um menino com um coração de ouro. Recentemente, ele demonstrou toda sua compaixão confortando uma cadela atropelada por um veículo nas proximidades de sua casa, na cidade de Kis.

Mesmo sem poder fazer muita coisa, ele decidiu ficar ao lado do pobre animal, que estava tremendo de frio. Hüseyin foi correndo até sua casa pegar um cobertor para cobrir o corpo da cadela. Ele também pediu aos vizinhos para ligarem para as autoridades que pudessem socorrer o bichinho, segundo informações do site The Dodo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Enquanto a ajuda não chegava, ele permaneceu ao lado da cadela. Só saiu de lá depois que chegou um veículo para levar a cadela ao veterinário. Os dois funcionários parabenizaram o garoto pelo seu gesto de puro altruísmo.

Porém, após ser levada do local, a cadela não resistiu aos ferimentos e morreu. A atitude de Hüseyin viralizou e chegou até o prefeito da cidade onde ele vive. O prefeito fez questão de conhecer o garoto pessoalmente e presentear sua família com cobertores novos, para que não fizesse falta o cobertor que ele usou para aquecer a cadela, de bom grado e sem esperar nada em troca, além de dar ao garoto uma medalha pela sua atitude heroica.

Foto de capa: Facebook/Reprodução

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

barra reserva

[Nota da Redação]

Acreditamos que a tecnologia pode proporcionar momentos inesquecíveis, como a realização de assistir uma apresentação de balé ou viajar para a Espanha, tudo isso é possível através da realidade virtual. Assista a experiência que levamos a uma casa de repouso de São Paulo:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,263,267SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Autodidata, jovem com paralisia cerebral se torna designer gráfico para ajudar a família no sustento

Renato foi diagnosticado com paralisia cerebral quando tinha apenas 1 mês de vida, devido algumas complicações no parto. Hoje, com 30 anos, ele desafiou algumas...

Frentistas montam varal em posto para doar roupas a quem precisa

Frentistas de um posto de combustíveis em Rio Claro, no interior paulista, montaram um "varal solidário" para incentivar a doação de roupas e o...

Casamento: 10 tradições inusitadas ao redor do mundo

Quebrar peças de porcelana, usar trajes vermelhos e até entornar doses de saquê são alguns dos costumes que fazem parte das tradições de casais...

O maior presente

Vi no Papo de Homem e estou reproduzindo na íntegra, caso queiram vejam a hisória como estava no post original no Facebook. Hoje, antes de sair para...

Suíça votará proibição da criação de animais em escala industrial para abate

Recentemente, foi relatado que 2,6 milhões de suíços – ou 31% da população – estão reduzindo ou reduziram totalmente o consumo de carne.

Instagram

Garoto refugiado conforta cadela atropelada na Turquia até a ajuda chegar 3