Menino que foi denunciado por vender água recebe apoio de internautas e vaquinha bate R$ 82 mil

E conseguimos mais uma vez! O Gabriel vendia água na rua para ajudar no sustento da família, em Mossoró (RN). Só que alguém o denunciou e o Conselho Tutelar o proibiu de trabalhar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Lançamos a primeira vaquinha na Voaa para ajudá-lo a comprar uma casinha nova para ele, os irmãos e a mãe. E conseguimos arrecadar todo o valor necessário. Resolvemos aumentar a meta um pouco mais para que ele possa montar um pequeno negócio – é o sonho do Gabriel – e poder vender sem riscos.

E vocês foram super incríveis de novo! A meta da vaquinha para o Gabriel foi batida e agora é só felicidade para eles!

O vídeo do Gabriel, que chegou até a gente foi esse:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Família sonha morar longe do violência

Um dos maiores sonhos do Gabriel também tirar a família de perto do tráfico. Hoje, o local onde eles moram é muito perigoso, inclusive, o garoto já foi abordado por traficantes, que ofereceram drogas para ele vender.

A família não tem muitas condições. Toda a renda vem do Bolsa Família e dos valores que o Gabriel ganhava, vendendo suas coisinhas na rua. E esse valor ainda era muito pouco.

gabriel

Com a ajuda da vaquinha, agora a família poderá comprar uma casinha para morar, em um bairro melhor. Além disso, o Gabriel ainda colocará um comércio para vender tudo o que sempre gostou.

Só torcemos para que eles sejam muito felizes! E que possamos logo mostrar a casa nova e o comércio pronto, desse garotinho tão incrível!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Se você quer continuar contribuindo por uma linda causa, temos a história da Lua, uma garotinha de 13 anos que sonha reformar sua biblioteca em comunidade do RJ. Clique aqui e contribua!

Seguimos Acreditando!

A equipe da VOAA apura todas as vaquinhas publicadas na plataforma. Acompanhamos as histórias antes, durante e após finalizar as campanhas em nossas redes sociais.

selo conteúdo original

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

[Nota da Redação]

Essas mulheres pegam fiações, borrachas e fios de cobre de instalações elétricas que virariam lixo e transformam tudo em lindas biojoias personalizadas.

É uma coleção mais linda que a outra!

Essa iniciativa faz parte do projeto @giro.social do Enel Compartilha Empreendedorismo @enelbrasil, que chegou no interior do Ceará para estimular a geração de renda de uma maneira mais sustentável a essas mulheres.  

Veja:

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,644,941SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Professora usa rádio comunitária para ensinar alunos que não têm internet

Por conta da pandemia do coronavírus, grande parte das escolas e universidades passaram a oferecer aulas online. No entanto, existem mais de 3 bilhões...

Abandonado por ser surdo, esse cão teve nova chance e aprendeu língua de sinais

Horus é um cão que foi maltratado pelos seus antigos donos, viciados em heroína. Mas, sob o cuidado amoroso de sua tutora, Rosie Gibbs,...

Nova coleção da Turma da Mônica aborda temas como ansiedade, luto, tristeza e medo

Com ilustrações de Maurício de Sousa, os personagens da Turma da Mônica devem provocar empatia e identificação da criança com conflitos apresentados.

Torcedores do Bahia pretendem lançar camisa do clube com cores LGBT

Uma iniciativa da torcida “LGBTricolor” irá produzir e vender uma camisa do Bahia com as cores da bandeira LGBT aos adeptos do clube ainda em 2019.

Enfermeiro faz arte com frascos de vacina contra covid para arrecadar fundos à associação no Canadá

O enfermeiro Shawn Toovey, 51 anos, enxergou no que para muitos é lixo uma oportunidade de fazer arte e, de quebra, ajudar a Associação...

Instagram