Garotos acham R$ 12 mil em prédio abandonado e entregam à polícia

Quatro adolescentes que jogavam bola em um terreno abandonado de uma creche encontraram R$ 12 mil em dinheiro e decidiu entregá-lo à polícia. O caso aconteceu em Santa Rosa de Goiás, município de três mil habitantes na região central do estado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mesmo pertencentes à famílias de condições financeiras limitadas, os garotos entenderam que não deveriam ficar com o dinheiro e entregaram a quantia no mesmo dia à uma delegacia da polícia militar.

Gabriel Valentim de Souza, 13 anos, Marcos Antônio de Araújo, 12, Bruno Feliciano da Silva Santos, 13, e Luiz Augusto Araújo, 16, contam que tudo aconteceu quando eles foram jogar futebol.

Quando são liberados da escola, a garotada se diverte jogando bola. Eles costumam jogar em uma área aberta próxima a um prédio abandonado, onde funcionava uma creche da prefeitura. Graças à um chute forte de um dos meninos, a bola foi parar dentro do edifício, num cômodo que servia como cozinha.

Moradores da vizinhança afirmam que um aposentado que recolhia material reciclável morou no local abandonado por um tempo, mas que falecera há cerca de dois anos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ao entrarem na cozinha, os meninos contam que vasculharam o espaço para encontrar a bola mas acabaram achando um fundo falso onde o dinheiro estava escondido.

Garotos acham R$ 12 mil em prédio abandonado e entregam à polícia
Meninos encontram R$ 12 mil em prédio abandonado e resolvem entregar à polícia. Foto: Reprodução/TV Anhanguera

A quantia estava guardada em um saco plástico de arroz. Atônitos, eles conversaram entre si sobre o que fazer com toda aquela bolada. De início, pensaram em comprar um celular, um videogame, uma bicicleta. Mas logo o sonho cedeu lugar à realidade e à honestidade.

“Eu brincando cheguei aqui dentro e falei: gente vamos cutucar aqui quem sabe a gente não acha moedinha antiga. Aí a gente puxou o plástico e achou o dinheiro”, contou Bruno.

Natalícia Maria dos Santos, mãe de Bruno, conta que a iniciativa de procurar a polícia partiu do próprio filho. “Ele chegou correndo quase morrendo e falou para a gente ir na delegacia”, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para Recilda Bárbara de Araújo, mãe de Luiz Augusto e Marcos, a atitude deles a encheu de orgulho.

“Eles levaram por conta deles para polícia e depois contaram para a gente. Foram honestos e não esconderam nada”, disse Recilda. A dona de casa conta que ela, os quatro filhos e o marido subsistem com um salário mínimo mensal, que o esposo consegue faturar atuando como pedreiro autônomo.

O pedreiro Valdimar Valentim de Souza conta que ficou muito feliz com a atitude do filho. “O que ele fez foi digno. É da criação que ele tem, né, com a mãe ali em cima”, afirmou.

Os R$ 12 mil foram entregues pelos meninos ao sargento José Gracia Neto, da Polícia Militar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Garotos acham R$ 12 mil em prédio abandonado e entregam à polícia
Todo o dinheiro foi levado à polícia que está procurando familiares do possível dono. Foto: Reprodução/TV Anhanguera

“Nós estávamos no destacamento aqui e chegou a garotada falando que tinha achado a saca de dinheiro. Fizemos a contagem do valor, registramos a ocorrência e fomos para a delegacia”, contou.

Os policiais informaram que estão procurando a família do idoso pertencedor do dinheiro. De momento, a quantia foi depositada em uma conta judicial enquanto espera ser devolvida aos herdeiros legítimos.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: SNB

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,646,211SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Como você quer viver os últimos 10 anos da sua vida?

Dividindo a tela com duas realidades no comercial acima, a The Heart and Stroke Foundation do Canadá incentiva as pessoas a adotarem hábitos de vida saudáveis...

Voluntários batem papo com idosos e ouvem de receita à lição de vida, em Campo Grande (MS)

E os idosos sentiram muito com esse isolamento social, não é verdade? Sendo o principal grupo de risco para a Covid-19, sair de casa...

Antarctica lança música de Gonzaguinha censurada pela Ditadura Militar

Através de uma tecnologia inovadora, a música será lançada na voz do próprio compositor e músico, morto em 1991.

Paciente com mieloma múltiplo fala sobre a importância de ter cuidadores em sua rotina

A pedagoga Juliana de Oliveira Santos gostava muito de dançar, mas a sua rotina mudou completamente quando foi diagnosticada com mieloma múltiplo, câncer dos...

Mesmo em grupo de risco, padre leva comida a sem-teto durante pandemia de Covid-19 em SP

O padre Júlio Lancellotti, 71 anos, há décadas é conhecido pelas ações com moradores em situação de rua de São Paulo. E não seria...

Instagram