Melinda Gates doará US$ 1 bilhão para combater desigualdade de gênero no trabalho

A cientista da computação e filantropa Melinda Gates, 55 anos, considerada uma das mulheres mais poderosas do mundo, se comprometeu a investir US$ 1 bilhão (R$ 4 bilhões) em políticas de combate à desigualdade de gênero no ambiente de trabalho norte-americano.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Me comprometo a doar [essa quantia] para aumentar o poder e a influência das mulheres nos Estados Unidos”, disse a filantopa. Melinda também é empresária e esposa do fundador da Microsoft, Bill Gates.

Casados há 25 anos, eles têm 3 filhos e mantém juntos a Fundação Bill e Melinda Gates, a maior instituição filantrópica sem fins lucrativos do planeta.

Segundo o artigo escrito por ela à Revista Time, o valor será destinado “à promoção da equidade de gênero, à luta pelo aumento da participação feminina no mercado de trabalho e ao estímulo para que as empresas coloquem mais mulheres em cargos de confiança e liderança”.

“Quero ver mais mulheres tomando decisões, controlando recursos e moldando as práticas das empresas. Acredito que vale a pena investir no potencial das mulheres – e também das pessoas e organizações que trabalham para melhorar a vida das mulheres”, disse Melinda.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Melinda Gates investe um bilhão combater desigualdade de gênero trabalho
Foto: Reprodução/CNBC FM

Combate à desigualdade de gênero

Para a filantropa, uma janela de oportunidades foi aberta graças à amplitude e repercussão do movimento #MeToo. E ela deve ser aproveitada o quanto antes, já que não deve durar por muito tempo. “Não há razão para acreditar que essa mobilização durará para sempre – ou que essa janela permanecerá aberta pelo tempo que for necessário. Se vamos agir, temos que agir agora”, diz.

Com a quantia bilionária, ela financiará inúmeros parceiros e empresas norte-americanas para a promoção de equidade de gênero.

Usando sua empresa de investimentos Pivotal Ventures, Melinda afirma que priorizará três tipos de iniciativas: “aquelas que ajudem a eliminar os obstáculos ao avanço das mulheres do mercado de trabalho (redução das desigualdades), eliminando preconceitos, combatendo o assédio sexual e acolhendo as necessidades daquelas que são mães; projetos que criem caminhos para que as mulheres entrem em setores onde não estão bem representadas, como tecnologia, mídia e política; e movimentos que mobilizem acionistas, consumidores e funcionários para que exerçam pressão sobre as companhias em nome de uma ampla reforma”.

Leia também:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“US$ 1 bilhão é muito dinheiro, mas também reconheço que é apenas uma pequena fração do que é necessário”, diz a empresária no artigo. “A igualdade não pode esperar. E todos que estão numa posição favorável para agir devem fazer isso agora”, completa.

Melinda Gates investe um bilhão combater desigualdade de gênero trabalho
Foto: Reprodução/CNN

Criada há quatro anos, a Pivotal Ventures já alocou grandes somas de dinheiro em iniciativas como o Aspect Ventures e o Female Founder Fund – fundos que priorizam empresas lideradas por mulheres e negros.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Época

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,758,975SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

[VÍDEO] Repórter chora ao vivo ao ver pai ser vacinado na Bahia

O repórter Mateus Borges chorou de emoção durante uma entrada ao vivo no "Balanço Geral Bahia", da RecordTV Itapoan, desta quinta-feira (25). O jornalista mostrava...

Pessoas do Brasil inteiro se mobilizam na tentativa de salvar o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

O município de Alto Paraíso, no estado de Goiás, onde fica o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, tido como um dos lugares mais...

Sem patrocínio, jovem tem que vender biscoito para ir à campeonato em Nova York

Sem patrocínio, em maio deste ano, Gabriel trouxe da Califórnia título de campeão mundial de jiu-jitsu que conseguiu somente com a venda de biscoitos.

Tucano visita quarto de bebê, deixa rastro de alegria e volta à natureza, no RJ

O que mais parecia um dia normal de Beatryz Costa e seu marido Evandro, tornou-se um dia inesquecível graças à visita inesperada de um...

Mulher com câncer que sofreu preconceito doa máscaras coloridas para pacientes

A Priscila Machado transformou o preconceito que sofria em um lindo projeto que traz um novo olhar para a máscara de proteção usada por pessoas imunossuprimidas em virtude de tratamentos.

Instagram