Genro e sogra perdem empregos, se reinventam e fazem sucesso com kits de festa junina

Sabe aquela história “do limão faça uma limonada”? Pois bem! De uma situação bem indigesta, genro e sogra fizeram foi uma festa junina completa dentro de uma caixa. Calma, que a gente explica!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Gustavo e Marlene perderam seus empregos nessa pandemia. Ele trabalhava numa fintech e ela em uma confeitaria de um supermercado. Depois de ficarem desempregados, Gustavo teve a ideia. “Eu acreditei muito na minha ideia”, disse.

Ele já tinha feito uma caixa de festinha de aniversário surpresa para a esposa e como este ano não poderia ter festa junina, por causa das regras de distanciamento social, ele pensou: “Por que não fazer um kit completo de festa junina em uma caixa para as pessoas comemorarem em suas casas?”.

homem e mulher segurando caixa artigos festa junina
Genro e sogra: uma parceria que deu certo. Foto: Arquivo pessoal

Lição de amor: filho larga tudo para cuidar da mãe que teve AVC e agora precisam de ajuda (PE). Clique aqui para ajudar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Dona Marlene tem uma “mão de ouro”, como descreveu o genro. Então eles juntaram a fome com a vontade de comer, o útil com o agradável. Ela passou a produzir os doces, salgados e quitutes da festa junina e ele tratou de providenciar as caixinhas e de divulgar.

Tem pipoca, maçã do amor, cachorro-quente, milho, amendoim bebidas, bandeirinhas e Gustavo criou até uma playlist de São João para embalar as festas dos clientes. Tem até versão vegetariana.

caixa itens festa junina
Foto: Arquivo pessoal

No primeiro fim de semana ele vendeu só para a própria mãe, no outro para 3 amigos e agora já são mais de 250 caixas de festa junina vendidas em São Paulo, até para famosos.

“A demissão foi um empurrão muito forte. Fiquei com a sensação de que as coisas precisavam mudar… Sou pai, tenho minha mãe em um processo de quimioterapia e pago o convênio para ela. Fui demitido em um momento muito complicado da minha vida e as caixas mudaram não só a minha vida, como a da minha sogra também“, disse Gustavo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“É um serviço que eu gosto de fazer, tudo que eu faço, faço com amor e carinho e fico feliz que todos estão gostando e mais feliz fico eu”, disse Marlene.

caixa itens festa junina
Foto: Arquivo pessoal

Gustavo é quem faz as entregas. “EU ENTREGO NA CASA DE TODO MUNDO! Já fomos de Mogi a Parelheiros, de Taboão a Jabaquara e tudo isso em um único dia”, disse.

Os clientes têm aprovado. “Quero agradecer pelo carinho, pela atenção. As coisas estavam deliciosas. Foi o melhor aniversário que meu marido teve na vida inteira e foi uma festa junina completa. Ano que vem queremos de novo“, disse a cliente Débora.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E quem faz a propaganda do negócio é o filho do Gustavo e neto de dona Marlene, o João Lucas. Tinha que ter o nome de João esse menino pra ser louco assim por São João. Vê só que fofura.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Festa Junina Na Caixa (@festajunina_nacaixa) em

Se você for da Zona Leste de SP, pode pedir que é sucesso!

Veja também:

Internautas se solidarizam e vaquinha para vendedor de salgados humilhados bate R$ 75 mil:

selo conteúdo original

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,777,376SeguidoresSeguir
23,544SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Projeto reforma casa e leva acessibilidade para casal de deficientes

Lídia anda de joelhos e Raimundo é acamado. O Programa Vivenda reformou o quarto, arrumou o acesso à casa e remodelou o banheiro com adaptações.

PepsiCo inicia programa para contratar mulheres que estão fora do mercado de trabalho

O programa Ready to Return é uma iniciativa global para profissionais experientes que ficaram fora do mercado de trabalho por mais de dois anos.

Gay Warriors: Soldados americanos homossexuais com seus parceiros

Até pouco tempo atrás os soldados homossexuais tinham que esconder suas famílias por causa da política Don’t Ask, Don’t Tell. Agora, a fotógrafa Tatjana Plitt quer...

Por que o bullying afeta não só as crianças, mas toda a família

“O bullying afeta toda a família, e não apenas as vítimas.”

Conheça a família alemã que vive praticamente sem usar dinheiro

Raphael Fellmer, 29 anos, e sua família levam uma vida muito frugal, que os permite viver sem gastar quase nenhum dinheiro. Eles conseguem seus alimentos...

Instagram

Genro e sogra perdem empregos, se reinventam e fazem sucesso com kits de festa junina 2