Ele cedeu sua vaga de emprego para o colega que seria demitido: “Pai com um filho doente”


Ele cedeu sua vaga de emprego para o colega que seria demitido: "Pai com um filho doente" 1
PUBLICIDADE ANUNCIE

O porteiro Douglas Marques da Silva, 36 anos, de Biguaçu (SC), deu sua vaga de emprego para um colega que seria demitido. Isso mesmo! Sabendo de todas as dificuldades que o colega estava passando e de sua situação na empresa, já que ele estava apenas cobrindo férias do pessoal e logo seria dispensado, Douglas ouviu o seu coração e decidiu dar a sua vaga de emprego para o colega, o Marcio.

Tudo isso aconteceu no começo de julho e a sua história chegou até nos através da irmã mais velha do Douglas, a Debora Marques da Silva Torres, 41 anos, que mora em São Paulo. Ela nos contou que quando recebeu a mensagem do irmão, ficou muito emocionada!

“Eu chorei na hora e confesso que fiquei bem surpresa com a atitude dele, afinal eles deixaram emprego e toda família aqui em São Paulo, para começarem do zero e sozinhos em Santa Catarina, mas na mesma hora eu o apoiei e meu coração parece até que se aqueceu”, disse.

Tudo começou quando Douglas um dia deu carona para o Marcio, na viagem, o colega começou a contar para ele o que estava vivendo.

“Ele começou a falar sobre o câncer que o filho enfrentou aos oito anos debaixo da língua e de um novo tumor que acabara de se diagnosticado no pulmão agora aos 12 anos. Isso me tocou, a minha irmã, a Débora, enfrentou um câncer e acompanhei de perto sua luta contra a doença”, afirmou Douglas.

No começo do ano, o Douglas e a esposa tomaram um susto. A filha deles, de 10 anos, também tinha sido diagnosticada com um tumor na língua! Após exames e finalmente no dia cirurgia, os médicos viram que era apenas um canal salivar entupido.

“Sofremos muito. Não queria preocupar ninguém, mas na época liguei para o meu pai e contei a ele, ele veio com sua esposa de São Paulo pra cá e ficaram conosco”, disse.

Marcio também relatou todo o sofrimento do filho que perdeu o maxilar e com muita dificuldade, conseguiu ganhar a cirurgia e o tratamento de um médico de Portugal para fazer um maxilar de titânio para o garoto.

“Ele mostrou as fotos da cirurgia do filho e disse que o garoto se alimenta somente de líquidos até hoje e que gasta em torno de R$ 600 todo o mês com essa alimentação. Em casa conversei sobre o assunto com minha esposa, e isso me perturbou a semana toda, não conseguia tirar isso da cabeça”, contou Douglas.

homem vaga emprego colega seria demitido
Douglas e a irmã Débora

‘Já estavam com a demissão dele pronta para o dia seguinte’

Conversando mais com o colega no dia a dia, Douglas descobriu então que o contrato de trabalho do Marcio era de sessenta dias.

“A cada plantão ele se mostrava mais preocupado em perder o seu trabalho, em meio a tudo isso, seu filho deu início ao tratamento no mesmo hospital da criança onde havia levado minha filha, fiquei muito mal com tudo aquilo e sentia algo crescer dentro de mim, consegui então um bico de segurança com um conhecido para complementar a renda e tentei envolver o Márcio, mas o grupo estava completo e o chefe é muito seletivo, faltando apenas dois plantões para o Márcio sair eu estava no mercado com minha esposa e sentia meu peito queimar de procuração então soube o que tinha de fazer.”

PUBLICIDADE ANUNCIE

Foi quando Douglas conversou com a esposa e explicou o que estava sentindo em seu coração. Recebendo apoio da esposa, no dia seguinte ele ligou para o seu supervisor e informou que estava disposto a abrir mão do seu emprego, desde que a vaga fosse para o Marcio.

“Meu supervisor ficou incrédulo e de início se recusou a ceder minha vaga a ele, dizia que eu era um bom funcionário e que não devia sair por conta de problemas de outras pessoas, o supervisor do dia também desacreditou de minha atitude e perguntava diversas vezes se eu iria fazer isso mesmo, por fim ele elogiou bastante a minha atitude e disse que não havia onde encaixar ele, até me mostrou que já estava com a demissão dele pronta para o dia seguinte.”

homem vaga emprego colega seria demitido
Douglas com a filhinha
homem vaga emprego colega seria demitido
A esposa apoiou o Douglas nesta importante decisão

Sentimento de missão cumprida

Douglas até o momento está desempregado e faz “bicos” como segurança. Mas ele não se arrepende do que fez.

Senti que era o certo a se fazer. O desespero de um pai de família em perder seu emprego com um filho doente. Sim, na hora de assinar a demissão me deu uma certa insegurança, mas me mantive firme em minha decisão.”

Ele tem recebido todo o amparo da família que se sente orgulhosa pela atitude do filho.

“O Marcio está bem, graças a Deus, está trabalhando no condomínio e não se cansa de me agradecer, me engrandecer e dizer que eu marquei a vida dele e de sua família, fico até sem jeito com tudo isso, eu só ouvi o meu coração.”

Até a conclusão desta matéria, conversando com o Douglas, concluímos que era importante preservar a família do Marcio, por isso, não citamos e nem colocamos fotos deles, mas garantimos que ele está muito feliz com o novo emprego e se sente muito agradecido pelo gesto do Douglas.

Douglas, que gesto maravilhoso e cheio de coragem! Temos certeza que logo você estará empregado!

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

homem vaga emprego colega seria demitido

crédito das fotos: Arquivo pessoal

 

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar