Hospital abona dívida e oferece tratamento integral a bebê de noiva que morreu

A noiva Jéssica passou mal um pouco antes de entrar na igreja, ela estava grávida, foi submetida a um parto de emergência e o bebê sobreviveu. O noivo Flávio estava com uma dívida de mais de 20 mil reais referente ao atendimento.


Hospital abona dívida e oferece tratamento integral a bebê de noiva que morreu 1
PUBLICIDADE ANUNCIE

Publicamos na última terça-feira (17) o triste acontecimento da noiva e enfermeira Jéssica Guedes, 30 anos, que antes de entrar na igreja, passou mal. Grávida de seis meses, a noiva foi submetida a um parto de emergência no Hospital Pro Matre Paulista. O bebê sobreviveu e está bem, mas infelizmente, Jéssica não resistiu a cirurgia, após sofrer uma eclampsia. Leia a história completa clicando aqui.

O noivo e tenente da Polícia Militar, Flavio Gonçalves, ficou desolado. Após a tragédia, ele lutava para custear o atendimento à noiva e o tratamento do bebê, a Sophia, que nasceu prematura.

Sua dívida com o hospital ultrapassava os 20 mil reais, já que o convênio do casal não cobria os serviços. Comovidos, muitos desconhecidos e amigos se mobilizaram para ajudá-lo. Através de uma forte rede de solidariedade, a ajuda resultou em mais de 200 mil reais!

mulher grávida e homem com chapéu
Os noivos estavam juntos há 7 anos. Foto:Arquivo pessoal

Hospital abre mãos dos custos de atendimento à noiva grávida

Sensibilizados com a situação do noivo e agora pai, o grupo de acionistas do Hospital Pro Matre Paulista decidiu isentar o Flávio de todos custos com o atendimento da Jéssica, e ainda ofereceram o atendimento integral à pequena Sophia.

Em suas redes sociais, Flávio agradece o hospital.

“No dia de hoje, eu tive uma notícia que me trouxe felicidade e conforto ao meu coração.  (…) O Hospital Pro Matre, num ato de sensibilidade e humanidade, fez a dispensa de todos os custos referente ao atendimento da Jéssica e concedeu atendimento integral a minha filha Sophia. Gostaria de expressar o meu agradecimento em nome do casal Jéssica e Flávio, e dizer com convicção que não existe melhor lugar para a Sophia estar. Obrigado, de coração, estou muito aliviado com essa notícia e obrigado a todas as pessoas que puderam ajudar”, disse.

selfie de um homem
Tenente agradece o hospital e o apoio de milhares de pessoas. Foto: Reprodução/Instagram

Conversamos com a Juliana Amaro, diretora de Marketing da Maternidade Pro Matre Paulista, e ela relatou que “a solidariedade de tantas pessoas pelo Flávio, foi um exemplo de que temos sempre razões para acreditar”.

PUBLICIDADE ANUNCIE
Noiva grávida acenando
A noiva e enfermeira Jéssica Guedes, 30 anos, passou mal antes de entrar na igreja. Foto: Reprodução/Instagram

“A nossa direção é composta por médicos, são pessoas que doam a vida para trazer a vida, e não teria como não se sensibilizar com uma história dessa, essa é a nossa missão, a gente viu como isso faz a diferença e foi algo natural”, disse ao Razões.

Homem olhando para o bebê prematuro
Grávida de seis meses, a noiva foi submetida a um parto de emergência no Hospital Pro Matre Paulista. O bebê sobreviveu e está bem. Foto: Reprodução/Instagram

Abaixo, a nota oficial do Hospital Pro Matre Paulista:

“Nós da Pro Matre Paulista nos solidarizamos com a dor do Tenente Flávio Gonçalves da Costa e das famílias dele e da paciente Francisca Jessica Victor Guedes, que deu entrada na Maternidade no último sábado, 14 de setembro de 2019, com morte cerebral devido a caso grave de eclâmpsia. Nosso compromisso é garantir que o Tenente Gonçalves possa exercer seu papel de pai e dedicar todo amor que a pequena Sophia precisa. Assim, nós da Instituição nos antecipamos para que os valores da internação não sejam impedimento para a permanência da Sophia na UTI Neonatal e, com isso, não implicará em qualquer ônus às famílias.”

Hospital abona dívida e oferece tratamento integral a bebê de noiva que morreu 2

Família da noiva e do noivo doa todos os alimentos da festa de casamento

Não aconteceu o casamento, mas, mesmo diante da tragédia, a família do casal decidiu fazer uma boa ação: doaram todos os alimentos do buffet às crianças da comunidade Peri Alto (SP).

“Eu só queria agradecer esta corrente do bem que se formou, aos meus amigos, familiares e todos que fizeram doações. Só quero que Deus me de forças para cuidar da nossa pequena Sophia. Sobre o casamento? Ele foi cancelado e a minha família doou toda a comida do buffet às crianças da comunidade Peri Alto, na zona norte de São Paulo”, afirmou o noivo.

pai filha cantinho bambu prêmios programa tv

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar