Médica melhora vida de paciente idosa com uma atitude simples


médica
PUBLICIDADE ANUNCIE

Tainá Ruas é médica e publicou um relato em seu Facebook que mostrou como um gentileza pode fazer toda a diferença na vida das pessoas.


Clique no play acima para ouvir essa matéria narrada!

Ela contou que fez uma visita domiciliar a uma idosa, usuária do programa federal HiperDia (que acompanha pacientes Hipertensos e/ou Diabéticos).

A paciente tinha uma porção de remédios pra tomar, e estava com a diabetes e a hipertensão descontrolada. Além disso, ela passava por alguns problemas pessoais que pioravam o estado de sua saúde.

Tainá mediu sua glicemia e pressão e lhe orientou uma dieta e remédios.

Até aí, nada demais. Mas a médica explica que ao ouvir com atenção a história da idosa, tudo mudou.

“Outro dia eu ouvi sobre “transfusão de serenidade”, foi o que a gente fez naquele momento”, explicou.

Ao conversar com a agente de saúde, ela descobriu que o grande problema da idosa era não tomar a medicação corretamente, além dos problemas pessoas.

Tainá então teve uma ideia.

Ela foi a uma loja que vende vasilhas de plástico e encontrou algumas para colocar os remédios da paciente. Ela também escreveu legendas nas caixinhas, indicando o horário para que eles fossem tomados.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Na visita seguinte, Tainá já recebeu uma ótima notícia: a idosa estava melhor emocionalmente. A médica então entregou as caixinhas e lhe explicou tudo.

Com os medicamentos em suas respectivas caixas, Tainá a orientou  quanto ao momento certo de tomar cada um deles, explicando de maneira detalhada como entender as legendas.

“É pouco, mas é o que me encanta nessa tal ‘medicina centrada na pessoa’. Adequar o saber ao que é acessível e compreensível para cada sujeito. Por mais dias assim!’, escreveu.

“A ideia da caixinha com legenda foi a adaptação de uma receita médica que vi outro dia aqui no Facebook. Na receita a médica desenhava o formato dos remédios e colou um exemplo de cada um no papel, para que a paciente não fizesse confusão e o tratamento tivesse mais adesão. Parece besteira, mas boas intenções/ideias geram novas boas intenções e ideias”, concluiu.

Fotos: Reprodução Facebook

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar