Mulher decide comemorar seus 60 anos doando todo o seu cabelo

Gesto virou uma corrente do bem que inspirou amigos e desconhecidos – inclusive uma criança – a também doar seus fios para a confecção de perucas.


Mulher decide comemorar seus 60 anos doando todo o seu cabelo
PUBLICIDADE ANUNCIE

Um jeito inspirador de comemorar a chegada da terceira idade: em vez de uma grande festa, a pedagoga e psicanalista Márcia Beatriz Prema Devi escolheu raspar a cabeça e doar todo o seu cabelo para a confecção de perucas que serão destinadas a pacientes com câncer. E foi além: criou a campanha “Pelos Fios da Vida”, que estimula outras pessoas a fazer o mesmo.

Comecei a pensar nisto no ano passado e, quando amadureci a ideia, parei de pintar o cabelo e comecei a plantar essa semente. Até que chegou o momento. Estou feliz, estou plena, careca e sessentona”, diz Márcia, que é voluntária do Instituto Nacional de Câncer (Inca).

Pra sua surpresa, o ato, inicialmente isolado, rapidamente ganhou muitos adeptos. Desde amigos de Márcia a pessoas que ela nem sequer imaginava conhecer sentiram-se motivados a doar parte de seus fios. Entre eles, Ana Clara, de apenas 5 anos.

A pequena Ana Clara, 5 anos, emocionou a todos ao fazer uma trança e cortar seu longo cabelo
A pequena Ana Clara, 5 anos, emocionou a todos ao fazer uma trança e cortar seu longo cabelo

Fiquei extasiada quando os pais dela disseram que ela tinha, por iniciativa própria, decidido doar um pouquinho dos seus fios de cabelo para a campanha. Isso mostra que, se fizermos uma grande corrente, chegamos ao objetivo maior que é empoderar, aumentar a autoestima e plantar sorrisos [nos pacientes que perdem seus cabelos]. Acreditem, eles são um santo remédio”, diz Márcia.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Leia também:

Palestrante motivacional e voluntária no Inca, Márcia acredita que atos de amor e solidariedade são o que podem realmente transformar o mundo. “Não tem nada a ver com religião, tem a ver com fazer o bem. Estamos todos precisando de bondade e generosidade no mundo. Precisamos de um pouco de silêncio justamente para escutar as necessidades do outro”, diz.

Fotos: Arquivo pessoal

Conteúdo do Rio de Boas Notícias, site parceiro do Razões.

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar