Pintor que vive na rua em BH ganha emprego de desconhecido e recomeça sua vida

O músico Túlio Araújo superou o medo e agora ajuda Edmilson a recomeçar sua vida.


pintor vive rua BH ganha emprego desconhecido
PUBLICIDADE ANUNCIE

Edmilson é pintor e vive em situação de rua em Belo Horizonte. Há alguns dias, ele tocou a campainha da casa do músico Túlio Araújo pedindo um cobertor.

Mesmo com medo, mas seguindo seu coração, Túlio abriu a porta e quis saber mais da história de Edmilson: onde ele dormia e por que estava na rua. Descobriu que Edmilson tinha uma empresa no ramo da pintura. Ele se endividou, perdendo tudo o que tinha: viver na rua era sua única opção.

Leia também: Domino’s aceita desafio do Chapolin Sincero e distribui pizzas a moradores de rua

Mas veja como são as coisas: Túlio tinha acabado de se mudar e estava a procurando um pintor pra pintar as paredes do seu estúdio. Todos os pintores que procurou antes de conhecer Edmilson cobraram um preço “salgado”. Ao mesmo tempo, era a oportunidade que Edmilson precisava para recomeçar seu negócio, mais do que isso, sua vida!

pintor vive rua BH ganha emprego desconhecido
Túlio e Edmilson

“É muito difícil a pessoa tomar confiança. Eu fiquei muito grato. Tem muito preconceito, mas existe gente boa. Tem gente ruim, mas tem gente boa também. Eu falo com muitas pessoas que tá nessa situação na rua ‘existe joio, mas existe trigo, existe bom, mas existe mau’. O negócio é não desanimar e marchar. É abraçar a oportunidade que tiver, e não jogar fora”, disse Edmilson, em bate-papo com o Razões para Acreditar.

pintor vive rua BH ganha emprego desconhecido
Edmilson pintou as paredes do estúdio de Túlio.

“As pessoas evitam, ao meu ver, por conta do medo. O mesmo medo que tive de nem abrir a porta pra ele, já que era por volta da meia-noite. O mundo tá muito violento, mas eu descobri que esse medo na maioria das vezes é inserido pela mídia, que prefere vender desgraça e sangue, em vez de esperança, amor. O que eu achava que poderia ter uma consequência ruim, assalto, por exemplo, deu lugar a um novo amigo”, completa Túlio.

Leia também: Morador de rua faz questão de pagar almoço em restaurante nobre de BH e atitude viraliza

Túlio contratou Edmilson e contou sua história no Facebook. E não demorou muito tempo para que várias pessoas procurassem o serviço de Edmilson. Ele ainda ganhou um celular pra receber os pedidos dos seus novos clientes, além de cursos de capacitação de uma loja de tintas, para se recolocar melhor no mercado.

“Eu já respondi mais de 500 mensagens e reúne cerca de 80 números de celulares de pessoas querendo ajudá-lo imediatamente. Acho que nesse caso o sucesso do post teve uma conotação bem positiva”, comentou Túlio sobre a repercussão da sua postagem.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Leia também: Policial faz a barba de morador de rua para ele conseguir emprego

São mais de 5 mil curtidas, mais de 2 mil compartilhamentos e 2,1 mil comentários. As pessoas parabenizam e elogiam Túlio pela decisão de abrir a porta da sua casa para Edmilson.

“Duas coisas que transformam o nosso Ser: Amor e Medo. Que bom que vc escolheu agir pelo Amor pra neutralizar o Medo. Parabéns!”, “Gratidão, gratidão, gratidão cidadãos… Amor, conexão, ligação, empatia, que sejamos todos a diferença que acreditamos ser necessária para o mundo…” e “Sensibilizada com essa história ainda tem muitas pessoas boas no mundo eu faria alguma coisa pra ajudar também” foram alguns dos comentários.

Veja o post na íntegra:

“Preste atenção na história que eu vou contar.

Semana passada toca minha campainha à noite. Achei estranho e fui atender. Esse senhor chamado Edmilson estava pedindo um cobertor (isso mesmo, um cobertor) porque a polícia tinha pegado o dele, que está numa situação de rua. Aquilo dilacerou meu coração, de verdade, acabou comigo. Arrumamos, eu e Noele, um cobertor, travesseiro, sapato e mais umas coisas.

Atenção: Eu não exporia essa situação se não fosse por um bom motivo… vai lendo.

Puxei papo com ele, perguntando onde ele dorme, o motivo dele estar na rua e conversa vai, conversa vem, descobri que ele é um microempresário que se endividou e perdeu tudo. Perguntei qual era o ramo da empresa dele e ele disse “Pintura”. Ora bolas, acabei de me mudar e todos os pintores enfiaram a faca pra pintar algumas paredes que preciso, por exemplo essa da foto que é do meu estúdio, especial pra usar como quadro negro com giz.

Mesmo com medo de estar fazendo algo perigoso, engoli meus preconceitos enraizados por uma sociedade que exclui as pessoas com dificuldade e ofereci trabalho pra ele, além dos items e algum dinheiro. Falei pra ele aparecer aqui essa semana, já que nem celular ele tinha. Dito e feito, Seu Edmilson apareceu com a mesma roupa que usara uma semana antes (lavadinha) cheio de vontade de trabalhar.

Não vou ficar expondo mais que o necessário. Moral da história: descobri um novo amigo, um EXCELENTE pintor e constatei que o medo é a coisa mais escrota do mundo, ele faz a gente se transformar em algo que não somos originalmente.

Vc já se colocou no lugar de alguém como Seu Edmilson? Já se imaginou na rua, sem dinheiro? Imagina se aparece algum bico pra vc fazer uma grana honesta? O que vc faria?

Amigos e amigas, POR FAVOR, se vc precisa de pintor em BH, me chama. Vamos arrumar mais serviços rápidos pra ele, até que ele saia dessa situação. Ainda estou processando os sentimentos que afloraram por conta disso tudo. O mundo é muito, muito, muito injusto. Só cabe a nós nos mexermos para mudá-lo, não num contexto amplo e político, tô falando das pequenas coisas que eu, vc e todo mundo pode fazer imediatamente se enfrentarmos nossos medos!”

Pra quem quiser contratar Edmilson, o número dele é (31) 99360-0486.

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

pintor vive rua BH ganha emprego desconhecido

crédito das fotos: Reprodução/Facebook Túlio Araújo

PUBLICIDADE ANUNCIE


PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar