Surfista salva turistas que estavam se afogando com a ajuda de filho de 5 anos


PUBLICIDADE ANUNCIE

Graças ao pequeno Heitor, de 5 anos, dois turistas que estavam se afogando no Guarujá, litoral sul de São Paulo, conseguiram se salvar. Heitor estava com seu pai, o surfista Pedro Ivo Simioni, quando perceberam uma movimentação esquisita no mar, da praia da Enseada. Eles ainda estavam no raso e Pedro tinha acabado de amarrar a corda de segurança no pé de seu filho, quando viram as pessoas em apuros.

Relacionado: Menino de 6 anos salva primos gêmeos de se afogarem na piscina

“Eram três pessoas, dois homens e uma mulher. A moça acabou nadando para o fundo e não conseguiu voltar. Nisso, um dos rapazes foi atrás, e também não conseguiu. Daí, começaram a se debater na água, na tentativa de sair do fundo”, disse Pedro, que quando viu que eles precisavam de ajuda, desamarrou a corda do pé de Heitor e usou a prancha do garoto para alcançá-los.

Enquanto o pai se esforçava para salvar os turistas, Heitor saiu correndo para chamar a ajuda de um salva-vidas e, apesar da prancha ser infantil, com capacidade para aguentar no máximo 20 kg, foi ela que o levou até o fundo do mar: “Eu peso 70 kg, e estava em uma prancha de criança. Segui nadando e, quando cheguei nos dois, pedi calma. Eles se seguraram na prancha e a puxei pela corda”.

PUBLICIDADE ANUNCIE

Neste instante, uma banhista que percebeu a movimentação, saiu correndo para alcançar uma viatura dos bombeiros que passava: “Quando os bombeiros entraram no mar, já estávamos chegando na praia. Então, jogaram o flutuador e terminaram de nos puxar”.

Pedro tem intimidade com o mar, surfa há mais de 30 anos e essa não foi a primeira vez que ele conseguiu salvar pessoas, mas afirma que essa foi a mais especial, pois contou com a ajuda especial do seu filho: “Eu vivo no mar desde pequeno, comecei a surfar com 9 anos. Já vi muita coisa dentro da água, e é gratificante tirar uma pessoa com vida depois dessa situação e encontrá-la bem. É um alívio indescritível. Quando estávamos indo embora, encontramos o pessoal, que nos reconheceu e pediu para tirar uma foto. Eles agradeceram a mim e ao meu filho”.

Felizmente, as pessoas se salvaram e passam bem. Esta é uma notícia que mostra a importância de estarmos atentos às coisas que se passam a nossa volta, podendo oferecer ajuda e até salvar uma vida, neste caso, duas.

Com informações de Só Notícia Boa

Fotos: Pedro Ivo Simioni / arquivo pessoal

PUBLICIDADE ANUNCIE

PUBLICIDADE ANUNCIE

Comentários no Facebook

Acessar

Resetar senha

Voltar para
Acessar