George Clooney ajuda 3000 crianças sírias refugiadas a voltarem para a escola

Mulheres e crianças são as maiores vítimas da guerra na Síria. Com um futuro incerto, muitas crianças sírias refugiadas estão fora da escola. Mas, no que depender do ator George Clooney e sua esposa, Amanda Clooney, uma advogada libanesa radicada em Londres, esse futuro pode ser bastante feliz.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO


Ouça essa história para entender como eles estão ajudando!

O casal Clooney anunciou que vai doar 3,5 milhões de dólares para a construção de sete escolas no Líbano para crianças sírias refugiadas. O país é lar de 1 milhão de refugiados sírios: 500 mil são crianças.

A Fundação Clooney se ajuntou ao Google e à HP para ajudar a Unicef, agência da ONU, e o Ministério da Educação do Líbano na construção das escolas que darão a 3 mil crianças sírias a esperança de um futuro bem diferente do que seus pais tiveram.

O Líbano já educa as crianças sírias em escolas públicas, num sistema de “segundo turno”. As escolas oferecem aulas adicionais à tarde exclusivamente para elas. “Nosso objetivo com essa iniciativa é ajudar a proporcionar aos filhos dos refugiados sírios uma educação e colocá-los no caminho para serem os futuros líderes que sua geração precisa desesperadamente”, disse o casal Clooney.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Milhares de jovens refugiados sírios estão em risco – em risco de nunca serem uma parte produtiva da sociedade. Educação formal pode ajudar a mudar isso. Esse é o objetivo com essa iniciativa. Nós não queremos perder uma geração inteira porque teve má sorte de nascer no lugar errado na hora errada.”

Foto: AFP

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,864,101SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Ambulante ensina garoto a vender balas para ajudar sua mãe

“Se depender de mim eu vou fazer de tudo pra ajudar Ele...”

Pai dança com filha deficiente de 12 anos e faz todos se emocionarem

Kenzie Carey tinha quase dois anos de idade, quando ela foi diagnosticada com risco de vida por causa da doença mitocondrial. Esta doença danifica...

Saiba como ajudar para que o Pedro tenha o melhor aniversário da vida dele

Tudo começou ontem, perto de 11 da noite de ontem, dia 07/12. Uma amiga, Bonnie, me mandou um vídeo contando que um menino chamado Pedro...

Olimpíadas do conhecimento transformam vida de estudante de escola pública do Paraná

“As olimpíadas geram um crescimento intelectual, acadêmico e pessoal gigantescos”, afirma o estudante Gustavo Palote.

Instagram