Golfinhos ‘conduzem’ equipe de resgate até banhista que ficou perdido em alto-mar

Ao longo dos séculos, incontáveis histórias e relatos sobre golfinhos que ajudaram pescadores encalhados, banhistas e marinheiros que estavam prestes a se afogar foram documentados.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

É difícil dizer se a maioria desses relatos são verídicos, mas uma história recente pode convencer até os pessimistas mais ferrenhos! 😆

golfinhos conduzem equipe de resgate até banhista perdido no mar

Era uma manhã de agosto, por volta das onze horas, quando uma pessoa passeando com seu cachorro na praia de Castlegregory, no condado de Kerry, Irlanda, avistou uma pilha de roupas empilhadas na areia.

Preocupada com o paradeiro do banhista, ela convocou os guardas salva-vidas da praia. Eles vasculharam o mar em busca do homem, mas não conseguiram encontrá-lo. Assim, chamaram a equipe de resgate local “Fenit RNLI” para obter ajuda.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

golfinhos conduzem equipe de resgate até banhista perdido no mar

As equipes de resgate chegaram de barco e começaram a procurar pela Baía de Tralee por qualquer sinal do nadador desaparecido. No final da tarde, eles quase desistiram, mas a polícia local enviou mais dois botes salva-vidas e um helicóptero para aumentar seus esforços.

Finalmente, por volta das 20h30, algo incrível aconteceu: a cerca de 4 quilômetros (ou 2,48 milhas) da praia de Castlegregory, eles avistaram um grupo de golfinhos. No meio deles havia um ser humano. O homem mal conseguia manter o queixo acima da água.

“Ele estava a todo momento tentando manter a cabeça acima da água, fazendo bastante esforço com as pernas”, disse o timoneiro Finbarr O’Connell. “O homem era um nadador competente e nesta época do ano a água estava mais quente, o que ajudava ele também (baixando o risco de hipotermia). Ele não estava tão mal quando o puxamos para o barco, mas sua temperatura corporal estava bem baixa”, completou.

golfinhos conduzem equipe de resgate até banhista perdido no mar

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O homem foi imediatamente encaminhado ao hospital para exames, mas recebeu alta poucos dias depois, sem sequelas. Ufa!

Diversas equipes de resgate irlandesas chamaram esse relato de “milagre”, observando que eles normalmente não têm um resultado tão positivo quando um nadador desaparece.

Principalmente sem saber quando uma pessoa entra na água ou para onde está indo, localizar um nadador em alto-maar pode ser como encontrar uma agulha em um palheiro!

Sem aquele bando de golfinhos, eles teriam avistado este homem lutando para não submergir?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Em seu relatório oficial, Finbarr observou que havia “muitos golfinhos na água, próximos à zona de resgate”. Embora ele não tenha especulado se eles ajudaram conscientemente o nadador, o timoneiro disse: “Talvez eles o ajudaram de uma forma ou de outra: quem sabe?

Ficamos imaginando o que o nadador que sobreviveu àquela noite desaparecido irá dizer sobre essa experiência inusitada! 🤗

Independentemente disso, os golfinhos são animais incríveis cujo intelecto ainda é mal compreendido por todos nós.

Veja também:

Fonte: Inspire More
Fotos: Reprodução / Pexels

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,827,226SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Cidade do Amazonas é referência em sustentabilidade no cultivo de guaraná

O Brasil é um território muito rico e fértil em recursos naturais. A terra ainda é o sustento de várias pessoas e uma das...

Com 4 filhos pequenos, dona de casa abandonada por marido recebe apoio de internautas

A jovem mamãe Andreza Santos Araújo, 23 anos, mora e cria sozinha seus quatro filhos pequenos em Várzea Grande, Mato Grosso. Desde que o...

Pais doam dinheiro de cirurgia do filho para outra criança

Esse é mais um exemplo de solidariedade que está comovendo o Brasil inteiro.

Pais realizam emocionante última festa para sua filha de 5 anos doente

Com apenas 5 anos, Lila May Schow, de Oregon, nos Estados Unidos, já trava batalhas diárias contra o câncer há 3. Em 2012, a pequena foi diagnosticada...

Livro infantil mostra a relação de um pai com seu filho através das histórias de suas tatuagens

A tatuagem é uma arte milenar presente em várias culturas do mundo todo. Mas, mesmo assim, em muitos lugares, a tatuagem ainda é mal...

Instagram