Assistente do Google vai compartilhar “boas notícias”

O Google anunciou esta semana em seu blog oficial que utilizará seu assistente de voz para compartilhar boas notícias.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E, é preciso dizer, viemos dizendo isso aqui no Razões para Acreditar há pouco mais de 6 anos: coisas boas tem um efeito incrível nas pessoas que a leem.

A gigante da internet explica que é muito fácil esquecer a quantidade de coisas boas que acontecem no mundo pelo fato de estarmos sempre diante de desastres e tragédias que nos entristecem.

Por isso, a Assistente do Google passará a compartilhar algumas dessas razões para acreditar num mundo melhor. O usuário vai precisar dizer apenas: “Hey Google, tell me something good” que em tradução livre ficaria: “Ei, Google, me conta uma coisa boa”.

“É um novo recurso experimental para usuários do Google AdWords nos Estados Unidos que fornece sua dose diária de boas notícias. Basta dizer ‘Ei, Google, me conta uma coisa boa’ para receber um breve resumo de notícias sobre pessoas que estão resolvendo problemas para nossas comunidades e nosso mundo”, diz a publicação.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Não é para ser uma solução mágica. Mas é uma experiência que vale a pena tentar porque é uma informação que pode trazer algo de bom para o seu dia. Dê uma chance ao ‘Diga-me Algo Bom’ utilizando qualquer dispositivo habilitado para o Assistente, incluindo seu smartphone, o Smart Display ou o Google Home.”

Em conversa com a Psicóloga Cecilia Dassi, perguntamos sobre a importância das notícias boas na vida das pessoas e em especial dos pacientes dela. Eis a resposta:

“É fácil acabarmos focando demais nos problemas, por isso indico aqui [o site aos pacientes]. Há até explicação evolutiva para isso, precisamos olhar os riscos que o mundo oferece, como forma de auto preservação o cérebro foca mais mesmo nos aspectos perigosos. Mas isso vai nos desanimando, criando raiva e culpa por fazer parte de uma humanidade tão horrível, e por outro vai assustando e desenvolvendo ansiedade. Enxergar a humanidade por outra perspectiva traz empatia, senso de comunidade, pertencimento, amor universal. Essas coisas todas são tão importantes para a saúde mental e para o bem estar subjetivo.”

Ou seja, estava mais que na hora do Google perceber e fazer um projeto com esse foco.

A novidade é uma razão para acreditar que a inteligência artificial, tão temida, por conta de séries como ‘Black Mirror’, por exemplo, pode ser usada para deixar o dia das pessoas mais leves, em meio a tanta notícia negativa, na televisão e mesmo na internet. Por enquanto, não há uma previsão de quando o serviço chegará ao Brasil.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

crédito da foto: Reprodução/Pixabay Creative Commons

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
2,845,820SeguidoresSeguir
24,881SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Consciência: Garoto de 9 anos é vegano e voluntário em abrigo de animais

Aos 9 anos, Dane Showalter adora tofu, frutas e vegetais, e enumera os motivos pelos quais virou vegano e não come animais: “Número 1, comer carne é...

Alunos dão rosas para funcionária que sofreu ofensas racistas

”Você é muito amada!”, disseram os estudantes enquanto entregavam rosas para a funcionária.

Jovens criam agência de intercâmbio que conecta pessoas que querem fazer o bem

Nós da equipe do Razões para Acreditar somos fãs de gente que procura fazer o bem para as pessoas e adoramos divulgar histórias como essa...

Desenganado pelos médicos, menino com leucemia chora ao receber alta

O pequeno Marcelo Otávio Gomes, 7 anos, recebeu alta do Hospital do Câncer Infantil (Gpaci) de Sorocaba (SP) após vencer uma leucemia diagnosticada meses antes. Ele...

Norte-americanos estão doando seu auxílio emergencial de R$ 7 mil para caridade

O governo norte-americano liberou um auxílio emergencial no valor de US$ 1.200 (cerca de R$ 7 mil) para grande parte da população, que precisou...

Instagram

Assistente do Google vai compartilhar “boas notícias” 3