Graças a um óculos especial, pai daltônico consegue ver os filhos e o mundo ao redor com as verdadeiras cores

Opie Hughes é daltônico, e durante toda sua vida nunca foi capaz de ter a real experiência relacionada às cores. Mas, graças a um par de óculos especiais, tudo isso mudou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quando seus filhos lhe deram um presente, ele não tinha idéia do que era. Escondido dentro de uma caixa, dentro de uma sacola, envolto em plástico-bolha, dentro de um case tinha um par de óculos EnChroma. Estes óculos especiais têm lentes de correção de daltonismo, que permitem ao usuário ver plenamente todas as cores ao seu redor.

A irmã de Opie, Katherine Empey, capturou o momento incrível onde seu irmão colocou os óculos pela primeira vez, e foi capaz de ver o seu entorno em cores. Assista:

Screen Shot 2015-05-15 at 9.47.43 AM Screen Shot 2015-05-15 at 9.47.55 AM Screen Shot 2015-05-15 at 10.16.16 AM Screen Shot 2015-05-15 at 10.33.46 AM

Há ainda um vídeo da empresa que produz os óculos, mostrando o quanto a diferença que faz na vida de um daltônico poder enxergar as verdadeiras cores da vida:

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

987,692FãsCurtir
1,763,401SeguidoresSeguir
8,636SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovem cria escola de lona para alunos carentes em Tocantins e internautas criam vaquinha

Com alguns tecidos, plásticos e madeiras que encontra no lixão, jovem construiu a sua escolinha de reforço. Mas quando chove, ele perde tudo.

Pitbull resgatado de “rinha” não para de sorrir no novo lar

Publicamos no final do ano passado o resgate de 33 pitbulls de uma “rinha” em Itu (SP). O estado dos cães era muito triste. Hoje,...

Menino vende desenhos no portão de casa para ajudar a família e comprar telas

Kayque coloca seus desenhos à venda no portão de casa por R$1,50 para conseguir dinheiro para as telas e para ajudar a família.

Cadeirante que faz entregas em SP sonha ter cadeira motorizada e internautas criam vaquinha

Conheçam o Luciano Oliveira, 44 anos, cadeirante que ficou conhecido por trabalhar como entregador de comida por aplicativo.

Ortobom doa 500 colchões para vítimas de chuva em Raposos (MG)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte foi a mais afetada pelas fortes chuvas que caíram em Minas Gerais nas últimas semanas. Um exemplo é...

Instagram