Gratidão: mãe de filho que superou a surdez vira Fono para ajudar outras crianças

kickanteO filho mais velho de Ana Carolina, Pedro, hoje com 12 anos, nasceu com uma perda auditiva bilateral moderada. O primeiro teste da orelhinha, que todo recém-nascido faz, semelhante ao teste do pezinho, falhou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

  • O livro Seu Sonho tem Futuro veio para que você viva seu sonho e crie renda extra, sem gastar dinheiro próprio!

“Ainda do hospital, me informaram que o Pedro falhou teste da orelhinha, mas que isso era comum e eu deveria voltar e fazer o reteste em 15 dias. Eu estava anestesiada de tanta felicidade e acabei não voltando para refazer o exame”, conta a mãe.

Mas, quando Pedro estava com 1 ano e 7 meses, Ana Carolina notou que ele falava pouco. “Lembrei do teste da orelhinha e levei para avaliação Otorrinolaringologia.”

Com o teste confirmado, a mãe disse que o seu “mundo caiu”. “Realmente não sei descrever o que aquela notícia foi para mim…. Queria que ele fizesse uma universidade fora do Brasil, que fosse um esportista, enfim…desejava o melhor e aí recebi essa notícia. Chorei muito.”

Superadas as expectativas em torno do filho, Ana Carolina abandonou o trabalho para se dedicar inteiramente a Pedro, que ia ao fono três vezes por semana.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aos 5 anos e sete meses, o menino perdeu a audição bilateralmente. “Nesta época ele não falava nada, e eu havia acabado de ser mãe pela segunda vez. A Sophia nasceu bem, com saúde, sem nenhuma intercorrência”.

Pedro foi encaminhado para um cirurgião em Miami (EUA), pois ele tinha uma síndrome de má formação coclear, que dificultava a implantação dos eletrodos. A cirurgia demorou mais de 6 horas, mas foi um sucesso.

“Depois de 1 mês, o implante foi ativado e 3 meses depois o Pedro estava imitando o som dos passarinhos em uma praça que eu o levava sempre para brincar. As lágrimas escorriam no meu rosto e a felicidade foi imensa”, lembra a mãe.

“A partir daí, fui a mãe mais feliz do mundo. Cada palavra nova me emocionava, vibrava com cada conquista, por menor que fosse. Fiquei muito grata por ter alcançado essa graça e ter tido oportunidade e realizar essa cirurgia no exterior, por ter recursos financeiros e ter o privilégio de poder ter me dedicado integralmente a ele.”

Feliz com o resultado, Ana Carolina quis agradecer o universo pela graça de ouvir a voz de Pedro novamente. “Me senti em dívida com o universo e ao mesmo tempo senti a necessidade de retribuir. Então resolvi estudar Fonoaudiologia e poder ajudar outras pessoas”, conta.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela se formou na FMU em junho de 2014 e fez curso de programação de implante coclear na USP, no Hospital das Clínicas, onde participa do processo seletivo de aperfeiçoamento em implante coclear que dura um ano.

“Vencemos uma dificuldade e crescemos muito com o aprendizado!! Isso tudo me fez acreditar que o sofrimento nunca pode ser em vão, ele deve servir para alguma coisa, seja para crescimento pessoal, ou a mudança de um ponto de vista, ou para o bem de terceiros – porque ainda desconhecemos os motivos de termos que passar por essas situações dolorosas. Quem diria que uma experiência tão dolorida como essa iria resignificar toda a minha vida e os meus valores?”, reflete.

via [CrônicasDaSurdez]

E se você também tem um sonho, este livro te ajudará a dar o próximo passo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Gratidão: mãe de filho que superou a surdez vira Fono para ajudar outras crianças 1

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,289,873SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Noiva realiza desejo de avó de 102 anos, e idosa morre dias depois

Pouco antes da cerimônia de seu casamento, em junho do ano passado, a corretora de imóveis Tara Bars descobriu que sua avó, de 102...

Todo dia, dona de loja de doces entrega bolo e café para moradores de rua que pedem comida

O fato do primeiro "cliente" de Nalu Saad ter sido um morador de rua pedindo um pedaço de bolo mudou muita coisa, pra melhor.

Alunos surpreendem colega que perdeu tudo em incêndio dando a ele novos brinquedos

Uma semana após o incêndio, sensibilizados com o acontecimento, professores e colegas de sala se uniram para presentear Daniel com novos brinquedos - e muito mais!

Idosa agradece atendimento carinhoso de médica lhe presenteando com algo especial

A ginecologista e obstetra Bruna Roberta compartilhou recentemente um relato tocante que teve na clínica médica onde trabalha, dias antes de se mudar para...

Canal de TV norte-americano transmite Olimpíadas de gatinhos para incentivar adoção dos peludos

No clima dos Jogos Olímpicos 2016, filhotes de gatos representaram grandes atletas do esporte mundial, como a tenista Serena Williams e o corredor Usain...

Instagram

Gratidão: mãe de filho que superou a surdez vira Fono para ajudar outras crianças 3