Mulher grávida opta por amputar a perna para salvar vida de seu bebê após diagnóstico de câncer

A britânica Kathleen Osborne, 28 anos, estava grávida de quatro meses quando recebeu o diagnóstico de câncer – pela terceira vez.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Após um exame de ressonância magnética, ela foi informada pelos médicos que teria de fazer uma difícil escolha: ou abortava o bebê para começar a quimioterapia ou amputava a perna.

Pouco mais de 24 horas, a jovem de Wisbech, na Inglaterra, resolveu decidiu amputar toda a perna direita para se livrar do câncer ósseo.

mulher grávida opta amputar a perna para salvar vida de bebê

Em entrevista ao portal Daily Mail, Kath comentou que a cirurgia foi um sucesso. Meses depois, em maio deste ano, ela deu à luz sua pequena Aida.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A criança nasceu prematura, 8 semanas antes do previsto, por meio de uma cesariana. “Estou feliz por ter decidido perder minha perna porque ela me deu minha filha. Se eu não tivesse amputado naquela época, eu a teria perdido e estaria fazendo quimioterapia, o que poderia nem mesmo ter salvado minha perna no final. Eu não a teria se não fizesse isso, então valeu a pena”, disse.

mulher grávida opta amputar a perna para salvar vida de bebê

“Eu sempre quis uma menina e agora ela está aqui, então estou feliz por ter feito isso. Eles também sempre quiseram uma irmã, então foi melhor assim, para ser honesta. Ainda estou muito feliz com minha decisão. Eu disse aos meninos que os Transformers estão construindo para mim uma nova perna, e eles ficam perguntando quando ela vai chegar”, brinca Kathleen, que também é mãe de Hayden, 9 anos, e de Leo, 5.

O primeiro diagnóstico de câncer veio quando ela era apenas uma criança de 11 anos. Na época, em 2005, um caroço doloroso em sua perna direita revelou ser osteossarcoma.

mulher grávida opta amputar a perna para salvar vida de bebê

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foram realizadas diversas rodadas de quimioterapia e Kathleen teve boa parte de sua rótula removida para conter o avanço do tumor. Ao final, duas hastes de metal foram inseridas em sua perna.

Onze anos depois, em 2016, ela descobriu que o câncer havia retornado, mas, desta vez em seus pulmões. Após o tratamento, os médicos disseram que Kathleen estava 100% curada em março de 2017.

Mas infelizmente apenas três anos depois, outro caroço doloroso apareceu na sua perna direita. Foi aí que a mãe de 2 descobriu que estava grávida pela terceira vez. “Eles me deram uma semana para tomar a decisão e me disseram que quanto antes eu fizesse a cirurgia, melhor. Achei melhor escolher ficar com meu bebê e perder minha perna. Provavelmente perderia minha perna de qualquer maneira”, afirmou.

Mulher grávida opta por amputar a perna para salvar vida de seu bebê após diagnóstico de câncer 2

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foram dias de muita dor e dificuldade de aceitação. Por mais de uma semana, Kathleen era incapaz de olhar para a perna que restou. “Foi muito difícil. Eu olhei para baixo, mas foi muito estranho olhar para o cobertor em cima de mim. Eu podia ver um monte onde minha perna estava e nada do outro lado. Realmente me esforcei para olhar para baixo, simplesmente não conseguia me forçar a fazer isso”, lembra.

Até o fim da gravidez, a britânica usou muletas para se locomover.

Kathleen deu à luz prematuramente depois que uma nova ressonância magnética revelou que o câncer em seus pulmões havia retornado – agora pela quarta vez. Sua equipe médica afirmou que este tumor é inoperável e terminal, então, agora, ela está fazendo tudo o que pode para passar mais tempo com seus três filhos.

“Não sei quanto tempo me resta. Podem ser anos, podem ser apenas meses. Eu só quero fazer quantas coisas eles quiserem. Eles realmente querem ir para a Disneylândia, o que ainda não podemos fazer devido a covid-19, mas espero que possamos no futuro. Contanto que eles tenham memórias comigo e eles se divirtam comigo tanto quanto possível. Posso ir então, contanto que eles estejam felizes”, completou. Desejamos muita força e luz nesse momento tão difícil, Kathleen! 😔

Veja também:

Fonte: Sempre Família / Metro
Fotos: Reprodução / Facebook: @gistaroundyou

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,917,765SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Bebê abraça pacote de fraldas após achar que garotinho da foto era ele

“A representatividade é mais importante do que pensamos. Quero ver outros bebês que pareçam com ele, então ele irá saber que existem outros e que é possível para ele ser um modelo”, afirmou a mãe do menino.

ONG Cabelegria devolve autoestima e esperança para pessoas que enfrentam o câncer

A ONG Cabelegria transforma vidas desde 2013! Eles arrecadam cabelos, confeccionam perucas e distribuem para pessoas que lutam contra o câncer, forma gratuita! ❤️ Eles...

Deficiente visual faz campanha para conhecer Sandy e Júnior por motivo muito especial

Sabe quando você vê aquelas historias felizes no Facebook, de alguém que escreveu um post que tomou uma proporção tão grande que deu certo?...

Dois adolescentes criam projeto ambiental e reconstroem 20 km de jardins para salvar abelhas (EUA)

Cerca de 40% dos insetos polinizadores em todo o mundo estão em risco de extinção, incluindo principalmente as abelhas e borboletas. Mas Luke Marston...

Empresário baiano constrói casas por conta própria e doa a famílias necessitadas

A inspiração veio do quadro “Lar Doce Lar”, do programa Caldeirão do Huck, da TV Globo.

Instagram

Mulher grávida opta por amputar a perna para salvar vida de seu bebê após diagnóstico de câncer 3