Após gravidez de risco aluna da UFPA defende TCC em sua casa

Clique e ouça:

Um dos momentos mais marcantes na vida de um jovem é quando ele é aprovado no vestibular e inicia esta nova fase da vida. Mas o fechamento deste ciclo, quando ele se forma, é tão ou mais importante e esta história fala justamente disso. Ceciane Reis mora em Muaná, no Pará e é aluna de Letras na Universidade Federal do Pará (UFPA), mas no último ano de sua licenciatura ela engravidou, e era uma gravidez de risco.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Com esforço e dedicação ela conseguiu continuar o curso até o fim, mas quando estava chegando próxima a data da defesa de seu TCC , o famoso Trabalho de Conclusão de Curso, também veio a hora do parto, porém, foi um parto de risco do qual ela teve algumas complicações e ficou impossibilitada de comparecer na faculdade na data da defesa do TCC.

LEIA TAMBÉM: Por que cuidar da saúde deve estar no topo da sua lista de resoluções para 2019?

Claro que ela ficou desesperada com a possibilidade de não se formar depois de tanto esforço, e neste momento seus professores deram uma belíssima demonstração de empatia e disseram que se ela não pudesse ir até Belém para defender sua banca, eles iriam até a sua casa. A jovem afirma que quando eles fizeram esta proposta, ela aceitou na hora: “A ideia surgiu da coordenação do PARFOR letras da UFPA junto de minha orientadora, a professora Elizabeth Vidal e o professor Joaquim Maia que compôs a mesa. Aceitei na hora”.

Que bom que existem pessoas assim, não é mesmo? “Eu queria me formar junto de minha turma, e não poderia esperar o período da licença maternidade terminar. Fiquei muito preocupada achando que não conseguiria, foi muito difícil”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Após o convite, uma nova jornada começou. Amigos e familiares de Ceciane começaram a se organizar rapidamente na preparação da casa para a chegada dos professores.

[Direto da Redação do Razões] (A matéria continua depois do vídeo abaixo)

Sabe aquela história que tudo que você faz, volta pra você, de uma forma de uma outra? É a mais pura verdade. Esse vídeo prova isso:

A defesa aconteceu em um espaço entre a cozinha e a sala da professora e foi assistida por uma plateia repleta de amigos e familiares emocionados. Após cerca de vinte minutos de apresentação, Ceciane Reis enfim realizou o sonho de uma vida, sendo avaliada com uma nota final “Excelente”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Sempre fui muito grata ao PARFOR pela oportunidade de uma formação na área em que sempre gostei. Então nem por um momento pensei em desistir de realizar meu sonho, mesmo com todas as dificuldades da gravidez”, finalizou a professora, que deixa o exemplo para muitas mulheres que pensam em desistir de seus sonhos.

Leia também: Com TCC escrito à mão, mulher de 87 anos se forma em Jundiaí

Veja aqui as postagens originais da UFBA:

Após gravidez de risco aluna da UFPA defende TCC em sua casa 1 Após gravidez de risco aluna da UFPA defende TCC em sua casa 2 Após gravidez de risco aluna da UFPA defende TCC em sua casa 3
Com informações de Diário Online

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fotos: reprodução Facebook / Parfor UFPA

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,079,876FãsCurtir
2,422,376SeguidoresSeguir
20,954SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Após humilhação, motoboy ganha mais de R$190 mil em vaquinha, moto nova e é contratado por agência de marketing

Em menos de 24 horas, batemos a meta da vaquinha na VOAA para ajudar o motoboy Matheus a dar a volta por cima, depois...

Vaquinha para motoboy humilhado bate mais de R$100 mil em menos de 24h

Todo mundo acordou ontem precisando engolir a seco a história do Matheus Pires, de Valinho (SP). Vivemos em um país onde ainda há muita indiferença...

Sogro anda de mãos dadas com genro para ajudá-lo a superar medo de sair na rua com o namorado

Fran guarda algumas memórias ruins de um passado recente, quando ele sofreu preconceito por ser homossexual. O jovem foi agredido fisicamente, além de ter passado...

Confeiteira é humilhada por cobrar taxa de entrega de R$2 e recebe apoio de internautas

A confeiteira Ângela Oliveira foi humilhada por uma cliente que se recusou a pagar a taxa de entrega do seu bolo de pote. Na troca...

Motoboy é humilhado por homem em condomínio de luxo e recebe apoio de internautas para dar a volta por cima!

Gente, encontramos o motoboy Matheus Pires Barbosa, de 19 anos, de Valinhos (SP), que foi humilhado por um homem num condomínio de luxo no...

Instagram

Após gravidez de risco aluna da UFPA defende TCC em sua casa 16