Polícia apreende trufas que ‘Homem-Aranha de Cotia’ vendia e internautas fazem vaquinha

Falta apenas um mês para o casamento do ‘Homem-Aranha de Cotia, ele vende trufas para conseguir custear os valores do casório e pagar os boletos. Infelizmente, no último dia 22/06 as trufas dele foram apreendidas na Vila Madalena, bairro de São Paulo, pela Prefeitura. Segundo o Luanderson (o Homem-Aranha), não foi justificado a apreensão, e tinham vários outros vendedores ambulantes e só a dele foi apreendida. Fizemos uma vaquinha para cobrir os prejuízos (a caixa térmica foi também apreendida e as trufas provavelmente já estragaram) e para ajudá-lo nos custos do casório, contribua aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O jovem herói Luanderson Lemos, 29 anos, conhecido também como o ‘Homem-Aranha de Cotia’ precisa de ajuda para completar uma importante missão: casar-se com a sua Mary Jane, quer dizer, com a sua noiva, a Raaibia dos Santos Silva, 38 anos.

Desempregados desde janeiro deste ano, a única renda do casal é com a venda de trufas que o Luanderson realiza na região de Pinheiros e Vila Madalena fantasiado do famoso herói aracnídeo dos gibis. Para ajudá-lo nesta missão, criamos uma vaquinha, clique aqui para contribuir.

Com a situação financeira cada vez mais apertada, Luanderson desabafou com a gente. Ele contou que falta apenas um mês para o casório, mas não conseguiu pagar nem a metade da festa, uma vez que o dono do salão exigiu o pagamento todo, pelo menos, 15 dias antes da festa.

Para piorar a situação do jovem Homem-Aranha de Cotia, dia 22/06, fiscais da prefeitura apreenderam toda a sua mercadoria, cerca de 40 trufas, levando até mesmo a caixa térmica dele, perdendo um dia todo de trabalho.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

homem-aranha cotia trufa
Ele publicou no seu Instagram sobre a indignação

“Eles simplesmente tiraram a caixa térmica da minha mão e levaram tudo. Não me deram nem chance de alguma justificativa. Falaram para eu pagar a multa e retirar na prefeitura, mas não compensa pagar para pegar de volta. Pois, é um produto perecível, eu levaria apenas a caixa térmica”, disse. Ajude a reverter essa história!

 

homem aranha cotia sp cria vaquinha conseguir casar
Desde novembro do ano passado, Luanderson trabalha com a venda de trufas. Ele e a noiva produzem o doce de manhã para vender à tarde na rua

A venda com as trufas

Desde novembro do ano passado, Luanderson trabalha com a venda de trufas. O trabalho surgiu após o seu pedido de casamento, em setembro do ano passado, como uma opção de renda extra para arcar com os custos da festa. Porém, entre janeiro e fevereiro deste ano, ele e sua noiva ficaram desempregados, sendo a venda das trufas a única renda do casal.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Costumo vender as trufas de terça a sábado, vendo na região de Pinheiros, no Largo da Batata, no Vila Madalena e às vezes eu vou na avenida Paulista. Todos os dias, eu e minha noiva, produzimos as trufas de manhã, saio por volta das 16h vendê-las e fico até as 20h na rua”, contou.

“Ele é muito persistente e determinado, ele não para na primeira dificuldade. Ele me inspira com a sua vida e persistência. Um homem íntegro, cheio de amor e de sonhos. Ele não tem medo e nem vergonha de trabalhar. Após as vendas, surgiram alguns eventos freelancer como Homem-Aranha. Mas ele não faz eventos todos os dias”, disse a noiva.

homem aranha cotia sp cria vaquinha conseguir casar
De início, a venda de trufas surgiu como renda extra para custear o casamento

homem aranha cotia sp cria vaquinha conseguir casar
Porém, entre janeiro e fevereiro deste ano, ele e sua noiva ficaram desempregados, sendo a venda das trufas a única renda do casal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Porque o Homem-Aranha

“O Homem-Aranha é um herói muito querido né, então, ele foi mais uma estratégia de marketing mesmo para as vendas”, explicou.

Luanderson está em São Paulo desde 2017 e desde que chegou à cidade, se reencontrou com sua amiga e agora atual noiva.

“Sou do Pará, mas vim do Amapá até Manaus e de lá comecei minha caminhada até Goiás na carona de caminhão, foi então que cheguei em São Paulo. Foi em Goiânia que eu soube que a Raaibia estava aqui. Nós já nos conhecíamos do Amapá há muitos anos. Vim para São Paulo sem expectativa nenhuma de encontrar algum conhecido, só queria chegar aqui por motivo de trabalho mesmo”, disse.

E está dando certo, e vai dar mais ainda! Vamos ajudar o Homem-Aranha de Cotia a fazer o casório? Contribua aqui.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fotos: Arquivo pessoal

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,020,259FãsCurtir
2,152,628SeguidoresSeguir
11,490SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Jovens e agricultores se unem e abrem bibliotecas na zona rural da Paraíba

Eu já estou apaixonado por essa história antes mesmo de começar a contar pra vocês. Esse é um exemplo de que a união entre...

Após alagamento, vaquinha arrecada R$117 mil e idosos ganharão um lar novo (BA)

Os velhinhos da Casa de Idosos Giuseppe Aras, em Itabela (BA), vão ganhar um lar novo! O asilo onde os 34 idosos moravam ficou alagado...

Pescadores salvam 5 tartarugas marinhas presas em rede de pesca

Na praia de Araranguá, em Santa Catarina, o que tinha tudo para ser apenas mais um dia normal para alguns pescadores, transformou-se em uma...

Batismo de bebê conta com bençãos de familiares católicos, espíritas, evangélicos e umbandistas

Quando completou três meses de vida, o pequeno Iago recebeu as bençãos de sua família, cada qual à sua maneira: uma avó é católica,...

Itália começa a sair do confinamento com reabertura de comércio e igrejas

Hoje (18) o dia amanheceu diferente na Itália. Amanheceu “lindo e excitante” como descreveu um barman de Roma. Após dez semanas de portas fechadas, lojas,...

Instagram