Tucano faz amizade com jornalista e, mesmo livre, sempre volta para visitá-lo dentro de casa e receber carinho

O Tuco, como foi batizado pelo jornalista José Ursílio, é um sujeitinho bicudo e folgado, assim como o personagem Tuco de “A Grande Família”. O tucano visita semanalmente o amigo humano, entra pela casa, mexe nas panelas, rouba biscoito, derruba os ímãs da geladeira e entra no quarto de José para receber carinho na nuca.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Cada aparição do Tuco é uma alegria, sensação de meiguice, de carinho não meu para com ele, mas dele para comigo”, disse o jornalista.

Essa relação começou mais dois anos atrás, quando o jornalista investigativo, que tem 45 anos de carreira, sofreu mais de 100 processos e três tentativas de assassinato decidiu mudar de vida e viver em um rancho. “Nada sabia e nem conhecia o lugar, muito menos a existência da ave”, conta.

Homem sorrindo ao lado de tucano
Amizade dos dois gerou proximidade e naturalidade. Foto: Arquivo pessoal

Na primeira semana ele teve contato com o tucano e outros pássaros silvestres. “Um dia estava sentado e o tucano entrou na varanda da casa e pousou sobre a mesa que eu estava. Meu espanto, claro, quando explicaram que o tucano era da natureza mas já há alguns anos sobrevoava e entrava nas casas, não apenas desse mas de outros ranchos com até 10 quilômetros de distância pelo que se comentava”, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Homem sorrindo ao lado de tucano
Foto: Arquivo pessoal

Foi amor ao primeiro voo. “Foi então que me encantei mais ainda. Como poderia um pássaro fazer tantas passagens por tantos lugares? Passei a dar frutas, as colocando na mesa. Aos poucos fui conversando com ele como se entendesse até que dias depois ele já estava se aproximando e passou a deixar eu colocar o dedo em sua cabeça. Meses se passaram e quase todo dia ele aparecia em vários horários porque eu deixava sempre as portas das varandas abertas e dentro de casa ouvia quando ele estava sobrevoando”, relembra.

Homem sorrindo ao lado de tucano
José Ursílio tem uma galeria completa de fotos com Tuco. Foto: Arquivo pessoal

O Tuquinho acabou fazendo da casa de José Ursílio o seu porto de parada na região. “Mais interessante ainda é que ele vinha e se sentia à vontade. A interação dele sempre acabava maior comigo e quando eu deixava ele mais tranquilo”, disse.

Tucano em cama dentro de um quarto
Tuco entrou no quarto de José Ursílio pela segunda vez exatamente no dia em que fizemos esta reportagem. Foto: Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Essa história é como a do pinguim que retorna todos os anos para visitar homem que o salvou no rio.

Mas José alerta, tem a forma certa de interagir e também os cuidados necessários. “O que aprendi com ele é que pode ser sapeca. Ele pode pegar algo no bico e levar embora, então nunca deixo chave de carro, por exemplo. O que fui percebendo no primeiro ano é que ele gostava de ter sua cabeça coçada mas não podia relar no resto do corpo”, disse.

View this post on Instagram

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A post shared by José Ursílio (@joseursilio)

Jornalista já criou e cria outros animais

José Ursílio sempre gostou de animais e do contato com a natureza. Ele já criou várias calopsitas, já teve bovinos, equinos, carneiros, galinhas, pavão, gato, uma maritaca, coruja e hoje tem um cachorrinho, o Zé.

Homem alisando coruja
José já criou até coruja. Foto: Arquivo pessoal

Homem com cachorro
Jornalista com seu cãozinho Zé. Foto: Arquivo pessoal

Sempre tive olhar e sentimento por animais de estimação. A natureza somos nós e tudo que tem vida que faz a vida. O pior da natureza é o ser humano, único que a destrói. Somos como o planeta, 70% por cento água, e veja o que o homem faz para destruir sua principal fonte de vida”, lamentou.

Homem dando beijo em calopsita.
Foto: Arquivo pessoal

Mas essa sua relação com o Tuco, José, nos dá Razões para ainda Acreditar.

“Sou um sujeito que ainda encontra encanto num tucano, nos pés de ipês amarelos do quintal, na beleza imensurável das águas que vejo toda hora aqui nas margens do rio Paraná”, finalizou. E nós também continuamos nos encantando com histórias como essas.

Veja também:

Fotos: Razões Para Acreditar

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,827,226SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Vacina contra o HIV chega à última fase de testes pela primeira vez em mais de 10 anos

Pelas últimas estatísticas da UNAIDS, cerca de 1,7 milhão de pessoas se contaminam por ano com a HIV e, infelizmente, a ciência até hoje...

Árvore japonesa centenária impressiona com belíssimas cores em degradê 😍

A glicínia japonesa é considerada por muitos entusiastas e apreciadores da natureza como a árvore mais bonita do mundo.

Empresa contrata candidato sem requisitos por causa do seu caráter

A consultora de Recursos Humanos Emanuella Velez leva pra vida uma frase que diz: “Contrate caráter e treine as habilidades”.

Hortas comunitárias em Maringá transformam a vida dos moradores da cidade

Já faz algum tempo que nós, seres humanos, estamos estabelecendo novos significados para nossa relação com os alimentos, das comidas que compramos e com...

Sandra Annenberg volta a usar vestido desenhado por estilista autista em prêmio

A jornalista já tinha usado um vestido assinado pelo mesmo estilista no Troféu do Domingão - Melhores do Ano 2018. Ela amou a dobradinha e nós também! 💙

Instagram