“Só queria fazer novos amigos”: homem frita panquecas na rua e consegue reunir vizinhança inteira

Conhecer pessoas novas no meio de uma pandemia global pode ser uma tarefa bem complicada, mas com a ajuda de algumas panquecas deliciosas, um vizinho carente de São Francisco, nos EUA, conseguiu reunir sua comunidade e fazer amigos.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Curtis Kimball, chef e proprietário da cafeteria Creme Brulee Cart, fechada em meio à pandemia, sentiu que sua vizinhança, antes tão vibrante e aberta, estava indo de mal a pior. Por isso, decidiu fazer o que sabe de melhor para reunir a galera: cozinhar.

Não é exagero dizer que as panquecas do chef são as melhores da cidade!

homem frita panquecas na rua e consegue reunir vizinhança

Curtis, um residente da baía de San Francisco, tuitou um convite para sua ‘festa das panquecas’ e pendurou panfletos bem-humorados por todo o bairro, que diziam, em parte: “Minha esposa diz que estou ficando estranho. Ela diz que eu preciso fazer amigos. Então estou fazendo panquecas.”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O evento, realizado há cerca de um mês, provou ser um sucesso. Pelo menos 75 pessoas apareceram em sua festa para comer mais de 125 panquecas amanteigadas!

Curtis, que ficou “totalmente surpreso” com o número de pessoas que compareceram, documentou a experiência em uma série de tweets no início de fevereiro.

“Na verdade, eu não sabia o que esperar e estava apavorado com a preparação para isso. Até mesmo colocar os panfletos me deixou nervoso e constrangido”, disse ele ao portal Today. “Tipo, isso pode ser uma ideia muito idiota e todo mundo pode odiar… Mas as primeiras pessoas apareceram imediatamente, moravam há dois quarteirões de mim e estavam muito animadas.”

homem frita panquecas na rua e consegue reunir vizinhança

Curtis não planejava que aquilo fosse um evento – ele só queria uma chance de se reconectar com os vizinhos depois que a pandemia de anos interrompeu a vida de todos. Muitos de seus amigos também haviam se mudado e ele sentia falta de interagir com as pessoas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O morador de São Francisco achava que todo mundo gostava de panquecas – ou “pelo menos da ideia de panquecas” – como ele mesmo disse. Então, ele imaginou que muitas pessoas viriam se ele cozinhasse dezenas delas e convidasse as pessoas para comer de graça.

Curtis imaginou que seria uma ótima oportunidade para todos ficarem por perto, conhecerem novos vizinhos e até fazerem novos amigos.

homem frita panquecas na rua e consegue reunir vizinhança

Acontece que ele estava certo! Naquela manhã, pessoas famintas por se conectar e experimentar pequenas alegrias com os outros apareceram na Rua Alabama.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Foi uma mistura muito boa de gerações e origens que você não vê com frequência em SF”, disse Curtis. “Muitas crianças e cachorros (o que foi divertido para meus filhos também) e muitas pessoas que moravam perto umas das outras, mas nunca se conheceram ou se conectaram.”

Estranhos chegaram trazendo todos os tipos de presentes, incluindo coalhada caseira de limão e mel em pequenos lotes, como um pequeno sinal de gratidão.

O evento foi tão bem-sucedido que Curtis organizou outro encontro de panquecas em 12 de fevereiro. A segunda vez foi um sucesso ainda maior – 300 pessoas compareceram, graças à sua festa de panquecas anterior que ganhou várias manchetes dos jornais.

“A alegria, o riso, a gratidão, a gentileza foram esmagadoras (assim como o cheiro de panquecas)”, escreveu Curtis em um tweet. “Não quero ser mole, mas fiquei um pouco enevoada algumas vezes quando todas as pessoas me agradeceram pelo que para elas parecia o antídoto perfeito no momento perfeito depois de 2 anos difíceis.”

homem frita panquecas na rua e consegue reunir vizinhança

Curiosamente, a experiência o afastou de se aventurar novamente no ramo de alimentos.

“As vibrações eram tão boas que voltar às vibrações gastronômicas parece ruim”, disse Curtis ao San Francisco Eater. “Os clientes vêm com a expectativa de si mesmos como críticos, e não apenas como apreciadores.”

Ele refletiu que sua verdadeira vocação na vida pode ser criar boas vibrações e reunir as pessoas. Na verdade, fazer as pessoas felizes era sua principal intenção quando ele começou seu negócio de creme brulee na época. E a julgar pela participação de suas festas de panquecas, ele é natural nisso.

Curtis não tem ideia do que vem a seguir para seu pequeno projeto, mas ele espera que outras pessoas em todo o país sejam inspiradas a organizar festas de panquecas no sábado de manhã em seus próprios bairros.

“Acho importante porque a maioria de nossos espaços públicos é dominada por grandes discussões sobre nossas diferenças como pessoas”, disse ele.

“E essas coisas são importantes. Mas o que parece perdido e pode ser igualmente importante é celebrar um ao outro e nossas semelhanças. Precisamos de mais chances, como pessoas, de torcer uns pelos outros e acreditar uns nos outros como humanos”, concluiu.

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo:

Fonte: Today
Fotos: Reprodução / YouTube

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM









Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,806,528SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Loja imprime currículos gratuitamente para ajudar desempregados

Ajuda em dobro para quem está desempregado!

Campanha alerta população sobre o mieloma múltiplo: câncer sanguíneo

O mieloma múltiplo é um dos tipos de câncer de sangue mais comuns no mundo.

Vídeo foca na cura, e não na doença, em vídeo sobre câncer de mama

O que diferencia o choro de  alívio e felicidade, do choro de medo, tristeza e desespero? São os detalhes, o esboço de um sorriso em meio às...

Carlsberg usa cola para eliminar anéis de plástico das embalagens

A novidade será testada inicialmente no Reino Unido.

Instagram

"Só queria fazer novos amigos": homem frita panquecas na rua e consegue reunir vizinhança inteira 2