Homem faz o parto da própria filha na portaria do prédio e compartilha o dia mais emocionante de sua vida

Dizem que nenhum dia se compara ao dia do nascimento de nossos filhos. No entanto, se olhar para a carinha de seu bebê pela primeira vez já é emocionante por si só, para Bryan Borges – jogador do Náutico, a emoção foi em dose dupla.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A bebê Cecília estava apressada e não quis saber de esperar chegar até o hospital. Resultado? Ele precisou ajudar sua esposa Myllena Barbosa a fazer o parto da filha na portaria do prédio da cunhada.

“A maior experiência de nossas vidas”, confidenciou o esportista ao compartilhar um vídeo dos melhores momentos no Instagram. Nem o seu gol mais suado do Lateral direito do Clube Náutico Capibaribe chega aos pés deste momento!

View this post on Instagram

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Compartilhar com vocês o parto da minha filha. Somente agradecer a Deus por tudo. @myllenabarbosa obrigado mamãe guerreira por me deixar tranquilo a todo momento. 🙏🏽🙏🏽🙏🏽😭😭😭😭❤️❤️❤️❤️” Via @bryanborges31

A post shared by Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) on

Cecília nasceu com 46 centímetros e 2,9 quilos, na manhã da quinta-feira (1º), quando o casal estava indo para o hospital. Por causa da ruptura da bolsa e do aumento das contrações, o parto teve que acontecer perto da saída do edifício, ao lado da portaria.

A família mora em Recife e imagens mostram o momento em que o casal entra no elevador do prédio, por volta das 6h, e segue em direção à saída.

Segundo Bryan, Myllena começou a sentir contrações durante a tarde e ele acabou deixando os treinos para acompanhar a mulher. Foi no meio da madrugada que a bolsa estourou e eles entraram em contato com o médico, já que as contrações estavam cada vez mais fortes.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

jogador nautico parto filha 1
Foto: Andréa Leal/Divulgação

Quando Myllena saiu do elevador, ela ainda conseguia andar, mas antes de sair do prédio precisou sentar na poltrona no hall de entrada e Bryan se deu conta de que não daria tempo de entrar no carro e ir até o hospital. Cecília mal chegou ao mundo e já está mostrando que não veio a passeio!

Foi uma questão de minutos até que a menina nascesse. Quando Mylenna retirou a parte de baixo de sua roupa, ela já estava lá! Depois disso e com a família completa, eles seguiram para o hospital, onde realizaram todos os procedimentos padrão. “Estamos em êxtase e todos muito bem. A ficha ainda nem caiu direito”, afirma o pai.

Lesionado, o jogador de futebol diz que agora tem mais um motivo para melhorar e fazer muitos gols. “Estou com lesão. Quando voltar a jogar, vou preparar algo para homenagear Cecília, que tem o nome da minha avó materna. Imagina se sai um gol meu”, disse emocionado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Jornal da Fronteira

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,833,017SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Olho biônico que imita retina pode devolver a visão de milhões de pessoas

Um grupo de engenheiros robóticos acaba de publicar um estudo apresentando um protótipo de olho biônico que pode devolver a visão de milhões de...

Vaquinha para casal e seus 7 filhos que moram em barraco na beira de córrego tem meta alcançada

A ajuda de vocês é incrível e mais uma vez conseguimos bater uma meta, desta vez para ajudar uma família de Carapicuíba (SP). Ricardo,...

Definição do Amor, segundo crianças de 4 a 8 anos

Sempre acreditei que as crianças, com suas respostas sinceras e inocentes, nos dão muitas lições. Pois aqui está mais uma delas, quando elas escrevem...

Família é surpreendida com carta do Banco do Brasil após solicitar cartão para o filho adotivo

O casal Talita Militão, 39 anos, e Rafael Salvador, 37 anos, de Petrópolis, Rio de Janeiro, entraram em contato com o Banco do Brasil...

Estudantes da UFF criam jogos que auxiliam idosos a exercitar a mente

Estudantes da Universidade Federal Fluminense (UFF) desenvolveram dois jogos cognitivos que auxiliam idosos a exercitar a mente e identificar potenciais doenças mentais, como a...

Instagram