Homem faz o parto da própria filha na portaria do prédio e compartilha o dia mais emocionante de sua vida

0
1702

Dizem que nenhum dia se compara ao dia do nascimento de nossos filhos. No entanto, se olhar para a carinha de seu bebê pela primeira vez já é emocionante por si só, para Bryan Borges – jogador do Náutico, a emoção foi em dose dupla.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A bebê Cecília estava apressada e não quis saber de esperar chegar até o hospital. Resultado? Ele precisou ajudar sua esposa Myllena Barbosa a fazer o parto da filha na portaria do prédio da cunhada.

“A maior experiência de nossas vidas”, confidenciou o esportista ao compartilhar um vídeo dos melhores momentos no Instagram. Nem o seu gol mais suado do Lateral direito do Clube Náutico Capibaribe chega aos pés deste momento!

View this post on Instagram

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Compartilhar com vocês o parto da minha filha. Somente agradecer a Deus por tudo. @myllenabarbosa obrigado mamãe guerreira por me deixar tranquilo a todo momento. 🙏🏽🙏🏽🙏🏽😭😭😭😭❤️❤️❤️❤️” Via @bryanborges31

A post shared by Razões Para Acreditar (@razoesparaacreditar) on

Cecília nasceu com 46 centímetros e 2,9 quilos, na manhã da quinta-feira (1º), quando o casal estava indo para o hospital. Por causa da ruptura da bolsa e do aumento das contrações, o parto teve que acontecer perto da saída do edifício, ao lado da portaria.

A família mora em Recife e imagens mostram o momento em que o casal entra no elevador do prédio, por volta das 6h, e segue em direção à saída.

Segundo Bryan, Myllena começou a sentir contrações durante a tarde e ele acabou deixando os treinos para acompanhar a mulher. Foi no meio da madrugada que a bolsa estourou e eles entraram em contato com o médico, já que as contrações estavam cada vez mais fortes.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

jogador nautico parto filha 1
Foto: Andréa Leal/Divulgação

Quando Myllena saiu do elevador, ela ainda conseguia andar, mas antes de sair do prédio precisou sentar na poltrona no hall de entrada e Bryan se deu conta de que não daria tempo de entrar no carro e ir até o hospital. Cecília mal chegou ao mundo e já está mostrando que não veio a passeio!

Foi uma questão de minutos até que a menina nascesse. Quando Mylenna retirou a parte de baixo de sua roupa, ela já estava lá! Depois disso e com a família completa, eles seguiram para o hospital, onde realizaram todos os procedimentos padrão. “Estamos em êxtase e todos muito bem. A ficha ainda nem caiu direito”, afirma o pai.

Lesionado, o jogador de futebol diz que agora tem mais um motivo para melhorar e fazer muitos gols. “Estou com lesão. Quando voltar a jogar, vou preparar algo para homenagear Cecília, que tem o nome da minha avó materna. Imagina se sai um gol meu”, disse emocionado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: Jornal da Fronteira

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.