Sequestrado na infância, homem reencontra mãe após desenhar “de cabeça” o mapa de sua vila na China

0
1088

Li Jingwei tinha apenas 4 anos de idade quando foi atraído por um vizinho para fora de sua casa, em Zhaotong, na China, raptado e vendido para uma quadrilha de tráfico de crianças.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Mais de 30 anos se passaram até que, em uma sequência de fatos improváveis, o rapaz conseguiu reencontrar a mãe biológica.

Tudo começou quando Li, na véspera de Natal (dia 24), compartilhou nas redes sociais um mapa que ele desenhou à mão de sua antiga vila – tudo de cabeça, a partir das memórias que viveu quando criança.

Sequestrado na infância, homem reencontra mãe após desenhar "de cabeça" o mapa de sua vila na China

O desenho foi publicado no app Douyin (o TikTok da China), e não demorou muito para viralizar internet afora. Tamanha repercussão chamou atenção da própria polícia chinesa, que identificou diversas semelhanças do local desenhado com uma vila real, localizada no sul do país asiático.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Dias depois, sua história foi associada a uma mulher cujo filho havia desaparecido há 3 décadas.

Com o acompanhamento das autoridades, foi feito um exame de DNA para comprovar o vínculo entre eles. E advinha? 100% compatível!

Neste sábado (1º), mãe e filho finalmente se encontraram, na província de Yunnan, após tanto tempo separados.

Sequestrado na infância, homem reencontra mãe após desenhar "de cabeça" o mapa de sua vila na China

“Trinta e três anos de espera, incontáveis ​​noites de saudade e, finalmente, um mapa desenhado à mão de memória: este é o momento perfeito depois de 13 dias”, escreveu Li em seu perfil no Douyin, minutos antes do reencontro. “Obrigado a todos que me ajudaram a reunir a minha família”, completou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O reencontro foi de lavar a alma: mãe e filho se abraçaram e choraram muito. ?

O sequestro

Li Jingwei foi sequestrado em 1989 em um vilarejo próximo da cidade de Zhaotong, na província de Yunnan. Logo em seguida, foi vendido a uma família que vivia a mais de 1.800 km de distância da mãe biológica, do outro lado da China.

Hoje, aos 36 anos de idade, o rapaz vive na província de Guangdong. Já adulto, ele chegou a perguntar aos pais adotivos sobre seu passado, mas não conseguiu coletar informações relevantes. Também consultou bancos de dados de DNA, sem sucesso.

Sequestrado na infância, homem reencontra mãe após desenhar "de cabeça" o mapa de sua vila na China 3

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foi aí que ele recorreu à força e alcance das redes sociais. “Sou uma criança que tentando encontrar sua casa. Fui levado para Henan por um vizinho careca por volta de 1989, quando tinha cerca de quatro anos”, disse ele no vídeo viral.

“Este é um mapa da minha área residencial que desenhei de memória”, afirmou Li na filmagem, segurando um guia rico aproximado da vila, rico em detalhes. Ele se lembrou de uma escola, uma floresta de bambu e de um pequeno lago.

Surpreendentemente, essas informações foram mais do que suficientes para as autoridades descobrirem a vila e o paradeiro de sua mãe.

Fonte: Pais & Filhos
Fotos: WEIBO via BBC

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.