Morador da Flórida usa dinheiro de auxílio para fazer horta em casa e alimentar pessoas carentes

Michael Chaney sabia que precisava utilizar muito bem o benefício que recebeu do governo nesta pandemia do novo coronavírus. Ele só não esperava que fosse tão longe com sua ideia!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

É que temendo a escassez de comida, esse morador da Flórida (EUA) fez uma pequena horta em casa. O ambiente foi ganhando forma e mais variedade de alimentos com o passar dos meses. Hoje, Michael doa suas frutas e legumes e alimenta pessoas necessitadas.

horta do Michael
Horta na casa de Michael. Foto: Atlanta Black Star

Michael diz que acha importante os benefícios do governo para as pessoas, principalmente as mais carentes, mas reforça que há uma diferença entre receber ajuda e depender dela.

E foi a partir desse pensamento que veio a ideia da horta. Ele viu faltar muitos suprimentos nas prateleiras dos supermercados e pessoas brigando por coisas básicas, como alvejante. Então, sabia que tinha que fazer algo, e logo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foi quando passou a refletir sobre sua condição. “Se as lojas não tiverem comida, o que vou fazer? Não sei caçar. Naquela época eu não sabia pescar”, disse. “Eu não conhecia ninguém que cultivasse ou tivesse o conhecimento para cultivar alguma coisa.”

Então, Michael iniciou seu projeto de horta, que batizou de Spirit Mike. O primeiro desafio foi recuperar as terras ao redor de sua casa, que estavam inférteis. Para começar, o rapaz pesquisou o que precisava fazer para adubá-las e comprou alguns vasos, tomates e maçãs.

“Eu faço jardinagem biointensiva, o que significa plantar o máximo que puder em um espaço pequeno“, explicou . “Eu escolhi especificamente esses tipos de frutas [plantas anãs], porque elas crescem rapidamente.”

Michael cuidando das suas plantas
Michael cuidando de uma de suas espécies. Foto: Atlanta Black Star

Diversidade de frutas e legumes

“É muito importante que você planeje seu jardim. Faça sua pesquisa antes de investir um dólar, porque você quer que seu dólar vá o mais longe possível”, disse Michael.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E foi exatamente isso que ele fez. Hoje, a horta já tem couve, mamão, berinjela, cebola, tomate, caju e dezenas de outras plantas. Ele diz que seu jardim acabará cultivando comida suficiente para alimentar uma comunidade inteira. E é essa a intenção!

jardim do miachel
Foto: Atlanta Black Star

Além de doar os alimentos, Michael incentiva qualquer pessoa que receba qualquer assistência do governo a pensar a longo prazo sobre a segurança alimentar. “Se você usar essa ajuda do governo, tudo o que você precisa é de um terreno; aproveite essa assistência e compre 4/5 de plantas por mês e no final do ano você nem precisa mais da assistência. Você tem um pomar.”

Junto com a horta, ele também passou a cuidar de nove galinhas, que comprou por 3 dólares cada. “Meu objetivo é fazer com que minha alimentação custe zero. Então, meus restos de comida vão para o depósito de larvas de mosca, elas comem isso e produzem mais larvas. Essas larvas servem de alimentos para as galinhas. A galinha produz ovos, que eu como e vendo; a vida é boa!”, riu.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quem mais amou a ideia e virou fã do Michael?! 😍

Fonte: Atlanta Black Star

E sabe quem fez algo parecido nesta pandemia? O Alessandro Vitale. Ele mantém uma horta em casa e já não vai ao supermercado há quase 1 ano.
Veja a matéria e inspire-se também!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM










Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,810,195SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Estudante de moda cria agência focada no protagonismo negro

Editoriais de moda feitos inteiramente por pessoas negras e/ou da periferia, desde a fotografia, direção, styling, até os modelos. Essa é proposta da Black...

Suíça votará proibição da criação de animais em escala industrial para abate

Recentemente, foi relatado que 2,6 milhões de suíços – ou 31% da população – estão reduzindo ou reduziram totalmente o consumo de carne.

Cachorro acalma jovem autista que se debatia durante ataque de pânico

Para a jovem australiana Hayley Martin, seu cão Marley é muito mais do que apenas um animal de estimação. É um membro vital da...

Após passar 3 anos preso injustamente, jovem do Distrito Federal recomeça a vida graças à vaquinha

Você se lembra da história do Lucas, 26 anos, lá de Ceilândia (DF)? Ele foi ajudado com vaquinha da VOAA após passar três anos...

“Mutirão do Pix”: Torcedores do Athletico doam R$ 23 mil para vendedora de salgados que trabalhava em estádio

O futebol sempre foi muito mais do que as quatro linhas que compõem o campo! Na última quarta-feira (20), horas antes do duelo entre o...

Instagram

Morador da Flórida usa dinheiro de auxílio para fazer horta em casa e alimentar pessoas carentes 3