Jogo do Bahia ganhou bandeiras arco-íris de escanteio em ato contra homofobia

O Esporte Clube Bahia foi o protagonista no último fim de semana de uma campanha de promoção dos direitos humanos. O time baiano fez uma manifestação pública no último domingo (15) contra a homofobia durante uma partida contra o Fortaleza.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A ideia da campanha é combater o preconceito e discriminação contra a comunidade LGBTQ+ e diminuir a agressividade, sejam elas físicas ou verbais nas arquibancadas. Diversas bandeiras do arco-íris estiveram presentes nas linhas de escanteio durante a partida, que terminou empatada (1 a 1 ), válida pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Ajude a mudar a vida da Ana Paula, mulher trans em situação de rua

 

O Bahia também usou uma hashtag de promoção à campanha nas redes sociais, além de produzir um vídeo e divulgar um manifesto coletivo. Os torcedores puderam acompanhar online toda a preparação para o evento seguindo a hashtag #LevanteBandeira.

Jogo Bahia bandeiras arco-íris ato contra homofobia

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

No vídeo, um torcedor homossexual expõe os preconceitos que vivencia devido à sua orientação sexual. Ele relata sua história enquanto costura uma bandeira arco-íris para ser usada em campo.

Em seguida, explana sobre a importância da igualdade e do respeito mútuo. “Sempre que alguém disser onde acaba meu campo, eu levantarei bandeira”, diz o rapaz no vídeo. O vídeo termina com a frase “Não existem linhas que limitem o amor. Diga não a homofobia”.

Leia também:

Homofobia nos estádios

Neste ano, vários clubes brasileiros têm organizado campanhas de repúdio e combate aos gritos homofóbicos disparados nos estádios.

Reações preconceituosas são punidas com desconto de pontos no campeonato. O Vasco, por exemplo, está sendo investigado por conta de músicas que a torcida cantou durante a partida contra o São Paulo em 25 de agosto.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para acompanhar a mudança, o Bahia fez uma reestruturação do departamento de marketing e realizou diversas ações nos últimos meses em defesa de temas direitos humanos. Ele já se manifestou contra o racismo ao lado do Grêmio.

Altivo, o clube também fez ações contra a violência no futebol, em favor da demarcação das terras indígenas e contra a LGBTfobia. Também tornou mais acessível ao público torcedor denunciar o assédio sofrido nos estádios após saberem de um caso através das redes sociais. E fez uma ação em sua loja oficial oferecendo a realização de exames de DNA em campanha sobre abandono paterno.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: Meia Hora/Fotos: Reprodução/Twitter

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,575,137SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Pedreira cede terreno para plantio de horta comunitária em Juiz de Fora

Os agricultores, por sua vez, disponibilizam os produtos, de graça, a moradores do bairro.

Nova campanha de carro tem duas versões idênticas com protagonistas feminino e masculino

Em nova campanha publicitária para o Renegade 2019, a Jeep apresentou o conceito "Seu Instinto é Jeep" com o curta-metragem "Instinto". A novidade é que...

Asilo faz 47 dias de divertidas festas do pijama e impede que Covid-19 infecte os idosos

Um lar de idosos na França fez tudo que estava ao seu alcance para impedir que seus residentes se tornassem apenas uma mera estatística...

Belíssimas ilustrações mostram o amor de um pai por sua filha pequena

As ilustrações mostram o quanto um pai pode ser amável e carinhoso com sua filha pequena. 🙂

Ex-morador de rua se torna escritor e lança livro com auxílio de vaquinha online

Leo Motta, 37 anos, transformou em livro suas experiências vivendo nas ruas do Rio de Janeiro. Ex-dependente químico, ele conta sua história no livro...

Instagram