Horta comunitária de 24 km gera renda e alimenta 800 pessoas carentes em Sete Lagoas (MG)

A gente colhe o que planta“. Quarenta anos depois de criar sua primeira horta comunitária, o município de Sete Lagoas, na região central de Minas Gerais, tem motivos de sobra para comemorar.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A primeira horta deu origem a outras 7, gerando renda para 320 famílias e levando alimentos para 800 pessoas de baixa renda.

Ao todo, o “mar de hortaliças” e outras leguminosas se estende por 24 quilômetros!

Horta comunitária de 24 km gera renda e alimenta 800 pessoas carentes em Sete Lagoas (MG)

No ano passado, em meio à pandemia e o aumento da insegurança alimentar da população, o projeto passou a doar alimentos para ONGs e centenas de famílias em situação de vulnerabilidade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para Warley Raimundo, superintendente de agropecuária e abastecimento de Sete Lagoas, o “Horta Social”, como a iniciativa foi batizada, só é bem-sucedido graças ao trabalho interno dos próprios voluntários dentro das hortas comunitárias.

“Com a pandemia, várias instituições OSC do município começaram a produzir marmitas para doações em comunidades mais afetadas pela crise sanitária. Sendo assim, em uma roda de conversa com o prefeito Duílio de Castro e o vereador Caio Valace resolvemos criar uma alternativa para ajudar”, explicou ao portal ECOA.

Centenas de pessoas beneficiadas

Cada horta contribui com a fatia de doações de hortaliças e leguminosas, mas mantendo o objetivo principal de geração de alimentos e sensibilização dos produtores locais.

“O programa tenta mudar o hábito alimentar, como também sensibilizar a população a respeito da segurança alimentar no município. Os horticultores estão se sentindo como cidadãos que geram solidariedade. E estão muitos orgulhosos de saberem que levam comida para mais de 800 pessoas por dia”, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

De acordo com o portal Ecoa, as hortas se dividem em diferentes regiões de Sete Lagoas.

Os produtores que fazem parte do trabalho são selecionados pelos Cras (Centro de Assistência Social) e recebem treinamento para o cultivo consciente.

“Eles recebem a terra, água e energia elétrica gratuitamente. A única contrapartida é de fornecer alimentos para as escolas municipais”, explicou o superintendente.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Legumes enriquecem a marmita

Os produtores locais entregam os produtos colhidos para organizações da sociedade civil, que doam as refeições para a população vulnerável.

A entrega dos alimentos ajuda economicamente a produção das refeições, uma vez que todo o processo é feito de forma voluntária.

O catador de recicláveis Otacílio Cardozo, da Associação dos Recicladores de Materiais Reutilizáveis e Recicláveis de Sete Lagoas, contou que recebe as doações 2 vezes por semana. “É importante a criação de hábito do consumo de hortaliças junto à alimentação diária e hoje isso é realidade em nossa entidade. O pessoal que recebe não dispõe de recurso para a comprar em supermercado ou sacolões”, completou.

As doações também beneficiam a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis e seus membros, como a Tatiane da Silva, uma das coordenadoras da entidade.

Ela conta que essa ajuda é muito importante e auxilia 17 famílias que trabalham com reciclagem. “Eu agradeço muito em nome de todos nós. Recebemos duas vezes na semana e eles ainda levam até a gente. É um trabalho muito bacana e necessário”, completou. Por um Brasil com cada vez mais hortas e menos fome!

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo:

Assista como foi, na íntegra, o I Prêmio Razões Para Acreditar!

Fonte: The Greenest Post
Fotos: Reprodução / YouTube

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,256,096SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Cientistas criam implante cerebral que pode detectar e curar a depressão profunda

Um pequeno implante elétrico instalado no crânio e conectado ao cérebro que pode detectar e tratar a depressão, inclusive a mais severa: essa revolução...

Após vaquinha, faxineira de túmulo se matricula em curso e ajuda mãe com problemas de saúde

Mais uma história foi transformada com a ajuda de vocês! 🥰 Vocês lembram da jovem faxineira de túmulos, que trabalha pesado para ajudar sua mãe...

Menina tem reação hilária ao ver mãe amamentando bebê: “De onde sai o leite achocolatado”

Quando um bebê recém-nascido chega em casa, seu irmão mais velho naturalmente fica curioso com a presença ilustre e intrigado com suas características: pequenino,...

Motociclista pega lixo jogado nas ruas em flagrante e lança de volta para quem o jogou

Jogar lixo no chão é uma má notícia. Além de feio e potencialmente perigoso para o ambiente, e também é muito caro. Nos EUA,...

Mulher cega enxerga seu bebê pela primeira vez

Kathy Beitz é legalmente cega. Ela perdeu a visão quando criança e, por um longo tempo, adaptou-se para viver em um mundo que ela...

Instagram