Horta urbana comunitária beneficia 550 pessoas em Curitiba (PR)

Em Curitiba, uma horta comunitária beneficia cerca de 550 pessoas, através do Núcleo da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab) na Regional CIC.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma delas é a aposentada Loide Pereira, 67 anos. Apesar de ter deixado a rotina na lavoura, em Ivaiporã, no norte paranaense, ela jamais abriu mão do prazer em cultivar sua horta – seja dentro de casa, seja em sua comunidade.

Loide faz parte de uma rede de 130 produtores urbanos do complexo de hortas comunitárias Vitória Régia (I, II e III), que integra a ‘Regional CIC’.

“Em 2012, comecei a plantar aqui e nunca mais parei de colher meus pés de alface, couve, brócolis e repolho”, conta a idosa.

Horta urbana comunitária beneficia centenas pessoas em Curitiba

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“São, ao todo, cerca de 550 pessoas beneficiadas e que têm acesso a frutas e hortaliças sem agrotóxicos plantadas para consumo próprio, doadas a quem precisa e vendidas para moradores da região”, conta Simone Tomiazzi da Silveira, chefe do Núcleo da Smab na regional.

Simone conta que a Horta Comunitária Vitória Régia I foi a primeira a receber o apoio da Prefeitura de Curitiba, em 2001. “O local serviu de laboratório para a ampliação do programa de Agricultura Urbana do município para os atuais 27 espaços comunitários da capital que recebem assistência dos engenheiros agrônomos da Smab”.

Leia também:

Horta urbana comunitária beneficia centenas pessoas em Curitiba

Horta é terapêutica

Segundo o vice-presidente da Associação dos Moradores da Vitória Régia, Luiz Carlos de Mattos, as hortas comunitárias ligadas à associação têm, principalmente, uma finalidade terapêutica, de ser uma atividade aos moradores, muitos aposentados.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“A horta também é uma forma de diminuir os custos em alimentação para os próprios agricultores e as famílias”, acrescenta.

Horta urbana comunitária beneficia centenas pessoas em Curitiba

Desde 2015, Augustinho Honório, aposentado de 70 anos, acorda bem cedo e vai a horta para conferir seus canteiros de alface, almeirão, repolho, couve, cebola e pimentão. O idoso é voluntário na Horta Comunitária Vitória Régia II.

“Além de plantar para a gente, lá em casa, também vendo para vizinhos e quem me procura. Só com minha aposentadoria, eu não consigo sobreviver. Com a horta, a gente economiza e ainda ganha um dinheirinho”, conta ele.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Horta urbana comunitária beneficia centenas pessoas em Curitiba

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: Ciclo Vivo/Fotos: Daniel Castellano/SMCS

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,637,823SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Senhor de 61 anos aprende a desenhar pelo YouTube e conquista a internet

O Seu Carlos está desengavetando o sonho de pintar as próprias telas aos 61 anos de idade.

Menino pede caixas de leite no seu aniversário para doar a asilo

Em vez de pedir uma bicicleta, um videogame novo, ou qualquer outro brinquedo que muitas crianças da sua idade pediram de aniversário, o menino...

Faculdade troca taxa de inscrição do vestibular por 1 kg de alimento não perecível

Os estudantes poderão fazer sua inscrição de graça doando 1 kg de alimento não perecível, até o dia 11 de dezembro.

Banda indiana formada por mulheres trans acaba de lançar seu primeiro single

A “6 Pack Band” é o primeiro grupo musical indiano formado apenas por mulheres transgêneros. Elas lançaram recentemente seu primeiro single, uma versão da...

Projeto ensina mulheres de baixa renda a construir e reformar suas moradias em BH

Elas colocam a mão na massa e provam que 'lugar de mulher' é onde ela quiser, inclusive na obra.

Instagram