Lutando contra o câncer, Lúcia recebe a tão sonhada carteira da OAB e se torna advogada no hospital

Para provar que todo sonho é possível, mesmo internada Lúcia das Dores Silva Nicolatti recebeu sua carteira da OAB com direito à cerimônia de solenidade e a presença ilustre do representante do órgão de seu estado.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela sempre sonhou em ser advogada e recentemente se formou em direito, mas não pôde participar da cerimônia de entrega da carteira, pois está passando por um tratamento contra o câncer.

Para ser advogado não basta “apenas” se formar na faculdade, já que para poder exercer legalmente a profissão, é preciso ser aprovado no concorrido exame da ordem, aquele que concede a carteira da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil.

Extremamente concorrido, não é todo mundo que consegue ser aprovado, mas ela conseguiu!

advogada internada oab
Foto: arquivo pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A cerimônia foi simples, mas muito especial, já que contou com a presença de seu marido, poucos familiares e alguns médicos que estão participando de seu tratamento.

Através de uma vídeo conferência, outros familiares e amigos também puderam participar de um dos momentos mais importantes e emocionantes da vida de Lúcia.

A sobrinha Gabriela Nara Nicolatti, que assistiu a entrega de carteira por videoconferência, comentou sobre a tia: “Uma mulher cheia de sonhos. A faculdade e a carteira sempre foram um sonho que ela tinha. Uma realização, não só para ela, mas para toda nossa família. Uma grande emoção. Nossa família está muito orgulhosa. Obrigada (OAB) pelo carinho e solidariedade”.

Foto: arquivo pessoal

Canal Coronavírus: veja boas notícias, vagas home-office e como ajudar pequenos negócios clicando aqui.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A cerimônia

Quem fez questão de que ela recebesse sua carteirinha e foi atrás de todos os trâmites legais para que a cerimônia de entrega pudesse acontecer no quarto de um hospital, foi seu marido – Américo Antônio Flores Nicolatti, também advogado.

Foto: arquivo pessoal

Orgulhoso da trajetória de sua esposa, ele não conteve as lágrimas em dizer o quanto ela se esforçou: “Lúcia sempre sonhou em ser advogada. Desde o ingresso na faculdade, uma aluna muito dedicada, determinada, que se formou e passou meses estudando para a tão criteriosa prova da OAB. Ela passou em um Exame de Ordem disputando com mais de 300 mil bacharéis e com nota 8”.

Estudiosa, ela também é formada em pedagogia e história, mas sempre sonhou com a carreira de advogada.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Lúcia atualmente está fazendo tratamento contra um câncer de ovário, o segundo tipo de câncer ginecológico mais comum entre as mulheres.

Stheven Razuk, secretário-geral da OAB/MS, fez questão de ir ao hospital fazer a entrega da carteira e deixou uma mensagem de boas vindas à nova advogada do estado: “Seja bem-vinda à família da Ordem dos Advogados do Brasil. A partir de agora, a senhora é advogada, pertence à nossa classe, tem direitos e prerrogativas. Parabéns a toda família por esse ingresso da Doutora Lúcia, que vai dignificar a nossa causa e a nossa classe.”

Foto: arquivo pessoal

Estamos torcendo para que ela se recupere logo e finalmente possa exercer esta profissão. Nada pode conter os que sonham alto! 🥰

Fonte: OAB/MS

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,763,858SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Com a agrofloresta, jovem leva fartura a comunidades de Uganda

Charles Batte ensina produtores locais a prevenir a erosão do solo e melhorar a produtividade através de um sistema milenar.

Brasileira transforma redes de pesca descartadas no mar em produtos ecológicos para casa

Um esfregão para limpezas pesadas e saquinhos para guardar frutas. Essas são as duas peças que a artista plástica Nara Guichon desenvolveu a partir...

Vaquinha para idosa humilhada por morar em barraco de madeira tem meta atingida

A dona Maria de Fátima, 57 anos, não poderia esperar o tamanho da ajuda que receberia de todos vocês! Até a publicação desta matéria,...

Por que você deve continuar acreditando em 2020

Acreditar é o que nos move e quando nos movemos juntos, acreditamos mais ainda!

Instagram