Hospital infantil libera jogos do Brasil para a diversão de crianças internadas

Tem gente que diz que futebol ‘é o espetáculo do pão e circo’, mas essas mesmas pessoas seriam capazes de falar isso para crianças que assistem às partidas do Brasil na Copa do Mundo no hospital onde estão internadas?

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Duvidamos que sim, ainda mais depois de ver essas crianças e os pais delas curtindo juntos os jogos da seleção brasileira, num momento de pura diversão para a família. Por 90 minutos, mais os acréscimos, os pequenos esquecem seus problemas de saúde.

Eles retornam para seus leitos com um estado de espírito muito melhor de quando saíram, disso temos certeza!

Leia também: Phillippe Coutinho se comove com menino que improvisou camisa e vídeo viraliza

Em Vila Velha, no Espírito Santo, o Hospital Estadual Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (HiMABA) preparou uma sala, na ala pediátrica de internação, para que as crianças possam assistir aos jogos do Brasil com os familiares e funcionários do hospital, conforme a Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (SESA).

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

hospital infantil libera jogos Brasil crianças internadas

O espaço, geralmente utilizado para atividades recreativas e educacionais, foi decorado com bandeiras do Brasil, balões verdes, amarelos, azuis e brancos, para as crianças enviarem energias positivas aos jogadores da seleção.

Mesmo as crianças que não podem se movimentar muito vibram com os gols de Coutinho, Neymar e companhia, experienciando o gosto da superação quando a seleção canarinha marca os gols nos acréscimos das partidas – foi assim na partida contra a Costa Rica.

Os pais também aproveitam o momento para ficar mais próximos dos filhos e acreditar na sua recuperação.

“Isso me encoraja e me faz sentir mais mãe. Mesmo com toda preocupação e sabendo da gravidade do caso do meu filho, é assim que eu ganho forças pra acreditar na vitória dele”, afirmou Maiara Paresqui Almeida, mãe do pequeno Marcos Vicente, de apenas 3 meses.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Ela e o filho torceram juntos na vitória do Brasil sobre a Sérvia, por 2 a 0, no dia 27. Maiara vestiu o filhote com gorro, luvinhas e sapatinhos nas cores do Brasil. E Maiara acabou inspirando outras famílias que vivem o drama de ter que ficar no hospital com os filhos.

Leia também: Jogador da França doa todo salário da Copa para caridade

“Várias mães que estão com filhos aqui começaram a me perguntar onde eu comprei as roupinhas e também estão vestindo seus filhos assim. Eu percebi que o clima até mudou. Na hora do jogo estão todos de verde e amarelo, é lindo de ver”, relatou Maiara.

“Aqui neste hospital eu tenho recebido tanto carinho e apoio de todos, fui tão bem acolhida com meu filho, que hoje já me sinto feliz por tudo que estou recebendo. Sei da gravidade dele, mas acredito e tenho muita fé em Deus, e confiança na equipe que está cuidando do meu filho. Estou muito agradecida”, finalizou emocionada a mãe.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

crédito da foto: SESA/Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,646,211SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

ONG “Entre Rodas e Batom” faz vídeo e nos mostra que tudo é uma questão de olhar

Achei bem legal o vídeo da ONG "Entre Rodas e Batom" pois nos traz a conscientização de uma maneira diferente de como vemos a deficiência....

Mais de 40 cidades do país participam do Dia de Solidariedade dedicado às crianças

Campanha recebe doações de brinquedos novos para crianças beneficiadas por instituições parceiras do Instituto GPA.

Internautas se mobilizam por vaquinha para mãe solo que faz crochê para pagar cirurgias do filho

A história de luta de Marilene Castro, 40 anos, e seu filho Everton, 13, é de emocionar qualquer um. Esta guerreira de Fortaleza (CE)...

Estudantes de Medicina na Rússia pagam mensalidade de estudante africano que perdeu os pais em acidente

Sabe aquela história que a gente escuta de que existe muita boa gente no mundo? Eu vou te dar uma razão para acreditar muito...

Fair play: Atleta ‘reboca’ seu concorrente até o final da prova de corrida e ainda o faz vencer

Após as três medalhas (duas de ouro e uma de prata) e a história de superação nas Paralimpíadas de Londres, Alessandro Zanardi voltou a...

Instagram