Hospital do Rio usa pele de tilápia para tratamento de queimaduras

O Hospital Municipal Souza Aguiar, no Rio de Janeiro (RJ), se tornou a primeira unidade do estado a utilizar pele de tilápia para tratar queimaduras.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O produto está disponível no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do hospital desde dezembro do ano passado. Pelo menos três pacientes fizeram uso da pele de tilápia e notaram uma cicatrização mais rápida e menos queixas de dor.

De acordo com o portal O Globo, o material vem da Universidade Federal do Ceará (UFC) gratuitamente. Trata-se de uma ferramenta adicional para a saúde pública, cronicamente fragilizada em nosso país.

hospital usa pele de tilápia tratamento queimaduras

“A pele de tilápia é rica em colágeno, resistente e elástica. Tem duas vezes mais colágeno que a pele humana. O nosso centro de tratamento já nos enche de orgulho, mas essa oportunidade de utilizar essa técnica nos pacientes foi muito importante para nosso serviço, tanto no aspecto técnico quanto na valorização profissional. Sabemos das limitações do setor público e dos recursos restritos, mas a iniciativa motivou a equipe do hospital“, afirma a cirurgiã plástica Irene Daher, chefe do CTQ.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

hospital usa pele de tilápia tratamento queimaduras

A cirurgiã afirma que as tilápias são criadas especialmente para essa utilização. O material é submetido a dois processos de desinfecção (desidratação sob baixa temperatura e exposição a raios gama) e só depois são embalados (a vácuo) e enviado às unidades hospitalares.

Leia também: Cirurgia inédita usa pele de tilápia para reconstrução vaginal de mulher trans

Entregues à equipe médica, as lâminas de peles são hidratadas e enfim, aplicadas sobre as queimaduras dos pacientes. Interessante notar que não há a necessidade de pomadas ou outros produtos.

hospital usa pele de tilápia tratamento queimaduras

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

À medida que os ferimentos cicatrizam, a pele de tilápia vai se soltando. O curativo é trocado uma vez a cada 10 dias, reduzindo a dor do paciente gradativamente. O custo do tratamento é 50% inferior quando comparado a outros métodos e o tempo de cicatrização 40% mais rápido.

hospital usa pele de tilápia tratamento queimaduras

“Os três casos impressionaram toda a equipe, o quão rápido foi a cicatrização. A técnica reduz riscos de infecção, evita a perda de líquidos dos tecidos e diminui a dor do paciente, que é inevitável no tratamento tradicional, com curativos feitos de gazes e pomadas e que normalmente devem ser trocados no máximo a cada três dias. Esse curativo tem apresentado resultados terapêuticos melhores que a pele de cadáver”, diz Irene.

hospital usa pele de tilápia tratamento queimaduras

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O cozinheiro Bruno Conceição, 24 anos, foi atingido por uma explosão de panela de pressão e precisou ser submetido ao tratamento. “Eu trabalho em uma pastelaria e sofri as queimaduras no tronco e nos braços quando uma panela de pressão explodiu. Não sinto dor utilizando a pele, foi ótimo. Vou sair do hospital já nos próximos dias.”

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo:

Leia também: Pesquisadores do Paraná criam membrana capaz de desenvolver pele e ossos

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: O Globo/Fotos: Divulgação

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

Relacionados

MARCAS QUE NOS APOIAM



Quer receber boas notícias todas as manhãs?

996,656FãsCurtir
1,941,108SeguidoresSeguir
9,663SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

USP cria ventilador pulmonar de baixo custo com tecnologia 100% brasileira

Cientistas da USP desenvolveram um protótipo de ventilador pulmonar emergencial capaz de ser produzido em massa para atender a demanda hospitalar de pacientes infectados...

Homem planta 152 milhões de árvores e refloresta manguezal sozinho no Senegal

Um homem aposentado plantou incríveis 152 milhões de árvores em um intervalo de 10 anos às margens do rio Casamansa, no Senegal. Plantando sem parar...

Nesse hotsite especial agrupamos vagas home office para ajudar você

Por conta do coronavirús, as empresas estão adotando o home office para driblar a crise. Para ajudar você que perdeu ou busca por um...

Idoso de 80 anos constrói trenzinho para cães que resgatou das ruas

Um idoso de 80 anos passa seu tempo livre operando o que provavelmente pode ser o trem mais divertido do mundo! O senhor Eugene Bostick...

Cliente antecipa pagamentos para salão de sobrancelha passar por crise do coronavírus

A servidora pública Débora Benon, de Brasília (DF), tinha uma viagem planejada com o marido e os três filhos no início de abril. Mas veio...

Instagram