Instituto que faz trabalho de inclusão social para pessoas com deficiência pede ajuda para continuar atendendo

A gente sabe que a inclusão social de pessoas com deficiência ainda é um caminho longo a se percorrer.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E levantando essa bandeira mais que necessária, o Instituto Aplicado ao Desenvolvimento Humano Educação e Cultura (IADHEC), vem fazendo a diferença na vida de pessoas com deficiência e vulnerabilidade social em São Paulo, há 27 anos.

Mas o IADHEC infelizmente corre o risco de encerrar suas atividades. Como complementa sua renda com doações e eventos beneficentes, o instituto está com as atividades comprometidas desde o início da pandemia.

Sabemos da importância do IADHEC e queremos ajudar a mudar essa situação. Por isso, lançamos uma vaquinha na Voaa para que o instituto se recupere financeiramente e continue ajudando os alunos. Faça a sua contribuição clicando aqui!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Instituto está sem fundos para continuar o trabalho

Desde março o financeiro do IADHEC vem passando dificuldades. Eles tiveram uma perda de 30% das mensalidades e já tem uns meses que fecham o mês no vermelho.

Todo o dinheiro da vaquinha será para recuperar o instituto, pagar as dívidas e ajudar para que os alunos não fiquem sem suas atividades.

O IADHEC faz um trabalho tão maravilhoso que, mesmo durante a pandemia, eles não suspenderam as atividades. Tudo foi replanejado para que os alunos continuassem tendo a assistência que precisavam, mas de foram remota.

Cada um dos profissionais do instituto reprogramou suas atividades para o ambiente online e continuaram com a sua linda missão.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O instituto não tem outra renda que não seja as mensalidades de alunos pagantes e doações. Só em doações, tivemos uma redução de 25%”, afirma a gestora geral do IADHEC, Sandra Ferrini. 

A mãe de um dos alunos do IADHEC diz que eles são como uma família para o filho. Ela conta que todos os dias o garoto fica super animado para encontrar os professores e terapeutas.

O meu filho cresceu demais nesses anos com a escola. Os profissionais têm uma responsabilidade gigante no crescimento psicológico, moral e afetivo da nossa família”, disse a mãe.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Então vamos ajudar o IADHEC a não parar com todo esse trabalho tão importante? 

O valor da campanha é para garantir que a escola continue atendendo os alunos bolsistas (que hoje correspondem a 60% do total de alunos) e os profissionais que tiveram uma redução de valores de contrato.

 “Queremos convidar as pessoas a se unirem a nós nesse compromisso de manter nossa capacidade de ajudar essas famílias. Queremos continuar nossa missão”.

Ajude o IADHEC a seguir com as atividades. Clique aqui e faça a sua doação para a vaquinha!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,822,141SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Crianças ribeirinhas de Rondônia lançam livro com histórias locais

Criado há nove anos pela professora Gloria Valadares, o projeto “Leitura no Sítio” desenvolve um trabalho exemplar de alfabetização de crianças e adolescentes da...

Motorista instala rede no carro para não se distrair com cão, mas ‘tiro sai pela culatra’. Fotos são hilárias!

Só quem tem ou teve cachorro sabe como uma viagem de carro pode ser desafiadora, sobretudo quando eles são grandes. Além de não ser...

A campanha “Não Chove Não Lavo” incentiva de forma bem humorada a economia de água

Para lavar 7 milhões carros (total da frota de carros atual de São Paulo), é necessário 3,5 bilhoes de litros de água. Por isso...

Vaquinha para menino de 6 anos encontrado enjaulado pelo próprio pai em Brasília. Saiba como ajudar!

Yan dos Reis é um garotinho super doce de apenas 6 anos que foi encontrado enjaulado, seminu e com marcas de espancamento pelo próprio...

Instagram