Instituto que faz trabalho de inclusão social para pessoas com deficiência pede ajuda para continuar atendendo

A gente sabe que a inclusão social de pessoas com deficiência ainda é um caminho longo a se percorrer.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

E levantando essa bandeira mais que necessária, o Instituto Aplicado ao Desenvolvimento Humano Educação e Cultura (IADHEC), vem fazendo a diferença na vida de pessoas com deficiência e vulnerabilidade social em São Paulo, há 27 anos.

Mas o IADHEC infelizmente corre o risco de encerrar suas atividades. Como complementa sua renda com doações e eventos beneficentes, o instituto está com as atividades comprometidas desde o início da pandemia.

Sabemos da importância do IADHEC e queremos ajudar a mudar essa situação. Por isso, lançamos uma vaquinha na Voaa para que o instituto se recupere financeiramente e continue ajudando os alunos. Faça a sua contribuição clicando aqui!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Instituto está sem fundos para continuar o trabalho

Desde março o financeiro do IADHEC vem passando dificuldades. Eles tiveram uma perda de 30% das mensalidades e já tem uns meses que fecham o mês no vermelho.

Todo o dinheiro da vaquinha será para recuperar o instituto, pagar as dívidas e ajudar para que os alunos não fiquem sem suas atividades.

O IADHEC faz um trabalho tão maravilhoso que, mesmo durante a pandemia, eles não suspenderam as atividades. Tudo foi replanejado para que os alunos continuassem tendo a assistência que precisavam, mas de foram remota.

Cada um dos profissionais do instituto reprogramou suas atividades para o ambiente online e continuaram com a sua linda missão.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O instituto não tem outra renda que não seja as mensalidades de alunos pagantes e doações. Só em doações, tivemos uma redução de 25%”, afirma a gestora geral do IADHEC, Sandra Ferrini. 

A mãe de um dos alunos do IADHEC diz que eles são como uma família para o filho. Ela conta que todos os dias o garoto fica super animado para encontrar os professores e terapeutas.

O meu filho cresceu demais nesses anos com a escola. Os profissionais têm uma responsabilidade gigante no crescimento psicológico, moral e afetivo da nossa família”, disse a mãe.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Então vamos ajudar o IADHEC a não parar com todo esse trabalho tão importante? 

O valor da campanha é para garantir que a escola continue atendendo os alunos bolsistas (que hoje correspondem a 60% do total de alunos) e os profissionais que tiveram uma redução de valores de contrato.

 “Queremos convidar as pessoas a se unirem a nós nesse compromisso de manter nossa capacidade de ajudar essas famílias. Queremos continuar nossa missão”.

Ajude o IADHEC a seguir com as atividades. Clique aqui e faça a sua doação para a vaquinha!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,496,742SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Asilo em Porto Alegre recebe campeonato de skate

Imagina o seu avô avaliando sua performance no skate? Agora pense em uma competição em um asilo, com vários idosos dando suas notas e...

Alunos nota 1000: jovens surdos tiram nota máxima no Enem e entram na universidade

Toda vez que tem o Exame Nacional do Ensino Médio, temos uma nova leva de memes e de zoeira por conta dos absurdos escritos...

Extra e Pão de Açúcar trocam bandejas de isopor por material biodegradável

Por CicloVivo A pauta do uso excessivo de embalagens, como plástico e isopor, tem sido bastante frequente, principalmente quando se fala do setor...

Jogadoras da seleção feminina de futebol do Afeganistão ganham hijab especial para a prática do esporte

As jogadoras da seleção feminina do Afeganistão ganharam um uniforme mais adequado para jogarem futebol, nessa terça-feira (8). A empresa de material esportivo Hummel, fornecedora...

Instagram