Razões para Acreditar

Idosa com Alzheimer fica surpresa ao descobrir que tem 92 anos: “Ai, que delícia!”

Preparado para derramar umas lagrimazinhas? 😭

Em um vídeo compartilhado pelo Razões no Instagram, uma idosa com Alzheimer fica surpresa ao descobrir que tem 92 anos de idade e está ‘com tudo em cima’, falando e participando ativamente do que acontece em sua família.

Quem gravou o vídeo foi a neta dela, Nathalia Villares Fonseca, 27 anos, fisioterapeuta que mora em São Paulo (SP).

Em uma conversa informal, ela pergunta: “Vó, diga aí pra mim: quantos anos a senhora têm mesmo?

Foto: Reprodução/Instagram

“Eu? Ah, eu já tô velha…”, responde Ida Villares, a ‘dona Ida’.

“Quantos anos? Chuta!”, indaga Nathalia. “Não sei… Eu acho que tenho uns 60”, responde.

“Posso te falar quantos anos você realmente tem?”, questiona a neta.

Idosa com Alzheimer ficou surpresa ao descobrir sua verdadeira idade. Foto: Reprodução/Instagram

Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as matérias e novidades do Razões, clique aqui.

Ao dizer “92”, Dona Ida faz uma cara de surpresa total e, emocionada, diz: ‘Ai que delícia! Eu tô assim, desse jeito assim… Falando e querendo participar de tudo? Como é que isso?“. 😭

“Mulher, você viu? É que você é maravilhosa, né vó?”, responde Nathalia.

Confira o vídeo:

A idosa foi diagnosticada com o mal de Alzheimer há cerca de dez anos.

Nathalia conta que o humor da avó varia muito no dia a dia.

“A relação não é tão simples como no vídeo, tem dias que ela está bem irritada, dias que não quer fazer as coisas sozinha, e no segundo seguinte já mudou, já está dando risada e brincando. No dia a dia tentamos incentivar ela a fazer as atividades de vida diária sozinha, o que as vezes ela não quer, mas geralmente temos uma relação muito boa. Quem acaba ficando 24h por dia com ela é minha mãe, Zuleika, já que eu trabalho fora, dou assessoria a ela nos momentos que venho em casa durante o dia”, diz a jovem.

O Razões tem seu próprio podcast para espalhar boas notícias, ouça os episódios na sua plataforma favorita clicando aqui.

Com a ajuda da família, Dona Ida continua ativa fisicamente da melhor maneira que pode.

“Nós a estimulamos diariamente com conversas, músicas, desenhos. Já para a parte motora, como sou fisioterapeuta, trabalho alguns exercícios com ela, para melhorar o caminhar dela, as atividades de vida diária e a coordenação motora”, revela Nathalia.

Indagada sobre o que diria a uma pessoa que desconhece ou conhece muito pouco sobre o Alzheimer, e teve alguém da família recentemente diagnosticado com a doença, a jovem diz:

“Diria que não é fácil essa doença, mas que o mais importante é entender que ela não faz o que faz de propósito, que sim sobre efeito da doença, diria também que por mais que seja mais rápido e prático fazer as coisas por ela, não faça, para o bem dela, deixar o máximo de independência e que ela se sinta importante. Que são fases e que para familiares cabe se adaptar a cada fase e tornar essas dificuldades mais leves ao longo do dia, até porque quem acaba sendo o cuidador não é fácil e que se necessário pedir ajuda não é vergonha nenhuma.”

Ajude asilo que foi alagado se reerguer para abrigar os mais de 30 idosos. Saiba aqui como ajudar!

“É uma dádiva de Deus ela estar conosco durante todos esses anos, com a saúde que ela tem, que momentos que estou passando ao lado dela são indescritíveis”.

“Minha avó foi uma mulher guerreira, batalhadora e trabalhadora durante toda a vida dela e que agora chegou a nossa vez de cuidar dela. Eu a amo demais e agradeço pela presença dela em minha vida“, concluiu a neta.

Canal Coronavírus: veja boas notícias, vagas home-office e como ajudar pequenos negócios clicando aqui.