Impedida de estudar na infância, dona Duzinha aprende a ler e escrever aos 104 anos

Dona Duzinha dos Reis, de 104 anos, começou a estudar recentemente para realizar seu maior sonho: poder ler a Bíblia.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para isso, ela participa de um projeto de alfabetização de adultos e idosos que visa reduzir a taxa de analfabetismo nos municípios do Mato Grosso. Após algumas semanas de prática, a idosa já consegue escrever o próprio nome.

Ao nascer, Dona Duzinha foi batizada como Zumira, mas com o passar do tempo, ganhou o apelido e decidiu mudar seu nome. Ela cresceu no interior mineiro, e passou a infância morando na roça. A escola não era distante, mas o pai não a deixou estudar – para ele, apenas os homens podiam frequentá-la.

[Consegue imaginar uma mãe cuidando sozinha de quatro filhos com deficiência? Que está desempregada, pois precisa cuidar dos filhos e com 10 meses de aluguel atrasado? Essa é a realidade e o dia a dia da Linda Mar Miranda. Ela precisa de ajuda para custear remédios, fraldas, aluguel, alimentação e outras necessidades dos filhos e dela própria. Clique aqui e apoie.]

Após casar, também não teve a oportunidade. “Até que tentei, mas meu marido ficou doente e acabei desistindo. O povo ia dizer que eu abandonei meu marido doente. Achei melhor ficar com ele e não estudei mais”, lembra.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Idosa começa estudar para realizar sonho ler Bíblia

Desde o final dos anos 70, quando já era idosa, Duzinha mora no Mato Grosso. Atualmente, vive em Araputanga, a cerca de 350 km de Cuiabá.

Aposentada, tem sempre a companhia dos (muitos) netos e bisnetos; uma das netas, que mora na parte dos fundos da casa, é quem cuida dela.

Duzinha ainda prepara suas próprias refeições e faz alguns serviços domésticos.

Idosa começa estudar para realizar sonho ler Bíblia
Aos 104 anos, Duzinha começou a estudar para realizar sonho de ler a Bíblia

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Desde que mudou de nome, a idosa perdeu o contato com os familiares de Minas Gerais.

Em Araputanga, a professora Sandra Regina é a responsável por sua alfabetização, e foi quem a incentivou a se inscrever no Projeto Muxirum, que visa alfabetizar adultos e idosos do estado.

O Razões e o Educa Mais Brasil te ajudam a conseguir bolsa de estudo para cursos técnicos e profissionalizantes, cursos de idiomas, entre outras, clique aqui

Sandra conta que conheceu Duzinha em um culto na igreja que as duas frequentavam. “Quando estava montando a turma de alfabetização, a procurei para saber se não tinha interesse em estudar e ela aceitou na hora”, lembra. “Ela quer escrever seu nome em toda aula, por isso, faço um exercício somente para ela. Outro dia, durante a aula, estava muito frio e as outras alunas estavam reclamando e queriam ir embora mais cedo. Mas ela não aceitou acabar a aula. Disse ter ido para estudar e que iria ficar até o final”, completa.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O Projeto Muxirum tem duração de 270 horas, distribuídos em seis meses, com carga horária mínima de 10 horas semanais. A ação é desenvolvida em parceria com as prefeituras municipais, igrejas, sindicatos, clubes de serviços, sindicatos rurais e outros segmentos organizados da sociedade mato-grossense.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: JM Online/Fotos: Reprodução/JM

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,286,141SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Casal adota, via Zoom, adolescente que vivia há cinco anos em orfanato. “Ele nos tornou pessoas melhores”

A pandemia pode ter adiado muitos projetos e sonhos de pessoas do mundo inteiro. Para o casal Chad e Paul Beanblossom, nada os impediria...

Após viralizar com pratos simples, jovem cozinheiro abre o próprio negócio de cestas e doces para levar mais alegria às pessoas

Olha o Paulo Filho sendo incrível mais uma vez! Vocês lembram dele? Contamos a história desse jovem de 16 anos a primeira vez em...

ONG leva ajuda humanitária a famílias que vivem no lixão do Jardim Gramacho (RJ)

A ONG Corrente pelo Bem realiza ações sociais para a comunidade do Jardim Gramacho que vive em cima de lixão desativado pela prefeitura. São mais de 100 famílias que se alimentam dos lixos descartados no aterro.

Mãe arrecada US$ 60 mil para festa de casamento do rapaz que salvou sua filha de afogamento

O jovem Kevin Cozzi nem pensou duas vezes quando viu que havia uma criança se afogando em uma praia de Monterey, na Califórnia (EUA)....

Ajude, com vaquinha da VOAA, mãe de garoto autista que adotou mais duas crianças com necessidades especiais

Olha que coração gigante tem a Arely Voieira, de 37 anos! Ela já é mãe do Samuel, um jovem de 14, que tem autismo....

Instagram

Impedida de estudar na infância, dona Duzinha aprende a ler e escrever aos 104 anos 1