Idosa fica desolada após ter produtos apreendidos e internautas fazem vaquinha para ajudá-la (TO)

Até hoje, a idosa Raimunda Ramalho, 65 anos, está desolada com que aconteceu há menos de uma semana com ela. Fiscais da Prefeitura de Palmas (TO) apreenderam todos os seus produtos. Mesmo tendo alvará para vendedor ambulante, ela teve cinco minutos para deixar o local e não conseguiu cumprir prazo.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A venda dos lanches é a única fonte de renda da idosa que vive sozinha. Ela está sem trabalhar desde o acontecido. Para ajudá-la a recuperar o dinheiro dos dias parada e dar o suporte que ela precisa até a Prefeitura resolver o seu caso, abrimos a sua vaquinha na VOAA. Clique aqui e contribua!

Conversamos com a dona Raimunda e com a sua neta Naysa Beckmam, 22 anos, que está fazendo companhia para a avó que está assustada com tudo o que aconteceu.

“Eu tenho alvará, mas não estava com documento porque sempre levava e nunca precisou. A licença é para vendedor ambulante, tem que ficar andando, mas eu não consigo”, disse Raimunda.

Desolada, idosa só assiste seus produtos sendo apreendidos pelos fiscais. Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A idosa contou que o município informou que iria estipular uma multa entre R$ 500 e R$ 14 mil. Se ela não pagasse em 48 horas, os alimentos seriam doados e em 15 dias os objetos apreendidos serão incinerados.

Num vídeo feito por uma pessoa que presenciava a abordagem dos fiscais, a idosa fica muito nervosa, e com muita tristeza, guarda todos os seus produtos numa caixa e entrega aos fiscais. Desolada, ela relata que “não estava roubando” e que trabalha para sobreviver.

Idosa está sem trabalhar desde que teve seus produtos apreendidos

Enquanto a Prefeitura não resolve o caso dela, ela não está trabalhando. Está desolada. Ela lembra de tudo e fica mal. Levaram até os panos de pratos que ela tinha comprado há pouco tempo”, relatou a neta da idosa.

idosa que teve os produtos apreendidos sentada
Dona Raimunda está sem trabalhar desde que os fiscais levaram seus produtos. Foto: Arquivo Pessoal

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Naysa contou que a vó vive sozinha e paga o aluguel com a ajuda de um tio, que dorme lá de vez em quando. Agora, sem os seus produtos, está sem trabalhar.

“Ela mora em casa de aluguel, aí o meu tio ajuda com o aluguel. Mas ela paga as demais coisas, água, energia, remédios”, conclui a neta.

Vamos dar essa força à dona Raimunda e recuperar os dias que ela está sem trabalhar? Clique aqui e contribua!

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,496,742SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Cientistas encontram possível caminho para a cura definitiva do autismo

A pesquisadora Patrícia Monteiro, do Centro de Neurociências da Universidade de Coimbra (CNC), e uma equipe de cientistas do MIT, descobriu um gene, o...

[VÍDEO] Mães de autistas nos ensinam sobre amor incondicional e desafios desse incrível ‘mundo azul’

Marcelina, Cinthya e Efigênia. Três mães que encaram diariamente os amores e as dores de ter um filho com Transtorno do Espectro Autista, o...

Programa loveUK lança e-book gratuito sobre 150 bolsas de estudo em universidades do Reino Unido

O programa loveUK, que promove a educação e cultura britânica no Brasil, lançou a terceira edição de um e-book gratuito para guiar o universitário...

Instagram