Idosa que aprendeu a ler e escrever aos 63 anos vence concurso literário e dá exemplo: nunca é tarde!

Nunca é tarde para aprender a ler e escrever. Nem mesmo para vencer um concurso literário. Essa é a inspiradora história de uma idosa lá de Puebla, no México.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Justina Flores, que hoje tem 78 anos de idade, aprendeu a ler e escrever aos 63 anos. Mas por pouco não desistiu.

Acreditava que a essa altura da vida não valia a pena. Porém, incentivada pelos professores, seguiu em frente. Depois de dois anos, ela escreveu “La Mazorca”, uma história dedicada à comunidade de San Miguel Espejo, que rendeu à Justina o primeiro lugar em um concurso literário estadual.

Aplausos, por favor! 👏

Foto: YouTube El Sol de Puebla

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Justina é exemplo para muitos idosos que não veem utilidade para a leitura e a escrita por se considerarem velhos demais.

“Aqui dizem: ‘para que vou, se já vou morrer? Já estou velho’; Mas quando precisam preencher fichas de um procedimento, procuram alguém para ajudá-los e dizem ‘preenche você mesmo, porque eu não entendo nada’. Embora sejam convidados a fazer aulas, eles ficam entediados e não vão mais”, conta.

Foto: YouTube El Sol de Puebla

Justina entrou tarde na escola, aos 22 anos, em 1964. Frequentou aulas na sua província até o 4º ano do ensino fundamental. No entanto, aprendeu pouco, pois só sabia falar a língua náhuatl. “O professor falou conosco em espanhol, mas não o entendemos”, lembra.

Foto: YouTube El Sol de Puebla

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quatro décadas depois, Justina voltou para a sala de aula e contou com o apoio do Instituto Estadual de Educação de Adultos da zona de San Miguel Espejo para participar de um concurso de literatura, em 2019. 

“Se você não sabe ler e escrever, ou se conhece alguém assim, convide-o a ir aonde eles ensinam, para que quem sabe mais possa compartilhar conosco o seu saber”, aconselha Justina, um exemplo, entre muitos, de que nunca é tarde para aprender

Nós aprendemos com você, Justina!

Inspire-se também com a história de uma vovó de 70 anos que foi alfabetizada pelo neto e lançou um livro.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Fonte: UPSOCL

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,419,547SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

No ES, prefeito cancela carnaval para investir em educação e saúde

Vocês se lembram daquele prefeito maravilhoso de Colatina, no Espírito Santo, que foi pego de surpresa enquanto plantava as mudas dos canteiros da cidade...

Ônibus itinerante vende alimentos orgânicos de produtores familiares por um preço acessível

Por Jéssica Miwa Comer alimentos saudáveis não é barato e viver deles também não é uma tarefa fácil.Produtores orgânicos enfrentam muitas dificuldades no cultivo, colheita...

Mães de creche compram pipoca antecipadamente para ajudar pipoqueiro no RJ

As medidas para conter a proliferação do coronavírus atingem a todos nós, e talvez mais ainda quem trabalha na rua. Com a população isolada em...

Os cafés onde voluntários consertam coisas de graça contra a obsolescência programada

Quem é que nunca ouviu ou nunca falou de como os produtos de hoje são descartáveis, não duram nada? Que os de antigamente eram...

Moradores se mobilizam e reconstroem asilo destruído por enchente em menos de 24h (MG)

Ubaenses e pessoas de diversos lugares se mobilizaram para reconstruir asilo.

Instagram