Idosa que teve vida modesta morre e deixa R$ 63 milhões para a caridade

Clique e ouça:

Uma idosa de 87 anos, que sempre levou uma vida simples, deixou uma fortuna de US$ 14 milhões (R$ 63 milhões) e doou tudo após sua morte, conforme o testamento, para 15 instituições de caridade.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Sheila Woodcock vivia em Nova Gales do Sul, na Austrália, e faleceu em 2018. Solteira e sem filhos, seus hobbies eram passeios, horticultura, chocolate e amor pelos animais.

O testamento da idosa foi descoberto há seis meses e surpreendeu sua família.

Idosa que teve vida modesta falece deixa milhões caridade
Foto: Reprodução/Newastle Herald

Idosa deixou R$ 63 milhões para a caridade

Quem ficou a cargo de realizar seu último desejo foi o primo, Kent Woodcock. No testamento de Sheila, ela concede toda a sua fortuna a 15 entidades de caridade que apoiam causas de saúde, pesquisa, educação, crianças e animais.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Foram US$ 1,375 milhão (R$ 6,2 milhões) para o serviço de resgate Helicopter Rescue Service, cujos integrantes se disseram ‘boquiabertos’ com tamanha generosidade.

Idosa que teve vida modesta falece deixa milhões caridade
Foto: Reprodução/Newastle Herald

O mesmo valor foi doado à Royal Flying Doctor Service, para a compra de um novo motor de avião para os socorristas, e para o serviço australiano de resgate de animais. A entidade disse que vai transferir o hospital veterinário para um novo prédio, maior e mais moderno, graças à doação.

E não para por aí: escolas, universidades, programas de atendimento infantil e de combate à diabetes, igrejas e até o Exército de Salvação também foram contempladas. “Isso é algo absolutamente transformador”, descreveu a ONG Smith Family à imprensa após receber US$ 340 mil (R$ 1,5 milhão).

Idosa que teve vida modesta falece deixa milhões caridade
Foto: Reprodução/Newastle Herald

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“Acho que ninguém [em Newcastle] já fez algo assim e não sei se voltaremos a vê-lo”, disse Kent, sobre sua prima que surpreendeu a todos por sua generosidade. Sheila tem recebido homenagens e congratulações em toda a Austrália.

No Reino Unido, a autora da saga Harry Potter, J. K. Rowling, deixou a lista de bilionários por um motivo nobre: a caridade!

[Nota de Redação]

O seu Zezinho tem 68 anos e nunca foi à escola. Ele queria muito aprender o alfabeto e finalmente poder escrever o próprio nome. Gentil toda vida, uma professorinha de 9 anos começou a ensinar o vendedor de picolé a ler e escrever.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Compartilhe o post com seus amigos!

  • Siga o Razões no Instagram aqui.
  • Inscreva-se em nosso canal no Youtube aqui.
  • Curta o Razões no Facebook aqui.

Fonte: GNN

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,052,176FãsCurtir
2,191,217SeguidoresSeguir
17,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Homem com deficiência humilhado por atraso de salgados se surpreende com apoio: “o telefone não para”

Coisa mais linda essa corrente de solidariedade, o Rafael tá sem acreditar! Rafael foi humilhado por um cliente que não aceitou o atraso da sua...

Homem cria “restaurante” 24 horas para alimentar cachorros de rua

João Araújo mora em Palmas, no Tocantins e é gerente de uma loja de peças para motos. Ele sempre se preocupou com os cachorros de rua da...

Adolescente recusa oferta de R$ 46 milhões por site sobre Covid-19

O que você faz quando tem 17 anos? Pensa em estudar, curtir a balada, se divertir. Mas, não o Avi Schiffmann. Ele construiu um...

Sambista Arlindo Cruz volta a falar três anos depois do AVC

O cantor Arlindinho, filho de Arlindo Cruz, deixou uma mensagem em suas redes sociais que nos encheu de alegria: após mais de três anos...

Mãe que anunciou faxina por R$ 20 para alimentar filhos comove internautas e recebe R$ 53 mil em doações

A jovem mãe Liliane está desempregada e as faxinas foi o meio que encontrou pra não faltar comida em casa.

Instagram

Idosa que teve vida modesta morre e deixa R$ 63 milhões para a caridade 13