Idoso de 102 anos volta a estudar e inspira estudantes no ES: ”Enquanto há vida, há esperança’

Faz cerca de um mês que o seu Pedro Francisco voltou a estudar. Aos 102 anos, o baiano foi morar em Vitória (ES) com o filho durante a pandemia de Covid-19.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Nesse meio-tempo, topou retornar às salas de aula para estudar.

Assim como o filho André, de 46 anos, seu Pedro agora é estudante do Ensino de Jovens e Adultos (EJA) na rede municipal de Vitória, que retomou as aulas presenciais no final de maio.

idoso de 102 anos volta a estudar

O idoso é um dos 200 adultos matriculados no EJA da capital capixaba e cursa a primeira etapa de ensino na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Suzete Cuendet.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A primeira etapa corresponde ao conteúdo que é aprendido do 1º ao 5º ano do ensino fundamental regular.

Eu me sinto feliz e, por essa felicidade, ainda quero aprender mais para falar melhor com o público”, se animou Pedro ao contar sobre as aulas.

idoso de 102 anos volta a estudar

André conta que o pai adora cantar, tocar violão, conversar e ler a Bíblia.

Apesar da idade avançada, seu Pedro enxerga, escuta e caminha super bem. Ele explica que para ter uma vida longeva, é preciso se abster da “carne com gordurinha, bebidas alcóolicas, fumo e brigas”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Independente e proativo, ele gosta de fazer tudo sozinho. “Ele come sozinho, toma banho sozinho, faz tudo sozinho. Todo tipo de comida ele come. Ele gosta de mocotó e só gosta de carne com gordura. O colesterol dele é normal”, contou André.

idoso de 102 anos volta a estudar

Imagina o tanto de histórias que seu Pedro tem pra contar: ele nasceu por volta das 4h da manhã do dia 18 de outubro de 1918, em Catu, na Bahia.

Em tom de brincadeira, ele diz que assim que ele veio ao mundo, a terra tremeu. “Balançou mais de 40 quilômetros. Minha mãe quase morreu assombrada”, recordou.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

idoso de 102 anos volta a estudar

Ao todo, o idoso é pai de 14 filhos! Ao longo de quatro décadas trabalhando como vigilante, oleiro e produtor de telhas e tijolos ele ajudou a sustentar a família.

Apesar de já saber ler e escrever, o estudo durante a vida foi pouco. “Sem ler não podemos falar, não podemos fazer nada. É por isso que continuo estudando. Enquanto há vida, há esperança”, completou.

Fonte: G1
Fotos: Reprodução / TV Gazeta

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM




Idoso de 102 anos volta a estudar e inspira estudantes no ES: ''Enquanto há vida, há esperança' 2

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
4,975,261SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Airbnb oferece acomodação gratuita para 20 mil refugiados que fugiram do Afeganistão

A plataforma online de serviço de hospedagem Airbnb afirmou nesta semana que vai oferecer acomodação 100% gratuita para 20 mil refugiados afegãos que fugiram...

Restaurantes de São Paulo participam de campanha para inclusão de deficientes visuais

Campanha beneficiará 1.300 pessoas com deficiência visual.

Bilionário abre empresa para baratear medicamentos de alto custo

A ideia do empresário bilionário Mark Cuban ao anunciar o lançamento Mark Cuban Cost Plus Drug Company é levar medicamentos de alto custo para...

Telhado verde em paradas de ônibus na Holanda vira paraíso para as abelhas

A prefeitura municipal de Utrecht, na Holanda, sancionou uma lei há alguns meses que estabeleceu a criação de mais de 300 paradas de ônibus...

Profissionais de saúde comemoram UTIs para Covid-19 vazias de hospital no RN: ‘Viva a vacina’

Alerta de lencinho! 🥺 Desde o dia 25 de junho, o Hospital Geral Doutor João Machado, em Natal (RN), conseguiu esvaziar uma ala inteira de...

Instagram

Idoso de 102 anos volta a estudar e inspira estudantes no ES: ''Enquanto há vida, há esperança' 3