Aos 89 anos, idoso supera doença grave e realiza sonho de se tornar doutor em Física

Um idoso aposentado de 89 anos que vive em Rhode Island, nos EUA, realizou o sonho antigo de conquistar o doutorado em Física, área da ciência em que é apaixonado desde a juventude.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Após décadas se dedicando ao trabalho e à família, Manfred Steiner pôde se dedicar aos estudos e desbravar a vasta área de pesquisa que busca compreender o funcionamento do universo como um todo.

Recentemente, ele defendeu sua dissertação com sucesso na Brown University e se disse “gratificado” com o diploma – algo que ele sempre quis ter em mãos. Tudo isso após superar uma série de problemas de saúde grave que poderiam ter atrapalhado seus estudos.

“Eu consegui, e este foi o momento mais gratificante da minha vida, terminar”, disse.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Quando jovem, o físico nascida em Viena, na Áustria, ficou fascinado pelas descobertas de Albert Einstein e Max Planck, dois cientistas que revolucionaram o século XX.

Durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), a mãe e o tio de Manfred o aconselharam que estudar medicina seria uma escolha melhor em tempos turbulentos.

Foi o que ele fez: conquistou o diploma na Universidade de Viena em 1955 e mudou-se para os EUA menos de um mês depois, onde teve uma carreira de sucesso estudando o funcionamento do sangue.

Ainda assim, sua paixão pela Física perdurou em seu coração pelos anos seguintes.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Manfred e sua esposa, Sheila, de 93 anos, são casados ​​desde 1960. Eles têm dois filhos e seis netos. Ele vai comemorar seu 90º aniversário este mês.

Steiner achava as pesquisas médicas satisfatórias, mas não era exatamente o mesmo que seu fascínio pela física.

“Foi algo como um desejo que nunca foi realizado, que sempre ficava gravado na minha cabeça”, disse ele. “Eu sempre pensei, você sabe, quando eu terminar com a medicina, eu realmente não quero passar minha vida apenas sentada e talvez jogando golfe ou algo assim. Eu queria me manter ativo. ”

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Aos 70 anos, ele começou a fazer cursos de graduação na Brown, uma das universidades da Ivy League. Ele planejava fazer alguns cursos de seu interesse, mas, em 2007, acumulou créditos suficientes para se inscrever no doutorado de Física.

Era a oportunidade perfeita: anos depois, o ex-médico defendeu sua dissertação com maestria, após se recuperar de uma grave condição médica.

Em sua dissertação, ele explora como os elétrons dentro de metais condutores se comportam mecanicamente e como os férmions podem ser transformados em bósons. Loucuras da física!

Manfred agora espera ajudar, com suas pesquisas, os professores com os quais fez amizade durante seus estudos. Não procuro trabalho remunerado. Já passei dessa fase”, brincou.

Ao final, ele deixa um conselho: Faça o que você ama fazer.

“Faça isso porque mais tarde na vida você pode se arrepender de não ter feito isso”, completou. “Siga seus sonhos.”

Assista ao vivo os ganhadores do Prêmio Razões para Acreditar, dia 07/12 às 18h! Ative as notificações clicando aqui.

Fonte: AP News
Fotos: AP Photo / Stew Milne

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM






Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,970,136SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Bilhete de criança de 7 anos que caiu de bicicleta e riscou veículo viraliza: “Como ficar bravo?” (SC)

Da forma como sabia, o pequeno Benício, de 7 anos, deixou um bilhetinho depois que esbarrou no carro de um desconhecido, em Curitiba (PR)....

Sem água nem esgoto: Bill Gates mostra vaso sanitário futurista

Bill Gates, um dos fundadores da Microsoft (1975) e atual maior filantropo do planeta, apresentou nesta última terça-feira, 6, uma peça tecnológica que tem...

Pizzaria em Curitiba entrega ceia de Natal para pessoas em situação de rua

Diversas ações incríveis aconteceram pelo Brasil, essa é bastante especial.

Professora faz canal para ensinar História em LIBRAS

Felizmente o mundo está cada vez mais preocupado em democratizar a educação e a Internet possui um papel fundamental neste objetivo, já que além...

Professor de educação física aposentado que tem pernas amputadas dá lição de vida

O professor de educação física aposentado Túlio Max Ferreira Leite, de 64 anos, precisou amputar suas pernas após um problema circulatório. Apesar da condição ser recente, foi...

Instagram