Idoso de 91 anos recém-alfabetizado lança livro de poemas em Juiz de Fora (MG)

Na última quarta-feira (26), o senhor Manoel Bernardino, de 91 anos, concluiu o ensino médio, encerrando uma jornada de seis anos de muito estudo e dedicação. Até 2013, o idoso não sabia ler nem escrever.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Concluídas todas as etapas do ensino fundamental e médio, no Cesu Custório Furtado de Souza, escola dedicada à alfabetização de jovens e adultos, em Juiz de Fora (MG), Manoel se tornou uma inspiração para alunos e professores.

“Ele se tornou um exemplo para todo mundo”, elogia o professor e vice-diretor do Cesu, Sérgio Oscar. Acompanhado da diretora Rosangela da Silva Campos de Paula e da vice-diretora Marta Britto, Sérgio encontrou em um livro a forma de homenagear e agradecer a Manoel pelo seu exemplo.

“Ele é um aluno muito esforçado, muito assíduo. Pode chover granizo que ele está aqui na escola. A sala de aula ocupa um lugar muito importante na vida dele”, afirma.

Idoso de 91 anos recém-alfabetizado lança livro de poemas em Juiz de Fora (MG)
“Em Busca dos Sonhos Perdidos”, primeiro livro de poemas do Seu Manoel

Desde que se alfabetizou, o idoso começou a escrever e não parou mais. Ao longo dos anos, escreveu 103 poemas, compilados em um livro: “Em busca dos sonhos perdidos”, lançado na sua formatura do ensino médio, com a presença de colegas, amigos, familiares e professores.

Leia também: 

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O projeto foi viabilizado por meio de rifas e doações. “Logo que foi alfabetizado, ele começou a fazer poemas. Muitos eles tinha só na memória e ao aprender a escrever ele passou para o papel”, conta Sérgio Oscar. “São pequenos versos que ele construiu falando de passagens da vida dele, da infância, e, depois, da vida adulta. Ele trabalhou muitos anos como pedreiro até conseguir se aposentar”, acrescenta.

Agora formado, Manoel pretende continuar frequentando a escola que abriu seus horizontes. Semanalmente, ele participa da oficina de teatro e compõe melodias com a turma de música.

Segundo o vice-diretor, o idoso impactou positivamente no funcionamento da escola. “Todos os estudantes aqui têm histórias de vida singulares, passaram por muitas dificuldades para chegar à escola. Ter o seu Manoel entre os alunos encorajou todos os outros.”

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e nos ajude a mudar histórias.

Fonte: Tribuna de Minas/Fotos: Reprodução/Tribuna de Minas

Relacionados

Quer receber boas notícias todas as manhãs?

985,243FãsCurtir
1,733,616SeguidoresSeguir
8,551SeguidoresSeguir
11,100InscritosInscrever

+ Lidas

Bióloga que salvou Arara Azul da extinção vira personagem da Turma da Mônica

Na última terça-feira (11), foi celebrado o Dia Internacional das Meninas e Mulheres na Ciência. Para comemorar a data, a Mauricio de Sousa Produções...

Juiz vai até a casa de idosa para lhe conceder aposentadoria

Um  caso incomum aconteceu há alguns meses, onde um juiz foi até a casa de uma senhora de 100 anos para conceder aposentadoria a ela. O...

Ortobom doa 500 colchões para vítimas de chuva em Raposos (MG)

A Região Metropolitana de Belo Horizonte foi a mais afetada pelas fortes chuvas que caíram em Minas Gerais nas últimas semanas. Um exemplo é...

USP retira coágulo de artéria no cérebro e devolve movimentos a vítimas de AVC

Cientistas adjuntos da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo em Ribeirão Preto desenvolveram uma técnica eficaz na redução de quase a totalidade...

Neto faz “antes e depois” e homenageia avó em seu aniversário de 99 anos

A homenagem de um neto para sua avó no dia do seu aniversário de 99 anos comoveu as redes sociais nesta quinta-feira (13). Iury Neto,...

Instagram