Após perder esposa, idoso de 75 anos aprende balé e passa em exame

Em janeiro de 2015, Bernard Bibby perdeu a esposa após 55 anos de casamento. Com a morte de Celia, o idoso de 75 anos decidiu manter vivo seu legado ao fazer aulas de balé.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O casal se conheceu em um clube de dança na adolescência e compartilhava do mesmo amor por dançar. “Ela dizia que eu era o único garoto do clube de jovens que podia se divertir”, diz Bibby.

Ele passou no primeiro exame de aptidão de balé em novembro do ano passado, após quatro anos de prática.

idoso aprende balé após perder esposa
Foto: Tamsin Smith

“Consegui um bronze. Ainda estou um pouco sem palavras. Mais três pontos e poderia ter conseguido uma prata”, disse o idoso, que mora em Sittingbourne, na Inglaterra.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

A morte de Celia impactou profundamente Bibby: eles passaram mais de cinco décadas juntos! Certo dia, refletindo, concluiu que não tinha mais tempo a perder.

A primeira coisa que ele fez foi vender sua televisão, que o ‘prendia’ em casa. Em seguida, começou a sair e frequentar clubes de dança, semelhantes àqueles que o idoso ia com Celia na juventude.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Uma confeiteira criou um curso gratuito para capacitar mães desempregadas em uma comunidade carente.

“Fiz dança de salão e dança latina”, disse Bibby. “Tentei dançar sapateado, mas o professor disse que eu era um ‘inglês típico’ – rígido e engessado, que não mostrava o bumbum, nem sabia requebrá-lo”, brincou.

Seu professor sugeriu então que Bibby ‘relaxasse’ fazendo aulas de balé. Ele topou!

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

“O balé é bastante tranquilo, e você também precisa aprender francês. É muito divertido”, disse. “Eu só queria que mais homens saíssem e fizessem isso. É uma fantástica rotina de exercícios.”

A idade também é apenas um número para um senhor de 91 anos que vai à academia e virou ‘digital influencer’ de hábitos saudáveis.

Bibby participa de uma aula semanal na Academia de Artes Cênicas Bridge, em Rochester, dirigida pela professora de balé Clare Wilders.

idoso aprende balé após perder esposa
Idoso de 75 anos passou em exame de balé após quatro anos de prática. Foto: Tamsin Smith

“Ele traz muita energia e entusiasmo”, disse a professora. “Estamos realmente orgulhosos dele, é absolutamente incrível. Nós gostamos muito de tê-lo na escola e ele está incentivando outros adultos a se envolverem”, complementou.

Bibby agora está praticando para o segundo exame de aptidão, que deverá ser realizado em público. “Vou continuar me esforçando até que me coloquem em uma cadeira de rodas”, disse.

Durante o Mês da Mulher, nós aqui do Razões junto com O Boticário contaremos histórias de mulheres que ajudam mulheres. Vamos falar sobre essa linda rede de apoio, para mostrar que #SomosFeitasDeTodas. Acesse as histórias aqui.

Fonte: BBC

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,493,634SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Motorista deixa bilhete honesto em para-brisa de carro em que bateu no estacionamento

Existem dias que tudo dá errado, aqueles que você para e pensa “nossa, não deveria ter saído de casa hoje” e ainda para completar...

Homens na Holanda estão andando de mãos dadas em solidariedade à casal gay que foi atacado

Os homens holandeses decidiram mostrar solidariedade a um casal gay que foi brutalmente agredido na cidade de Arnhem e começaram a andar de mãos...

Marca comete erro com cliente e encanta com pedido de desculpas especial

A cliente informou a marca sobre um sorteio na sua conta do Instagram que impediu a participação de mais clientes, e recebeu uma reposta grosseira.

[VÍDEO] Médico prescreve ‘receita do abraço’ para avó abraçar neta sem medo; assista

Sem poder ver e menos ainda abraçar seus familiares, Evelyn Shaw teve um 2020 bastante solitário. A avó vive no Bronx, em Nova York...

Em vídeo emocionante, Duda Riedel anuncia doador de medula 100% compatível

“A sensação? É indescritível. A chance de uma compatibilidade tão alta? 1 em cem mil. Eu nunca deixei de ter fé e meu anjo apareceu”, comemorou a atriz.

Instagram