Com canoa improvisada, idoso de 69 anos passa os dias coletando lixo plástico de lago poluído na Índia

Faz cerca de seis anos que Rajppan Chettan está em uma missão em prol do meio ambiente. Apesar de não conseguir andar devido à perda de movimento das pernas, ele usa as mãos para se deslocar e cumprir o que chama de seu “grande propósito”.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O idoso de 69 anos mora em Manjanikkara, no distrito de Kottayam (Índia), onde passa boa parte do dia coletando lixo plástico do Lago Vembanad e de outros riachos de Kumarakom, onde a poluição das águas alcançou níveis gritantes.

idoso coleta lixo plástico lago poluído Índia

Sozinho, Chettan aluga um pequeno barco rural e se aventura pelos quilômetros de litoral, onde costuma retirar até 5 kg de lixo diariamente – seu foco são garrafas de plástico e detritos maiores.

“Eu quase não tiro muito com isso. Um barco cheio de garrafas plásticas pesa poucos quilos… E sabe, por quilo eu só recebo 12 rúpias indianas (R$ 0,85). Mas alguém deveria remover os resíduos da água. Tenho vivido em torno dessas águas minha vida inteira. Estou fazendo o que é possível pra mim”, disse Chettan.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

idoso coleta lixo plástico lago poluído Índia

Para ele, remar é mais fácil do que andar pelas estradas. Esse também é um dos motivos pelos quais escolheu este trabalho.

“Sei remar desde pequeno. Gostaria de comprar um barco maior para mim, para poder passar mais tempo e cobrir mais áreas para coletar o plástico”, contou. Ele recolhe o plástico, limpa e seca os detritos, separa eles ordenadamente para depois vendê-los. “A cada 2 ou 3 meses, uma cooperativa vem, pega tudo e me paga”, explicou.

Chettan vive sozinho em uma pequena casa parcialmente destruída pela ação de enchentes e fortes chuvas. Sua irmã, que mora perto, fornece comida para ele. “A casa estava em melhores condições antes. Mas nas enchentes de dois anos atrás, tudo ficou arruinado. Durante a época das enchentes, eu morava em um grande barco aqui”, contou o idoso.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Antes de completar 10 anos, Chettan contraiu poliomielite, o que posteriormente paralisou suas pernas. “Ainda assim, busquei trabalhar a vida toda. Eu não consegui fazer um trabalho regular e diário porque minha saúde não me permitia. Então, tive que encontrar pequenos empregos adequados para mim”.

Quando as medidas restritivas foram anunciadas para frear a pandemia de Covid-19, o desperdício de plástico nas águas foi reduzido. Chettan está feliz, embora isso tenha reduzido consideravelmente sua renda.

Como não há turistas, ele diz que as águas são em sua maioria limpas. “Antes eu pegava muito (plástico). Mas hoje em dia é muito menos. É bom. Mas meu sustento está com problemas. No entanto, alguém vai ajudar”, acrescentou ele, esperançoso. 🥺

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Por muitos anos, foi uma visão comum para os habitantes locais ver Chettan remando dentro e ao redor do Lago Vembanad com seu pequeno barco. Muitos pensaram que ele estaria pescando.

Recentemente, o fotógrafo Nandu KS, de Kottayam (Índia), publicou um pequeno vídeo do trabalho do coletor para seu canal no YouTube, que se tornou viral nas redes sociais.

Assista abaixo:

Assista também:

Fonte: Viralistas
Fotos: Arquivo pessoal / Nandu Ks

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,758,975SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Johnny Depp comprará terras indígenas para devolver aos seus antigos donos

Johnny Depp aprontou mais uma das suas. Coisa boa, como tem sido frequente. O astro hollywoodiano anunciou que pretende comprar o campo de batalha...

Amigas vencem câncer e comemoram com camisetas escritas “Sobrevivente”

Chloe, Lauren, McKinley e Avalynn viraram amigas durante o tratamento.

Professora trans troca R$ 20 mil pela chance de educar agressores

A professora afirmou que a foi a melhor indenização que poderia ganhar na sua vida.

Instagram