Idoso sobrevive com jornal feito à mão no interior de São Paulo

“Original” é uma palavra que define bem o tabloide do seu Santino França, de 61 anos de idade. Mas, também poderíamos usar a palavra “ousado”, afinal, produzir um jornal feito à mão, em tempos de internet, é tarefa para as mentes mais ousadas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O jornal mensal Itapercanjo – o nome é uma homenagem às cidades de Itapetininga e São Miguel Arcanjo, no interior paulista, onde Santino morou – está em sua 513ª edição. As informações são do G1.

Cada edição tem 30 páginas: preenchidas com notícias sobre o trânsito, política, histórias de personalidades, fofocas e desenhos para crianças. Conteúdo diversificado e para todos os públicos.

O que mais chama nossa atenção é que Santino estudou apenas até a quarta série. Ele saiu de casa na adolescência, trabalhou no circo e – bingo! – ganhou na loteria na década de 1980. A vida parecia melhorar, porém Santino gastou todo o dinheiro que ganhou com os “prazeres da vida”.

RELACIONADO: Idosa de 80 anos realiza o sonho de ler e escrever em Goiás

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Para piorar a situação, em um curto espaço de tempo, ele pegou pneumonia e teve tuberculose, quase indo à morte.

Isso aconteceu entre 1999 e 2000, ano de fundação do Itapercanjo. Foi o jornal que, segundo Santino, salvou sua vida. “Sou grato a ele e nunca vou deixar de fazer”, afirma Santino, que tem a energia e os sonhos de um estudante de jornalismo recém-formado.

idoso jornal feito mão
Santino produz o tabloide em Itapetininga (SP)

“Com a doença não conseguia arrumar emprego de jeito nenhum. Foi aí que tive a ideia de fazer o tabloide e, por sorte, todo mundo gostou.”

Santino, que já trabalhou como pedreiro e ajudante de serviços gerais, é leitor voraz: lê de tudo, da bíblia, passando por revistas, até gibis. A estética do jornal lembra os cordéis nordestinos, de onde Santino buscou inspiração para o tabloide.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

Pai de dois filhos, que ele não vê há 30 anos – torcemos para que a repercussão de sua história promova esse reencontro! –, o idoso garante que o jornal não vai se curvar à internet.

“Eu coloquei o Itapercanjo na internet, mas ninguém quer ler pela internet. Não tem graça. Querem pegar na mão”, afirma.

idoso jornal feito mão

O jornal é distribuído primeiro nas 30 lojas que o apoiam financeiramente, nas cidades de Itapetininga, Sorocaba, Pilar do Sul e São Miguel Arcanjo. Depois, o jornal feito à mão é disponibilizado para o público em geral. São distribuídas 3 mil cópias – 2 mil coloridas, pagas, e mil em preto e branco, gratuitas.

PUBLICIDADE

CONTINUE LENDO ABAIXO

O projeto rende para Santino, em média, um salário mínimo – a única fonte de renda do idoso.

Fotos © TV TEM/Reprodução

Quer ver a sua pauta no Razões? Clique aqui e seja um colaborador do maior site de boas notícias do Brasil.

CanaisPatrocínios
Marcas que nos apoiam

MARCAS QUE NOS APOIAM


Quer receber boas notícias todas as manhãs?

1,102,320FãsCurtir
3,786,495SeguidoresSeguir
25,464SeguidoresSeguir
11,200InscritosInscrever

+ Lidas

Pais criam campanha para agradecer ao homem que salvou o filho deles

Quem vê o anúncio de Camila e Ciano no site de financiamento coletivo não entende porque esse casal de Belo Horizonte quer construir uma...

Estudantes africanos criam sabonete capaz repelir o mosquito da malária

Uma dupla de estudantes africanos criou um sabonete capaz de repelir o mosquito causador da malária. O produto, feito a base de ervas e...

Golfinho dá boas risadas com piruetas de garota

Enquanto passeava por um dos túneis de um dos aquários de Orlando, uma jovem decidiu fazer uma inversão de papéis. Aproveitando sua habilidade com...

Mulher tem 15% dos movimentos do corpo, mas não a impediu de realizar o sonho de ser artista

Fatemeh nasceu com uma doença rara que paralisou 85% do seu corpo, exceto alguns membros, como seus pés. E é com eles que a...

[VÍDEO] Entregador desabafa sobre gorjetas, viraliza nas redes e arrecada mais de R$ 300 mil

Mais uma prova do quanto as redes sociais são capazes de disseminar o bem! Riley Elliot é um motorista de aplicativo que resolveu fazer...

Instagram